MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

terça-feira, 31 de março de 2015

Comemorar os 51 anos do Movimento de 1964, uma boa ideia!

Prezado(a)s:

No dia 31 de Março do corrente ano, as 17:00h, na Praça do Ferreira, haverá um movimento cívico em homenagem ao 51º aniversário da contrarrevolução democrática de 31 de Março de 1964, pelo que convidamos a todos a se fazerem presentes.

O prefixo de contrarrevolução é aqui utilizado, porque foi um movimento de reação à revolução esquerdista na época protagonizada por Cuba e pela União Soviética e que nos dias atuais tenta se instalar novamente, sob a batuta de Cuba usando agora o PT composto pelo mesmo pessoal de 1964.

Temos muito o que comemorar, pois foram realizações dessa contrarrevolução democrática:

1.    O Brasil voltou ao clima de ordem social e de respeito às autoridades constituídas;
2.    Permaneceram abertos e em plena atividade todos os tribunais de justiça, no plano federal e no plano estadual, inclusive os da Justiça Militar – que, como os demais, sempre funcionou de maneira autônoma e independente;
3.    Fomos, na época, a maior democracia da América do Sul. Muitos falam, principalmente os da esquerda, que vivíamos numa ditadura. Nunca um cidadão de bem, foi impedido de ir e vir a qualquer lugar, ou ser molestado pelos militares, a não ser aqueles que pegaram nas armas na tentativa de nos implantar a ditadura de esquerda. Qualquer cidadão tinha o direito, de com os seus próprios esforços estudar, trabalhar e progredir;
4.    Promovida a anistia de forma ampla, geral e irrestrita aos exilados no exterior, mesmo para aqueles que roubaram, sequestraram e mataram, muitos deles atualmente no poder;
5.    Fomos a 8ª economia do mundo;
6.    O País registrou os mais baixos índices de inflação e os mais elevados índices de crescimento do PIB nacional de sua história (14%);
7.    A criação de 13 milhões de empregos para uma população de 90 milhões de brasileiros;
8.    A PETROBRÁS aumentou a produção de 75 mil para 750 mil barris/dia de petróleo;
9.    A construção de 4 (quatro) portos e a recuperação de outros 20 (vinte);
10. A criação da ELETROBRÁS
11. A criação da EMBRATEL;
12. A criação da TELEBRÁS;
13. A criação da EMBRATER;
14. A criação da EMBRAPA;
15. A criação da PORTOBRAS;
16. A construção das maiores hidrelétricas do mundo: Tucuruí, Ilha Solteira, Jupiá e Itaipu;
17. A ampliação da Rede de rodovias asfaltadas, que passou de 3 mil para 45 mil quilômetros;
18. A criação da INFRAERO;
19. A implementação dos Polos Petroquímicos de Cubatão e Camaçari;
20. A criação do BANCO CENTRAL;
21. A Rede Ferroviária ampliada de 3 mil para 11 mil Km;
22. O aumento da Frota Mercante de 1 para 4 milhões de Toneladas;
23. A construção da Ponte Rio-Niterói;
24. A construção de 4 milhões de moradias;
25. A criação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS;
26. A criação do PIS;
27. A criação do PASEP;
28. A criação do FUNRURAL (a previdência para os homens do campo);
29. A criação do BNH (Banco Nacional de Habitação);
30. A criação da Lei do Inquilinato;
31. A criação do Projeto Minerva;
32. A criação do Projeto Rondon;
33. A criação do Proterra – Programa de aquisição de terras;
34. A criação do VLS – Veículo Lançador de Satélites;
35. A criação do Mobral – Movimento Brasileiro de Alfabetização;
36. A criação da NUCLEBRAS;
37. A criação do cunho social (1982) ao BNDES (criado em 1952 como BNDE);
38. A criação do GETAT – Grupo Especial de Terras do Alto Araguaia e Tocantins;
30. A criação do Estatuto da Terra (na época, muito criticado pela esquerda, mas que quando essa assumiu o poder executivo, passou a elogiá-lo, inclusive, ainda permanece em validade e uso, como um instrumento de justiça social);
31. A implantação dos grandes, até hoje, projetos de mineração, tais como: o da Mineração Rio do Norte (exploração de bauxita metalúrgica), o da Albrás, o da Alunorte (produção de alumínio e alumina, respectivamente), o do Projeto de Ferro Carajás, etc;
32. A construção da rodovia Transamazônica, como forma de integrar a região amazônica ao restante do País. Hoje, em muitos locais dessa região, para um brasileiro ter acesso, tem que negociar e se explicar a ONG’s internacionais que nela estão presentes, pelo que inclusive, algumas delas, recebem dinheiro do governo. Essa obra foi uma resposta ao clamor de internacionalização da Amazônia brasileira. Essa rodovia não foi concluída, nem mantida pelos governos que se sucederam ao da contra revolução de 1964, principalmente pelos de esquerda, como os de Fernando Henrique (esquerdista nato), de Lula e de Dilma. Simplesmente foi abandonada, como também assim o foi o projeto de colonização do entorno dessa rodovia, pelo que se tivessem acontecido como planejados, escoaria a produção extrativista e sustentável desses assentamentos. A grande maioria desses tipos de projetos da atualidade, em que pese recebeu a ajuda assistencialista do governo ao MST, são improdutivos, não respeitam a legislação ambiental e os colonos iniciais não são mais os mesmos;
33. O poder da nação foi entregue aos civis de forma lenta, gradual e de forma pacífica e responsável;
34. Todos os Presidentes da República dessa era morreram dependendo tão somente dos seus soldos, ou seja, sem riqueza. Nenhum dos seus filhos se beneficiou do Governo da época. No final de sua vida, o ex Presidente Figueiredo teve que contar com a ajuda de parentes e amigos.

ESPALHE ENTRE A POPULAÇÃO, POIS TUDO O QUE FOI FEITO PELA CONTRA REVOLUÇÃO DE 1964 FOI DETURPADO PELA ESQUERDA AO LONGO DOS ANOS, COMO POR EXEMPLO, “BOTARAM NA CABEÇA DOS INCAUTOS” QUE DILMA, GENOINO, DIRCEU, MARIGHELA, E OUTROS, LUTARAM PELA “DEMOCRACIA”.

segunda-feira, 30 de março de 2015

CONTRARREVOLUÇÃO DE 1964 - 51 ANOS - COMEMORAR É UMA BOA IDEIA!

Em júbilo os Brasileiros Responsáveis enaltecem a


CONTRARREVOLUÇÃO DE 1964

Por Ney de Oliveira Waszak - coronel
Em 26 de março de 2015

A história nos mostra que a REDENTORA DE 64, foi a resposta das Forças Armadas (FFAA), ao clamor da população, apoiada pela Igreja e pela Mídia, contra a sanha comunista na tentativa de tomada do poder no Brasil.
Hoje constrange, a qualquer razoável estudante de história, a propaganda que a esquerda faz, com uma gama de MENTIRAS, que facilmente são refutadas.
Quem ainda não ouviu os terroristas daquela época, afirmarem que lutavam por uma democracia. MENTIRA! Os próprios livros, escritos por terroristas, afirmam que desejavam implantar a ditadura do proletariado conforme em Cuba, China ou na antiga União Soviética. Inclusive a fazenda, comprada por Cuba no ano de 1960, em Xambioá, TO, para treinamento de guerrilha, conforme aprendida em Cuba e na China, já mostra a preparação para a luta armada em nosso território.
Os ditos torturados, deveriam ser acionados judicialmente por calúnia e difamação, pois terrorista ao sair da cadeia dizer que foi torturado é o resultado do treinamento com o ex-ator Mario Lago, que os ensinava literalmente a dizer: “Quando preso, ao sair afirme que foi torturado”, treinamento em MENTIRA.
A terrorista presidente é MENTIROSA, quando afirma que lutou pela democracia e quando afirma ter sido torturada.
A guerra que os comunistas declararam ao Brasil, em 1935 e em 1964, foi ratificada, agora em 2015, na declaração do apedeuta: “Querem briga, vocês vão ver quando eu mandar o exército do stédile...”.
É muito importante divulgar e informar aos que desconhecem a verdadeira história, que quem trouxe a guerra suja, guerrilha e o terrorismo, para nosso solo foram eles, nossa população estava no seu cotidiano quando, em nome da revolução comunista, esses apátridas estouraram bombas, sequestraram, assassinaram e roubaram, com ações treinadas desde 1960, antes da CONTRARREVOLUÇÃO DE 64. Não podemos esquecer que mataram também os seus próprios companheiros, bastava desconfiarem que eles não desejassem mais continuar no bando, chamavam de JUSTIÇAMENTO.
Vou chamar atenção para as manifestações dos petralhas comunistas, na atualidade, os mesmos terroristas de 1964, vemos várias bandeiras vermelhas, não vemos o verde, amarelo, azul e branco, inclusive, na sexta-feira, dia 21 de março, a presidente terrorista, no Rio Grande do Sul, foi muito aplaudida, pelo exército do stédile, sem Bandeira Brasileira. Claro que todos pagos, com dinheiro público, roubado da população.
Tudo isso que escrevi não se vê na mídia, pois a mídia foi comprada. A maioria dos articuladores e jornalistas foi terrorista, simpatizante ou é conivente com o discurso da esquerda, verdadeiros ignorantes, pois aceitam o discurso falso, pois eu gostaria de conhecer um país comunista que deu certo.
Com estas minhas palavras, em comemoração a CONTRARREVOLUÇÃO DE 1964, chamo a atenção do brasileiro para conhecer a verdadeira história, e não a contada pela esquerda, que a deturpa e procura destruir os verdadeiros heróis da pátria.
Conheça nossa história, leia os jornais da época, saiba da verdade e o porquê deve exaltar a CONTRARREVOLUÇÃO DE 31 DE MARÇO DE 1964.
Peço aos Comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica que façam formatura para homenagear a REDENTORA de 31 de marco de 1964, e lembro que ORDEM ABSURDA NÃO SE CUMPRE.


VIVA A REDENTORA! VIVA 31 DE MARÇO DE 1964!
FORÇAS ARMADAS, SOCORRO!

BRASILEIRO ACORDE - DIGA NÃO AO COMUNISMO - UNI-VOS!

31 DE MARÇO DE 2015 - CONVITE DO CMS - Encontro com a Reserva‏

O Comandante Militar do Sul, Gen Ex ANTONIO HAMILTON  MARTINS MOURÃO, tem a honra de convidar V Exa/V.Sª para participar de solenidade militar, visando ao congraçamento de militares da Ativa e da Reserva da Guarnição de Porto Alegre.

              Data/Hora: 31 de março de 2015, às 11:00h
              Local: 3° RCG (Av. Bento Gonçalves, 3080 Partenon)
              Traje: Esporte
              Após a solenidade, será servido um coquetel aos convidados.
             Favor confirmar presença à solenidade até 27 MAR 15.

        Contatos: fone 51 32206413/ 6367 Email 5rp@cms.eb.mil.br /

BRAZIL 2015: STREET PROTESTS & SURVIVORS-ORPHANS

First the English translation / Más abajo, el original en Español
--
International Highlight. March 20, 2015. Person Responsible: Javier González destaque2016 @ gmail.com (suggestions, subscr ibe and unsubs cribe requests, opinions etc.)
--
BRAZIL 2015: STREET PROTESTS & SURVIVORS-ORPHANS 
--
Many street protesters seemed to be survivors, who deservedly resisted along almost last 15 years to a neo-revolutionary mental war, biased and ideological germinated at the Porto Alegre Social World Forum laboratory (FSM) starting in 2001.
--
1.  
What has happened in the depths of real Brazil on Sunday March 15, 2015, a day of antigovernment protests that brought over a million Brazilian people to the streets? The interpretations are maybe as many as the number of analysts trying to explain these facts which deeply branded the South American giant’s life and had great international impact. 
2. 
The reason for the crowds having gone back to the streets, according to Datafolha research Institute, would be to protest against raging corruption (47%),  to demand president Dilma’s impeachment (27%), protest against the Labor Party,  the political party to which president Dilma belongs (20%) and reject the political class as a whole (14%).  Some envisioned, within the crowd that gained the streets, the germs of an embryonary cultural counterrevolution.  
3. 
Whatever it was, whatever the reason was, many street protesters seemed to be survivors who  deservedly resisted, for as long as almost last 15 years, to a neo-revolutionary mental war, biased and ideological germinated at the Porto Alegre Social World Forum laboratory (FSM) starting in 2001. For instance, it was in the promiscuity of the Porto Alegre Social World Forum, with the participation of tens of thousands of Brazil and Latin America’s activists, that the bases of Brazil PT, Partido dos Trabalhadores (Labor Party) were recycled, together with its effective allied “catholic left” and other leftist sources, to launch the project of a gradualist neo-Lula,  moderate in its strategy, although radical in its goals, which started to “lefticize” Brazil in the cultural plan, more than in the economical structures. It was due to this gradualistic strategy that a recycled Lula succeeded to raise to power in 2002, with the PT (Labor Party). 
4. 
The new concepts of “transversality”, “interstitial revolution”, “diversity” and gender ideology, debated in the Porto Alegre FSM (Social World Forum), kept bit by bit being applied in Brazil to gradually revolutionize Brazilians’ mentalities, until then refractory to “leftism”, through a gigantic work of mental deconstruction. 
5. 
Many articles published at the time by International Highlights reporters present in the 2001 FSM (Social World Forum) and in the following ones, describe the recycling process of the Brazilian leftist bases, in accordance to the new mental deconstruction strategies. 
6. 
In spite of the FSM (Social World Forum ) plans implacably put in practice there were, in Brazil, those who resisted to this surge of “cultural” revolution, managed to survive psychologically and made their inconformity to emerge in the near past March 15 demonstrations. They are survivors and at the same time orphans, as there were almost no Brazilian significant leaders to denounce this population mental deconstruction process. 
7. 
The March 15 street protests made not only the Brazilian government and its discredited Labor Party (PT), but also other region leftist governments, which are also at turns with no small troubles, to fear their own shadow. 
8. 
Some related links:
*  World Social Forum, "transversality" and chaos
Powerful instruments for deconstructing reason and life, orienting society toward communitarian anarchy radically opposed to the 10 Commandments of God
http://www.cubdest.org/0306/gfsm03ce.html
* The Social Forum, "Diversity" & New Totalitarianisms
www.cubdest.org/0306/gfsm03dive.html
* The World Social Forum 2003: Its Networks, Goals and Strategies
"Liliputian" and "Invisible" tactics give the appearance of spontaneity to what in reality is a gigantic protest organization. Short and medium term objectives for Europe, the United States, Latin America and India. 
http://www.cubdest.org/0306/gfsm03rede.html
* São Paulo Forum & Cuba in the Third World Social Forum
Continental articulation of radical leftists view "gradualist" strategies with skpticism and are ready to move forward into direct action when circumstances permit it
http://www.cubdest.org/0306/gfsm03cue.html
* Third World Social Forum 2003: gigantic revolutionary "catalyst"
Brazilian President Lula, during a speech before participants in the event, acknowledged that his goal is to promote leftism and socialism in the entire world
http://www.cubdest.org/0306/gfsm03catale.html
* Brazilian Social Forum: X-ray of the Left
Important Congress of Brazilian Confrontational Movements Passes Unnoticed in the Major Communications Media
http://www.cubdest.org/0312/c0311fsbizq1e.html
* Foro Social Mundial: revolución cultural, feminismo e indigenismo
Los múltiples recursos exhibidos por las izquierdas en el 2o. FSM son reflejo de una estrategia de diversificar los frentes de acción, manteniendo una implacable unidad en la meta de destruir los restos de la civilización cristiana
http://www.cubdest.org/0206/gfsmrcult.html
* Las redes "nómades" y su estrategia rumbo al caos
Con una estructura descentralizada, una organización "horizontal" y objetivos inmediatos diversificados se intenta dar apariencia de espontaneidad a las manifestaciones contestatarias, inclusive aquellas marcadas por la violencia
http://www.cubdest.org/0206/gfsmred.html
* Serie "Foro Social Mundial: laboratorio de la revolución" (2001 y 2002) (9 artículos en español, en Html)
http://www.cubdest.org/0306/gfsm02ind.html 
* El neo-Lula: ¿podemos confiar en él?
http://www.cubdest.org/0206/cioplula.html
9. 
Important Notice: These brief and informal comments by Highlight International (Destaque Internacional) do not necessarily represent the views of all members of its editorial board. These comments are intended to draw attention to “politically incorrect” and often ignored issues which are nevertheless vital to society. Our aim is to encourage debate and remove anesthesia. We welcome suggestions, opinions, critiques and unsubscribe requests to destaque2016  @  gmail.com  Earlier editorials can be read on www.cubdest.org
-----
Apuntes de Destaque Internacional.  Viernes 20 de marzo de 2015. Responsable: Javier González. E-mail: destaque2016@gmail.com (opiniones, pedidos de suscripción y remoción, sugerencias, etc.).
--
BRASIL 2015: MANIFESTACIONES, SOBREVIVIENTES-HUÉRFANOS Y BARBAS EN REMOJO
--
Muchos manifestantes parecen ser sobrevivientes que resistieron meritoriamente, durante casi 15 años, a una guerra mental, tendencial e ideológica neorrevolucionaria gestada en los laboratorios del Foro Social Mundial de Porto Alegre (FSM) a partir de 2001.
--
1.  
¿Qué ocurrió en las profundidades del Brasil real el domingo 15 de marzo de 2015, día de las manifestaciones antigubernamentales que llevaron más de un millón de brasileños a las calles? Las interpretaciones tal vez sean tantas como el número de analistas que intentan explicar esos hechos que marcaron a fondo la vida del gigante sudamericano y tuvieron gran repercusión internacional.   
2. 
Los motivos por los cuales las multitudes se habrían volcado a las calles, según el instituto de pesquisas Datafolha, serían protestar contra la corrupción (47%),  pedir el impeachment de la presidenta Dilma (27%), manifestarse contra el gobernante Partido de los Trabajadores (PT), al que pertenece la presidenta Dilma (20%) y repudiar a la clase política (14%).  Hay quienes llegaron a ver en medio de las multitudes que tomaron las calles, gérmenes de una especie de contrarrevolución cultural naciente. 
3. De cualquier manera, sea por el motivo que sea, muchos manifestantes parecen ser sobrevivientes que resistieron meritoriamente, durante casi 15 años, a una guerra mental, tendencial e ideológica neorrevolucionaria gestada en los laboratorios del Foro Social Mundial de Porto Alegre (FSM) a partir de 2001.  Por ejemplo, fue en los contubernios del FSM, con la participación de decenas de millares de activistas de Brasil y América Latina, que se recicló a las bases del Partido de los Trabajadores (PT), de su eficaz aliada, la “izquierda católica” y de otras corrientes de izquierda, para lanzar el proyecto de un neo-Lula gradualista, moderado en la estrategia pero igualmente radical en las metas, que pasó a izquierdizar al Brasil en el plano cultural más que en las estructuras económicas. Fue por causa de esa nueva estrategia gradualista que un reciclado Lula consiguió llegar al poder en 2002, con el Partido de los Trabajadores (PT). 
4. Los nuevos conceptos de “transversalidad”, “revolución intersticial”, “diversidad” y de ideología de género, debatidos en el FSM de Porto Alegre, se fueron aplicando en Brasil para revolucionar gradualmente las mentalidades de los brasileños hasta ese entonces refractarios a las izquierdas, a través de un gigantesco trabajo de desconstrucción mental. 
5. Decenas de artículos publicados en la ocasión por reporteros de Destaque Internacional, presentes en el FSM de 2001 y en los siguientes, describen ese proceso de reciclaje de las bases de la izquierda brasileña en función de las nuevas estrategias de desconstrucción.
6. A pesar de esos planes del FSM que se pusieron implacablemente en práctica, hubo en Brasil quienes resistieron a ese embate de revolución “cultural”, consiguieron sobrevivir psicológicamente e hicieron aflorar su inconformidad en las manifestaciones del 15 de marzo pp.  Son ellos sobrevivientes y al mismo tiempo huérfanos, porque casi no hubo en Brasil liderazgos a la altura para denunciar ese proceso de desconstrucción de las mentalidades y de la sociedad.
7. Las manifestaciones del 15 de marzo sin lugar a dudas han hecho poner las barbas en remojo no solamente al gobierno brasileño y a su desprestigiado Partido de los Trabajadores (PT) sino también a otros gobiernos de izquierda de la región que también están metidos en líos no pequeños.
---
Apuntes de Destaque Internacional.  Viernes 20 de marzo de 2015. Responsable: Javier González. E-mail: destaque2016@gmail.com (opiniones, pedidos de sus cripción y rem oción, sugerencias, etc.).

Comemoração do dia 31 de Março de 2015 - Praça Duque de Caxias, Rio de Janeiro, RJ

Chegou o momento de todos brasileiros que prestaram o nobre juramento de defender a Pátria prestigiarem esse evento; que será um contraponto a Deliberação da Comissão da Verdade de proibir autoritariamente o evento de resgate do Brasil contra esses meliantes que estão no poder que desejam implantar um modelo comunista e hoje somos um país satélite de Cuba.
O esforço solitário do nosso amigo Cardim deve ser recompensado com a participação de todos.
Lembrai vos de Barroso " O BRASIL ESPERA QUE CADA UM CUMPRA O SEU DEVER"  

Comemoração do dia 31 de Março de 2015

 



Mensagem Cívica no Alerta Total – www.alertatotal.net

Será realizada uma comemoração no dia 31, às 15:00h, na Praça Duque de Caxias, Centro, Rio de Janeiro.

O evento terá como tema - DEMOCRACIA VERDADEIRA.

O Objetivo é chamar a atenção para que, diferentemente do que está sendo pregado, o Brasil só tem uma Marinha de Guerra, um Exército e uma Força Aérea.

Serão cantados o Hino Nacional Brasileiro, os Hinos e Canções das três únicas Forças Armadas do Brasil e o Hino à Bandeira Nacional.

Sugere-se o uso de trajes brancos, verdes ou azuis.

Portar a Bandeira Nacional.

Não haverá qualquer reivindicação política.

Sugere-se o mesmo evento nos outros estados, em frente aos Comandos Militares e no mesmo horário.

Contatos:

IVAN CARDIM DA SILVA

SÉRGIO RICARDO FERREIRA


“A audácia dos maus se alimenta da covardia e da omissão dos bons” (Papa Leão XIII).

Você sabe a diferença entre Joaquim e José?

Você sabe a diferença entre Joaquim e José?

Joaquim Barbosa - nasceu em Paracatu, noroeste de Minas Gerais. É o primogênito de oito filhos. Pai pedreiro e mãe dona de casa, passou a ser arrimo de família quando estes se separaram.
Aos 16 anos foi sozinho para Brasília, arranjou emprego na gráfica do jornal Correio Braziliense e terminou o segundo grau, sempre estudando em colégio público. Obteve seu bacharelado
em Direito na Universidade de Brasília, onde, em seguida, obteve seu mestrado em Direito do Estado.*

Foi Oficial de Chancelaria do Ministério das Relações Exteriores (1976-1979), tendo servido na Embaixada do Brasil em Helsinki, Finlândia e, após, foi advogado do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) (1979-84).
Prestou concurso público para procurador da República, e foi aprovado. Licenciou-se do cargo e foi estudar na França, por quatro anos, tendo obtido seu mestrado e doutorado ambos em Direito Público, pela Universidade de Paris-II
(Panthéon-Assas) em 1990 e 1993. Retornou ao cargo de procurador no Rio de Janeiro e professor concursado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro -  UERJ. Foi "visiting scholar" no Human Rights Institute da Faculdade
de Direito da Universidade Columbia em Nova York (1999 a 2000) e na Universidade da Califórnia Los Angeles School of Law (2002 a 2003). Fez estudos complementares de idiomas estrangeiros no Brasil, na Inglaterra,
nos Estados Unidos, na Áustria e na Alemanha. É fluente em francês, inglês, alemão e espanhol. Toca piano e violino desde os 16 anos de idade.*

e o seu EX-COLEGA no STF ?

José Antonio Dias Toffoli
Ministro do Supremo Tribunal Federal /STF
Idade : 41 anos
Breve histórico de seu Currículo :

- Formado pela USP
- Pós Graduação : nunca fez*
- Mestrado : nunca fez*
- Doutorado : também não !!!*
- Concursos : 1994 e 1995 foi
REPROVADO em CONCURSOS para  JUIZ ESTADUAL em São Paulo.
- Depois disso, abriu um escritório e começou a atuar em movimentos populares.
- Nessa militância, aproximou-se do deputado federal Arlindo Chinaglia e deu o grande salto na carreira ao unir-se ao PT.
Em Brasília :
- aproximou-se de Lula e José Dirceu, que o escolheram para ser advogado das campanhas 1998, 2002 e 2006;
- com a vitória de Lula, foi nomeado subchefe para assuntos jurídicos da Casa Civil, então comandada por José Dirceu;
- com a queda do chefe, pediu demissão e voltou a banca privada;
- longe do governo, trabalhou na campanha a reeleição de Lula, serviço que lhe rendeu 1 milhão de reais em honorários;
- no segundo mandato, voltou ao governo como chefe da Advocacia-Geral da União;
- Toffoli é duas vezes réu :
Ele foi condenado pela Justiça, em dois processos que correm em primeira instância no Estado do Amapá.
Em termos solenemente pesados, a sentença mais recente manda Toffoli devolver aos cofres públicos a quantia de 700.000 reais
- dinheiro recebido "indevidamente e imoralmente" por contratos "absolutamente ilegais", celebrados entre seu escritório e o governo do Amapá.
Esse é um dos que vão julgar  a operação Lava-Jato!


Obs.: Texto recebido de meu amigo Norberto Correia (F. Maier).
 

O "Exército Cubano de Ocupação" (CEO) na Venezuela, seu armamento e localização

O "Exército Cubano de Ocupação" (CEO) na Venezuela, seu armamento e localização

Esta reportagem foi feita na Argentina e demonstra a preocupação do povo Argentino de ser invadido pela Venezuela

Lista de oficiais do “Exército Cubano de Ocupação” (CEO) na Venezuela, seu armamento, localização e missão repressiva

Como vemos, na Venezuela se joga a sorte de toda a Ibero-América. Como dizem os valentes manifestantes desse país, a coisa é “Agora ou nunca!”, porque a cada dia que passa será mais difícil deter este sinistro plano do comunismo para dominar nosso continente.
Na Venezuela se joga a sorte também do Brasil !
 
Introdução:
 
Chegou-me de uma fonte que merece toda a minha confiança, este informe aterrador sobre as forças e o pessoal superior com que o Comando do “Exército Cubano de Ocupação” (CEO) conta na Venezuela. Sua missão é manter o controle total do país, do Exército venezuelano e o esmagamento de qualquer tentativa de mudança política, tudo isso mediante a colaboração dos traidores venezuelanos do “chavismo”.
 
Estão em permanente contato com o Serviço de Inteligência de Havana, com armamento poderoso, comunicações diretas e em clave, e com aeroporto próprio para a entrada e saída de tropas. Os oficiais superiores cubanos receberam graus do Exército venezuelano. Eles têm unidades próprias de repressão urbana que se mobilizam em poderosas motocicletas e contam até com bases de lançamento de mísseis com alcance de até 2.500 kms. operadas por pessoal iraniano.
 
Como se poderá ver, o CEO está estrategicamente situado em distintos pontos do território venezuelano. Para conhecer sua localização, convém ler o informe com um mapa da Venezuela à vista.
 
Quer dizer, o poder na Venezuela, por mais que Maduro finja ser o manda-chuva, está nas mãos do castrismo comunista e se exerce desde Cuba. Vale dizer que esse exército de ocupação não sente o menor carinho pelo país que domina, carece de patriotismo venezuelano e de solidariedade com os habitantes do país irmão, de maneira que não tem nenhum inconveniente em derramar todo sangue venezuelano que lhes pareça necessário.
 
Este é o futuro que nos espera também aos argentinos. Na Bolívia há uma situação semelhante, só que dessa só tenho vagas notícias. É possível que seja assim, posto que há poucos meses Morales teve que enfrentar uma rebelião geral dos bolivianos e, dada a proximidade com nosso país e o interesse indubitável que o comunismo tem em não permitir que a poderosa influência que conseguiu na política aqui, se perca. Chegado o caso, e em vista da destruição sistemática de nossas FFAA realizada pelo kirchnerismo nestes onze anos que estão no poder, uma invasão de forças cubanas especiais desde a Bolívia não pode ser descartada. Em Jujuy estão as forças irregulares de Milagro Sala para facilitar-lhes a passagem.
 
Como vemos, na Venezuela se joga a sorte de toda a Ibero-América. Como dizem os valentes manifestantes desse país, a coisa é “Agora ou nunca!”, porque cada dia que passa será mais difícil deter este sinistro plano do comunismo para dominar nosso continente.
 
É preciso rezar pelos heróicos venezuelanos, pedir à Padroeira da Venezuela, Nossa Senhora de Coromoto, que ajude a seus filhos. E todos os argentinos devemos nos interessar vivamente pelo drama que estão vivendo e apoiá-los por todos os nossos meios para que consigam se livrar do jugo maldito com o qual tentam dominá-los.
 
Lista dos generais, chefes de operações e comando de tropas cubanas na Venezuela:
 
ANDOLLO VALDEZ, o general cubano que deve esmagar rebeliões... na Venezuela. Desde 27.12.12, “Operação Bastião”: para isso conta com 4.500 soldados cubanos que chegaram em janeiro de 2012. Leonardo Andollo Valdez - Cubavisión.
 
JORGE ROJAS RIERA (@Jrr473), estrutura organizacional e de comando do Exército de Ocupação Cubano (ECO) na Venezuela.
 
Contingente: 
 
Oficiais: 
 
2 Generais-de-Brigada, (1 no Fuerte Tiuna, outro em Barquisimeto), 4 Coronéis, 8 Tenentes-Coronéis e 6 Capitães-de-Fragata e 25 oficiais subalternos.
 
Com a Sala Situacional independente instalada no Fuerte Tiuna (Serviço de Remonta) e conectada em WF encriptado por cabo com o Centro de Operações de Comando de Valle Picadura em Havana, sob o comando, desde Havana, do General-de-Divisão Leonardo Andollo Valdez. (Atualmente na Venezuela desde março). Viaja à Venezuela a cada 15 dias para realizar reuniões de Estado-Maior para afinamento de operações. Estas tropas entram na Venezuela e saem para Cuba para suas substituições constantemente, por uma pista de aterrissagem situada em Apure, e pela Rampa (Base aérea) 2 do aeroporto de Maracaibo.
 
Número dos contingentes: 4.500 homens de Infantaria organizados em 8 batalhões de 500 efetivos, mais um batalhão estacionado em Fuerte Tiuna. Chegados à Venezuela a partir de janeiro de 2012. Estes novos contingentes substituíram os anteriores que começaram a chegar em janeiro e agosto de 2011.
 
Generais na Chefatura do Estado-Maior:
 
Chefe: General-de-Divisão Leonardo Andollo Valdez, 60 anos, quando tenente esteve em Angola, segundo chefe do Estado-Maior das FARC em Cuba, coordenador do “Movimento Bolivariano” e Vice-diretor do Partido Comunista de Cuba. Dirige na Venezuela a “Operação Bastião”, que é o nome do Plano que os batalhões cubanos estacionados na Venezuela realizariam em caso de uma “emergência” ante mudanças políticas em 7 de outubro.
 
Chefe de Operações do Estado-Maior: 
 
General-de-Brigada Herminio Hernández Rodríguez, comissário político, assessor da Sala Situacional de Miraflores. Expert em operações urbanas, em manejo de situações em crise. Assessor do CEO e com sede na JEM (Chefatura do Estado-Maior, por suas siglas em espanhol) da II Divisão no Fuerte Tiuna. Maneja a Ordem de Operações para enfrentar (inclusive emprego das Milícias) situações de desordem civil em 11 cidades do país, sufocar o 7 de outubro e posterior ao 7-O, ou em qualquer situação que se desencadeie.
 
ALEJANDRO RONDA MARRERO “O GENERAL DOS ESPINHOS DUROS”
 
Chefe do G2 do EMO (Estado-Maior Operacional):
 
General-de-Brigada Alejandro Ronda Marrero
 
Este general (reporta diretamente o que lhe interessa ao Major-General Hugo Carvajal, atualmente a máxima autoridade da Inteligência nacional, com o cargo de Super Vice-Ministro para a investigação penal). Ronda é subalterno do Comandante Ramiro Valdez Menéndez em Cuba que, por sua vez, o segundo chefe da Inteligência Cubana das FARC.
 
Ronda Marrero, sob a chefatura do Major-General Hugo Carvajal Barrios, que se reporta diretamente ao Presidente da República, coordena, assessora e dirige desde a DIM (Divisão de Inteligência Militar)-Boleíta na Divisão Telemática, em coordenação com o SEBIN-DIE, todas as operações de inteligência e contra-inteligência militar e civil (Comando de campanha de Capriles e partidos políticos, e de militares em serviço ativo com comando de tropas, de oficiais superiores). Dirige pessoal de oficiais cubanos, iranianos e chineses. Opera desde a JEM da II divisão do Exército do Fuerte Tiuna. Tem ingerência nas Sala Situacional de Miraflores e do Exército.
 
OFICIAIS ESTACIONADOS NA VENEZUELA EXERCENDO O COMANDO DE TROPAS CUBANAS, que dependem diretamente do General-de-Divisão Julio Cesar Gandarilla, atual Chefe da CIM-Militar em Cuba (contra-inteligência cubana):
 
1. Ramiro Méndez Olayeta, 59 anos (Moscou) Infantaria do Exército (IE)
 
2. Eusebio Serrat Lennis (Moscou) Missilístico, IE
 
Coronéis: 
 
1. Rodrigo Hernández Maite
 
2. Rufino Zabeleta Corvino
 
3. Jaime Freitas Sambrano
 
4. Simón Guillermo Sénior
 
Tenentes-Coronéis:
 
1. Luis José Fernández Fernández
 
2. Armando García Rotondaro
 
3. Hermagoras Ruiz
 
4. Braulio Menéndez
 
5. Luis Carlos Castro Guiño
 
6. Federico Trompis
 
Capitão-de-Fragata: 
 
1. Federico Corsi Contra-Almirante de Infantaria da Marinha
 
2. Norberto Arango 
 
3. Luis Gerardo Vera Gonzáles
 
4. José Dionisio Bilbao Menéndez
 
25 Oficiais Subalternos de Infantaria e Inteligência
 
São oficiais experts em inteligência, contra-inteligência, sabotagem, contra-sabotagem, que são dirigidos pelo almirante Julio Cesar Gandarilla que se reportam a ele diretamente via cabo, mediante sistema encriptado. Gandarilla é o máximo Chefe da Contra-Inteligência Militar Cubana em Valle Picadura. Fazem inteligência e contra-inteligência dentro das regiões militares (Brigadas e Divisões, Batalhões e o Exército Venezuelano em geral). 
 
Portam identidade especial da DCIM (Divisão de Contra-Inteligência Militar, subscritas pelo general diretor da DCIM, F. Figueroa Chacín) venezuelana e armamento autorizado com porte de arma especial emitido pelo DARFA. Portam pistolas Carella 9 mm e mini USIS, assim como movem-se em motos de fabricação italiana, cor negra, inscritas na DIM.
 
Esses agentes móveis especiais cubanos têm 12 pontos de concentração em Caracas, sempre localizados em estações de saída e entrada do Metrô. Dois importantes no Leste: no metrô Los Dos Caminos e Unicentro El Marqués, dois no Oeste: Parque del Oeste e Capitolio e três no sudoeste: a Bandera-Roosevelt, UCV e o Valle. Também contactam e coordenam via TELF. Celulares com os 70 postos de comando localizados nas urbanizações das zonas residenciais altas de Caracas (Plano Guaraira Repano), e com os grupos de operações situados nos quatro Comandos de forças anárquicas enquadradas dentro do Plano Guaraira Repano.
 
Armas que portam e detém as tropas cubanas: 
 
AK-A 103 e AK-109 equivalente ao FAB de fabricação belga.
 
Lança-foguetes Tropv R1Vde 50 mm.
 
Obuses Kalisnef-120 contra carros.
 
Morteiros lança-granadas tipo Katiuska M30 Kamarakov.
 
Ônibus de fabricação chinesa, marca Gel com capacidade para 60 pessoas. Sistema de comunicações independentes entre comandos. Encripta dados via WF.
 
INTENDÊNCIA: 
 
Uniformes tipo “patriota” venezuelano, com insígnias e graus militares venezuelanos.
 
LOCALIZAÇÃO: 
 
Geo-estrategicamente localizados, (móveis), de maneira tal que podem mover-se e cortar avanço de unidades terrestres do Exército da Venezuela para Caracas:
 
Agua Viva, Barinas, Morón-Coro, Barquisimeto, Elorza, Puerto Cabello, El Tigre-Pariaguan, La Encrucijada-Maracay.
 
A base iraniana que está localizada em Zuata, município Monagas do estado Anzoátegui, é operada por pessoal iraniano. Engenheiros aeronáuticos têm em seus silos, já em condições operacionais, mísseis com alcance de 1.480 km do tipo Sheralabs 3, e três com alcance de 2.500 km tipo Alghadv-110.
 
Nestes momentos instalam-se igualmente em Paranaguá, do mesmo alcance, 6 novos mísseis tipo Alghadv-110 com um alcance de 2.800 km.
 
A fonte deste documento foi oculta para proteger a sua origem.

sexta-feira, 27 de março de 2015

As 93 mentiras do PCdoB

As 93 mentiras do PCdoB

Félix Maier

Na propaganda eleitoral do PCdoB, que foi ao ar no dia 26 de março de 2015, o PCdoB repetiu sua mentira preferida: que a entidade tem 93 anos de existência.

O PCdoB foi criado em 1962, como dissidência do PCB. Em 1922, foi criado o Partido Comunista - Seção Brasileira da Internacional Comunista (PC-SBIC), que depois passou a ser denominado Partido Comunista Brasileiro (PCB).

Na mesma propaganda, em que o PCdoB se posicionou contra o impeachment de Dilma, o governador Flávio Dino, do Maranhão, falou uma grande mentira com a cara mais lavada do mundo. Disse o Dino Sauro que "o PT mudou o Brasil desde 2002". Ocorre que em 2002 foi o último ano do segundo mandato de FHC, não o primeiro de Lula.

Já são 93 anos de mentiras dos comunistas no Brasil, além de derramamento de sangue, como o ocorrido em 1935, com 32 militares mortos (alguns assassinados enquanto dormiam no quartel) e cerca de 1.000 civis, também mortos. Durante os anos de dinamite, nas décadas de 1960 e 70, os comunistas tentaram impor ao País um regime nos moldes cubanos ou chineses, deixando um saldo de 120 mortos - além de serem os verdadeiros responsáveis pela morte e desaparecimento de centenas de pessoas dentre suas hostes.

Os símbolos do PCdoB e do atual PCB (renascido depois da dissolução do antigo PCB, que virou PPS) - a foice e o martelo - deveriam ser proibidos para sempre no Brasil, por representar uma ideologia assassina que deixou mais de 100 milhões de mortos ao redor do mundo. A lei brasileira, que proíbe, corretamente, o uso e a divulgação de símbolos nazistas, está incompleta. Precisa incluir urgentemente os símbolos comunistas como crime contra a humanidade - como foi feito com o nazismo em todos os cantos do planeta.


quinta-feira, 26 de março de 2015

Olavo de Carvalho no Conclave de Washington

Leia as últimas postagens de Félix Maier:



Olavo de Carvalho no Conclave de Washington
 


Mais:

'CONCLAVE PARA A DEMOCRACIA' DENUNCIARÁ O FORO DE SÃO PAULO E FRAUDE ELEITORAL NOS PAÍSES SUL-AMERICANOS


 

Uma Visão Germânica sobre o Islã – vale a pena ler

Uma Visão Germânica sobre o Islã – vale a pena ler
Esta é, de longe, a melhor explicação para a situação terrorista muçulmana que eu já li. Suas referências ao passado histórico são precisas e claras. Não é longa, fácil de entender, e vale a pena ler. O autor deste e-mail é o Dr. Emanuel Tanya, um psiquiatra conhecido e muito respeitado.
Um homem, cuja família era da aristocracia alemã antes da II Guerra Mundial, era dono de um grande número de indústrias e propriedades. Quando questionado sobre quantos alemães eram nazistas verdadeiros, a resposta que ele deu pode orientar a nossa atitude em relação ao fanatismo.
"Muito poucas pessoas eram nazistas verdadeiros ", disse ele, "mas muitos apreciavam o retorno do orgulho alemão, e muitos mais estavam ocupados demais para se importar. Eu era um daqueles que só pensava que os nazistas eram um bando de tolos. Assim, a maioria apenas sentou-se e deixou tudo acontecer. Então, antes que soubessemos, pertenciamos a eles, nós tínhamos perdido o controle, e o fim do mundo havia chegado. Minha família perdeu tudo. Eu terminei em um campo de concentração e os aliados destruíram minhas fábricas". 
Somos repetidamente informados por "especialistas" e "cabeças falantes" que o Islã é a religião de paz e que a grande maioria dos muçulmanos só quer viver em paz. Embora esta afirmação não qualificada possa ser verdadeira, ela é totalmente irrelevante. É sem sentido, tem a intenção de nos fazer sentir melhor, e destina-se a diminuir de alguma forma, o espectro de fanáticos furiosos em todo o mundo em nome do Islã.
O fato é que os fanáticos governam o Islã neste momento da história. São os fanáticos que marcham. São os fanáticos que travam qualquer uma das 50 guerras de tiro em todo o mundo. São os fanáticos que sistematicamente abatem grupos cristãos ou tribais por toda a África e estão tomando gradualmente todo o continente em uma onda islâmica. São os fanáticos que bombardeiam, degolam, assassinam, ou matam em nome da honra. São os fanáticos que assumem mesquita após mesquita. São os fanáticos que zelosamente espalham o apedrejamento e enforcamento de vítimas de estupro e homossexuais. São os fanáticos que ensinam seus filhos a matarem e a se tornarem homens-bomba.
O fato duro e quantificável é que a maioria pacífica, a "maioria silenciosa", é e está intimidada e alheia. A Rússia comunista foi composta por russos que só queriam viver em paz, mas os comunistas russos foram responsáveis pelo assassinato de cerca de 20 milhões de pessoas. A maioria pacífica era irrelevante. A enorme população da China também foi pacífica, mas comunistas chineses conseguiram matar estonteantes 70 milhões de pessoas.
O indivíduo médio japonês antes da II Guerra Mundial não era um belicista sadista... No entanto, o Japão assassinou e chacinou em seu caminho por todo o Sudeste Asiático em uma orgia de morte, que incluiu o assassinato sistemático de 12 milhões de civis chineses, mortos pela espada, pá, e baioneta. E quem pode esquecer Ruanda, que desabou em carnificina. Não poderia ser dito que a maioria dos ruandeses eram "amante da paz"?
As lições da História são muitas vezes incrivelmente simples e contundentes, ainda que para todos os nossos poderes da razão, muitas vezes falte o mais básico e simples dos pontos: os muçulmanos pacíficos se tornaram irrelevantes pelo seu silêncio. Muçulmanos amantes da paz se tornarão nossos inimigos se não falarem, porque como o meu amigo da Alemanha, vão despertar um dia e descobrir que são propriedade dos fanático, e que o final de seu mundo terá começado. 
Amantes da paz alemães, japoneses, chineses, russos, ruandeses, sérvios, afegãos, iraquianos, palestinos, somalis, nigerianos, argelinos, e muitos outros morreram porque a maioria pacífica não falou até que fosse tarde demais.
Agora, orações islâmicas foram introduzidas em Toronto e outras escolas públicas em Ontário, e, sim, em Ottawa também,enquanto a oração do Senhor foi removida (devido a ser tão ofensiva?). A maneira islâmica pode ser pacífica no momento em nosso país, até os fanáticos se mudarem para cá.
Na Austrália, e de fato, em muitos países ao redor do mundo, muitos dos alimentos mais comumente consumidos têm o emblema halal sobre eles. Basta olhar para a parte de trás de algumas das barras de chocolate mais populares, e em outros alimentos em seu supermercado local. Alimentos em aeronaves tem o emblema halal, apenas para apaziguar uma minoria privilegiada, que agora está se expandindo rapidamente dentro das margens da nação.
No Reino Unido, as comunidades muçulmanas se recusam a integrar-se e agora há dezenas de zonas "no-go" dentro de grandes cidades de todo o país em que a força policial não ousa se intrometer. A Lei Sharia prevalece lá, porque a comunidade muçulmana naquelas áreas se recusa a reconhecer a lei britânica. 
Quanto a nós que assistimos a tudo se desdobrar, devemos prestar atenção para o único grupo que conta - os fanáticos que ameaçam o nosso modo de vida.
Por fim, qualquer um que duvide que o problema é grave e apenas exclua este e-mail sem enviá-lo adiante, estará contribuindo para a passividade que permite que os problemas se expandam. Então, envie esta mensagem adiante! Vamos esperar que milhares de pessoas, em todo o mundo, leiam e pensem sobre isso e e também repassem esta mensagem – antes que seja tarde demais.
ESTAMOS em SILENCIO.