MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

domingo, 11 de outubro de 2015

6ª edição dos Jogos Mundiais Militares - Brasil vice-campeão

Em Sábado, 10 de Outubro de 2015 19:20, HENRIQUE SÉRGIO FALCÃO escreveu:

A Equipe Militar Brasileira de Natação termina sua participação na 6ª edição dos Jogos Mundiais Militares de maneira espetacular, consagrando-se VICE-CAMPEÃ na modalidade, pela diferença de 01 medalha de ouro, embora com maior número de medalhas que a CAMPEÃ - a equipe de natação da CHINA. Parabéns a todos esses militares que tão bem nos representaram!!!


BRASIL CONQUISTA 8 MEDALHAS NO ÚLTIMO DIA DO MUNDIAL MILITAR




O melhor ficou para o fim, é ainda bem que acompanhamos o Brasil até agora, com 8 medalhas e dois recordes de campeonato o Brasil encerra sua participação no Mundial Militar com o vice-campeonato no quadro de medalhas. Destaque do dia vai para João Gomes Jr com 27.14 nos 50 peito e o revezamento  vencendo o revezamento 4×100 livre masculino, ambos com novo recorde de campeonato. No quadro de medalhas da natação vitória da China, com 24 medalhas (11 de ouro, 7 de prata e 6 de bronze), em segundo o Brasil com 28 medalhas apenas 1 de ouro atrás (10 de ouro, 9 de prata e 9 de bronze) em terceiro a Rússia com 24 medalhas (8 de ouro, 8 de prata e 8 de bronze). Acompanhe tudo que aconteceu de melhor na última etapa do Mundial:

4×100 livre feminino -  Prova vencida pela China e novo recorde de campeonato, que pertencia ao Brasil com 3:43.99 do ano passado, com 3:42.25, Yingying Zhu – 56.68, Ran Suo – 55.27, Yuhan Zhang – 55.37 e Yiru Liu – 55.93, em segundo ficou o Brasil com 3:43.37 (Larissa de Oliveira, Graciele Herrmann, Etiene Medeiros e Daynara de Paula) com  e em terceiro a Itália com 3:50.01. No masculino, vitória do Brasil com 3:18.56, superando o antigo recorde de campeonato da Itália, com 3:19.61 de 2009,  Nicolas Oliveira, Henrique Martins, Nicolas Santos e João de Lucca nadando fácil e liderando de ponta a ponta, em segundo ficou o time da Rússia com 3:21.07 e em terceiro a Coréia do Sul com 3:22.62.
50 peito – Vitória da ucraniana Mariia Liver com 31.06, com novo recorde de campeonato, superando a antiga marca que pertencia a Dorothea Brandt com 31.30 de 2014, em segundo ficou Ran Suo, da China com 31:30 e em terceiro a russa Vera Kalashnikova com 32.42, a brasileira Juliana Marin ficou com a 5º colocação com 32.52. No masculino, João Gomes Jr com uma boa marca de 27.14, novo recorde de campeonato, o anterior era do russo Raman Sloudnov com 27.25 de 2001, em segundo ficou Hendrik Feldwehr, da Alemanha com 27.87 e em terceiro, da Itália Andrea Toniato com 28.19.
João Gomes Jr
100 borboleta - com a brasileira fora por DNS, a vencedora foi Svetlana Chimrova, da Rússia com 58.67, segunda colocação ficou com a Polônia, Anna Dowgiert com 1:00.13 e em terceiro Jie Gong, da China com 1:00.28. No masculino, vitória do brasileiro Henrique Martins, com 52.71, chegando apenas 20 centésimos do italiano Piero Codia com 52.91 e em terceiro da Ucrânia, Oleksii Ivanov com 53.14. Nicolas dos Santos ficou com a 6º colocação 53.70.

200 costas - a campeã da prova Alexandra Papusha, da Rússia com 2:15.91 superou a brasileira, por apenas, 36 centésimos, Natália de Luccas ficou com a segunda colocação com o tempo de 2:16.27 e em terceiro Vien Nguyen Thi Anh, do Vietnã com 2:17.40. No masculino, vitória do Alemão Chritian Diener, com 2:00.34, o vice-campeão Nikita Babchenko, da Rússia com 2:01.07 e Leonardo de Deus com 2:01.13, Léo virou os 150 metros em 5º e fechando a prova pra 29.96 ficou com a terceira colocação. Outro brasileiro na prova foi Fabio Santi com 2:01.95 ficou com a 5º colocação.
400 livre - a campeã da prova foi a chinesa Yuhan Zhang, com 4:06.70, novo recorde de campeonato, aliás destruindo o antigo recorde que pertencia a Martina Memme, da Itália com 4:11.60 de 2011, que foi a segunda colocada com 4:12.52 e em terceiro Manuella Lyrio com 4:12.52. Poliana Okimoto com 4:15.64 ficou com a 5º colocação. No masculino, vitória do chinês Zhongyi Qiao com 3:52.65, em segundo seu compatriota Lijun Zu com 3:53.21 e em terceiro Fabian Klich, da Polônia com 3:53.94.
4×100 medley misto - Rússia campeã com 3:52.13, China em Segundo com 3:54.46 e em terceiro o Brasil com 3:55.68 (Guilherme Guido, João Luiz Jr, Larissa Oliveira e Graciele Herrmann)