MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Poder sindical da CUT dos servidores públicos


Poder sindical da CUT dos servidores públicos

por Ricardo Bergamini

Prezados Senhores

- Estados gastam R$ 35,8 milhões por ano com pensões de ex-governadores e viúvas.
- Em 2016 os governos estaduais geraram um déficit previdenciário de R$ 89,6 bilhões.
- Os corporativistas dos setores públicos podem ficar tranquilos que no final, tudo será encerrado no RGPS (sem poder de pressão) e nos aumentos de impostos. Todos sabem do poder sindical da CUT dos servidores públicos, assim sendo basta uma ameaça de longas greves remuneradas que os governantes arriam as calças. Eles têm plena consciência que são reféns dos líderes sindicais do setor público.

No Brasil, 51% dos servidores estaduais têm direito a aposentadorias especiais

Estudo divulgado no jornal O Estado de S. Paulo aponta relação entre a aposentadoria precoce e a conta previdenciária no vermelho. Professores representam 31% do total, seguido pelos policiais militares e civis, que representam juntos 20%

POR CONGRESSO EM FOCO | 02/04/2017 08:30 

http://static.congressoemfoco.uol.com.br/2017/04/Previd%C3%AAncia_EBC.jpg
Agência Brasil
Na média nacional, 51% dos servidores estaduais têm direito a aposentadoria especial

Diante da polêmica reforma da Previdência, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) fez um levantamento e identificou que 51% dos servidores, de todos os Estados e do Distrito Federal, têm direito a aposentadorias especiais. As informações foram divulgadas no jornal O Estado de S. Paulo deste domingo (2).

O estudo realizado por Claudio Hamilton Matos dos Santos, técnico de Planejamento e Pesquisa da área macroeconômica do Ipea, aponta ainda uma “relação entre aposentadoria precoce e a conta previdenciária em estados com os maiores déficits previdenciários” – diz trecho da reportagem publicada pela jornalista Alexa Salomão. Nestes casos, os estados possuem número de servidores com direito a aposentadoria especial acima da média nacional.

No Rio, por exemplo, 57,7% dos servidores têm direito a aposentadoria especial. Em Minas Gerais, 59,7% dos servidores estão sob esse regime. Em São Paulo, são 60,4% do efetivo. Já no Rio Grande do Sul, 61,2% do total dos servidores possuem esse direito, conforme revela a reportagem.

De acordo com a Previdência, aposentadoria especial é um benefício concedido ao cidadão que trabalha exposto a agentes nocivos à saúde, como calor ou ruído, de forma contínua e ininterrupta, em níveis de exposição acima dos limites estabelecidos em legislação própria, bem como outros critérios de risco. Por este motivo, possuem um regime diferenciado e podem se aposentar com tempo menor de trabalho e contribuição.

Conforme estudo divulgado pelo jornal, na lista dos aposentados precoces, os professores representam 31% do total; 15% é formado por policiais miliares; seguidos dos policiais civis, com 5%. “Apesar de os professores serem maioria, a categoria que mais chama a atenção no estudo é a dos PMs: 96%, na média, se aposentam antes dos 50 anos”.
No último mês, o presidente Michel Temer decidiu excluir os servidores públicos estaduais e municipais da reforma da Previdência. Os militares e policiais civis e bombeiros continuam fora da reforma. Mas o governo deve enviar ao Legislativo, em até um mês, uma proposta para a reforma dos militares da União.

Continuam incluídos da proposta que está no Congresso os servidores federais e trabalhadores na iniciativa privada. A proposta do governo Temer prevê a aposentadoria integral somente após 49 anos de contribuição, com idade mínima de 65 anos para homens e mulheres. Atualmente, a aposentadoria ocorre aos 60 anos para homens e 55 para mulheres, com 35 anos de contribuição para os homens e 30 anos para as mulheres.


Ricardo Bergamini
(48) 99636-7322
(48) 99976-6974
Membro do Grupo Pensar+ www.pontocritico.com