MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

quarta-feira, 3 de maio de 2017

"SÓ DEPENDE DE NÓS" // Mara Montezuma Assaf

O ESTADO DE SÃO PAULO <forum@estadao.com>

Mara Montezuma Assaf


Na roda que comanda o desenrolar dos passos desta Nação através dos tempos,  uma de suas engrenagens deve ter se quebrado, porque sempre que o País está para mudar de patamar na História, a roda engripa, e não alçamos voo. Nos tempos mais recentes, foi assim que aconteceu em 1985 quando Tancredo Neves foi o ultimo presidente eleito pelo sistema indireto de votação, e estávamos esperançosos de que seu governo ajudasse a projetar o Brasil para o primeiro mundo, para a modernidade. Entretanto,  a sorte foi madrasta, Tancredo , de súbito, morreu, e seu vice, o inqualificável José Ribamar Sarney assumiu , e de lá para cá, já se sabe onde desembocamos. De três anos para cá , uma nova luz surgiu no horizonte a nos trazer esperança de um futuro melhor, a Operação Lava Jato. A realidade de um Brasil dominado por uma quadrilha de safados saqueadores foi desnudada por uma equipe jovem de denodados promotores e policiais federais. Desta vez vai! Desta vez, pensamos, nada nem ninguém nos impedirá de sermos grandes, pois um país tão escorchado e dilapidado como foi de suas riquezas e ainda assim se manter de pé, significa que tem alicerce bastante sólido para competir entre os grandes do mundo. A menos que... a engrenagem da roda da sorte não engripe novamente... e ontem, engripou. Os agentes deste desconserto: três juízes ministros do Supremo Tribunal Federal se uniram para desmontar a Lava Jato, soltando o maior ícone (depois de Lula) da tomada do poder no Brasil pela esquerda corrupta, populista e ladra: José Dirceu.

Com sua soltura, os juízes esfregaram em nossa cara nossa insignificância extrema, nada representamos para os supra sumos da Justiça no Brasil, somos NADA! Agora entendo a viagem de Chinaglia até Portugal e seu conchavo com Gilmar Mendes num hotel de Lisboa, registrado em foto por um turista. Traçavam os rumos para estancar a sangria que a Lava Jato provocou nos podres poderes da República. A pergunta é: até quando deixaremos a engrenagem quebrada paralisar nossa História? Até quando nos conformaremos com o fato de sermos conduzidos por esta corja que se recusa a largar o osso? Até quando vamos nos omitir, e de verdade, virar este jogo de cartas marcadas? O Brasil precisa de nossa indignação exposta nas ruas. A Lava Jato precisa de nosso apoio. E o Supremo Tribunal Federal precisa calçar as sandálias da humildade e parar de repetir que não se curva às pressões e nem aos anseios da população, mas tão somente ao "peso da lei". Bom, tudo bem, isso até que nós, com a mesma força com que levamos Dilma ao impeachment, resolvamos transformar esta lei, que é usada em prol de bandidos, em letra morta! Vamos nos unir!