MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

CNBB aparelhada, por Mara Montezuma Assaf


CNBB aparelhada

Mara Montezuma Assaf

Sou católica praticante , mas tenho bom senso e espírito crítico para deduzir que a CNBB há anos está aparelhada por padres e bispos da esquerda incentivadores de movimentos sociais que comprovadamente não passam de braço armado do PT, como  MST, o MTST e outros. 

Agora vem D.Sérgio da Rocha, cardeal de Brasília e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil(CNBB) dizer que a entidade não se manifesta sobre governos e partidos, mas que esta crise política não pode continuar, e que estão estudando alternativas como a realização de eleições diretas!
 
- Primeiro, quero lembrar que a última greve dos professores  em 28 de abril foi incentivada , dentro das escolas religiosas, por mensagens de autoridades eclesiásticas que afirmavam que as reformas da Previdência e trabalhistas tinham que ser combatidas com rigor porque iriam servir de instrumento para castigar os mais pobres. Cartas neste sentido foram distribuídas às diferentes escolas religiosas de São Paulo  incentivando a greve  e não obstante a maioria dos pais de alunos não concordarem com os termos, a greve se realizou.

- Em segundo lugar, fico pasma ao ler que este cardeal está propondo eleições diretas quando nossa Constituição é clara neste sentido. Quer ele passar por cima da lei e defender uma medida autoritária e ilegal? Ele afirma que esta medida, ainda que inconstitucional não pode abolir a voz das ruas...que segundo ele exige as diretas já. Que voz das ruas ? Ele acha que um punhado de sindicalistas empunhando bandeiras vermelhas representam a população brasileira , ordeira e decente, cuja ausência nas ruas é o maior sinal de que não compactua com esta ideia?
Sinto-me triste ao ver um representante da Igreja a cujo corpo místico pertenço defender teses que deveriam ser discutidas no Congresso e não por um órgão pouco isento como a CNBB, que parece falar por todos os católicos, só que não!

A CNBB não faz parte do organograma do Vaticano. Nada mais é que um "sindicato religioso" organizado pelos bispos e ligado ao PT. 
OJBR