MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Pequenas frases do colunista da Veja - Felipe Moura Brasil

Pequenas frases do colunista da Veja - Felipe Moura Brasil

– Folha descobriu que novo ministro da Saúde está com registros de médico cancelados, pois, segundo sua assessoria,
    não atua como tal desde 1982. Como eu disse: "especialista em boquinhas".
– Folha: Governo teme ação de Cunha para viabilizar impeachment. Dá para notar só pela histeria do exército virtual do PT.
– Governo ameaça ir a tribunais superiores se relator de contas for mantido. Vai furar bola, expulsar juiz, tapetão, terceiro turno, quarto…
– Governo Dilma está tão desesperado ante risco de impeachment que tenta melar julgamento das contas no TCU de modo escancaradamente patético.
   Felizmente, ministros ignoraram e decidiram manter sessão na -feira, com análise às 17h. Só faltou entregarem a Luís Inácio Adams e José Eduardo Cardozo uma chupeta.
– Ex-ministro do Supremo Carlos Velloso ao Globo sobre golpe do governo: “Isso não passa de uma manobra para procrastinar. Onde já se viu isso ?
    Depois que o relator opina, ele vira suspeito? Suspeito porque votou contra? Isso beira as raias do absurdo.” Beira, não. O petismo é absurdo.
– Ex-presidente do STF Carlos Ayres Britto: “O caso é propriamente de suspeição, e não de impedimento, e menos ainda de incompatibilidade.
    Depende do próprio relator, portanto. É uma questão de foro íntimo. Se o relator se acha ou não habilitado para votar. Até porque não se trata
    propriamente de uma decisão do Tribunal de Contas. Não é ele que dá a última palavra sobre as contas. É o Congresso.”
    O ministro Augusto Nardes se acha habilitado para votar. #NãoVaiTerGolpe.
– Governo ainda é capaz de acusar Nardes das seguintes ‘irregularidades’ para melar o impeachment:
* ter errado a letra do hino nacional;
* não ter chamado ministros de Excelência;
* ter vestido a beca do avesso;
* não ter devolvido livro na biblioteca do TCU;
* ter soltado um "pum" no tribunal;
* ter sido pego na blitz da Lei Seca com Aécio.
* ter colado a fórmula da água na prova de ciências da quarta série;
* ter antecipado a existência de água líquida em Marte;
* ter comido glúten.
– Governo Dilma fraudou contas para ganhar milhões de votos com promessas que não podia cumprir; e acusa Nardes de ter antecipado um. Patético.
– Folha: Peemedebistas avaliam ação contra Nardes como ‘tiro no pé’ do governo. Mas esse governo ainda tem pé?
– Folha: Oposição e parte do PMDB vão patrocinar novos pedidos de deposição de Dilma com base em desvios de 2015, como a continuação das pedaladas fiscais.
– Estratégia é evitar que impeachment seja barrado na Justiça pela tese (absurda) de que desvios do mandato anterior não valem.
– Impedir o impeachment de quem fraudou contas para se reeleger, alegando que o fez no mandato anterior, é legitimar a fraude eleitoral.
– O TSE deve abrir hoje investigação contra a campanha de Dilma e do vice-presidente Michel Temer, com ao menos quatro dos sete magistrados
    votando pela abertura das contas, segundo a Folha. A decisão do TSE deve se somar à do TCU, aumentando a pressão pela saída de Dilma do governo. Amém.
– Da agência de classificação de risco Moody’s: “Nós não vemos como a posição fiscal do Brasil pode melhorar no curto prazo devido à falta de consenso político,
    que tem impedido a atual administração de entregar superávits fiscais de tamanho suficiente para conter o nível de endividamento do governo.”
    Contra o próximo rebaixamento, vai ser um pouco mais complicado o governo furar a bola e expulsar o juiz.

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.que