MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

domingo, 6 de setembro de 2015

Dilma não merece qualquer consideração!

Dilma não merece qualquer consideração!

(por general Paulo Chagas)

Caros amigos

Fui educado para ter respeito aos mais velhos e às mulheres, por piores que sejam. A Sra Dilma é mulher e é mais velha do que eu, no entanto, o despudor com que ela “explica” o inexplicável me autoriza a passar por cima do que trago do berço e da minha formação, porque, sem dúvida, esta senhora não merece respeito ou consideração.

Se ela tivesse um mínimo de respeito pelo povo brasileiro, já teria renunciado ao cargo para o qual perdeu toda a legitimidade ao não mais poder esconder sua incapacidade gerencial, seu descompromisso com a verdade e o seu alheamento do conceito de responsabilidade.

Dilma Rousseff, Lula da Silva, o partido de desonestos e desequilibrados que os abriga e todos os patifes que, com eles, têm participação na roubalheira que jogou o Brasil na mais profunda crise da sua história, agora, quando não podem mais esconder as consequências da velhacaria, dirigem-se às suas vítimas, o povo, para dizer, sem qualquer acanhamento, angústia ou vergonha, que foi “sem querer”, que “não se deram conta” ou que sabem mas não querem “dedurar” ninguém! E, pior, apresentam a conta do desfalque aos desfalcados!

Todos eles já deveriam estar fisicamente na cadeia e moralmente na lata de lixo da história!

As más escolhas políticas que os brasileiros têm feito refletem um comportamento só corrigível, conforme recomendam os bons métodos da educação tradicional, com o rigor do castigo que o destino lhes está a aplicar.

Muitos brasileiros pensam que ser esperto é votar em vagabundos que ficam ricos sem mérito, imaginando que, pelo mesmo processo, de alguma forma, irão beneficiar-se do poder que colocam em suas mãos. De quanto tempo ainda precisaremos para nos livrar deste delírio?

Vamos pagar muito caro e chorar lágrimas de sangue por termos acreditado nos demagogos, nos reformadores do mundo, nos apóstolos da utopia, na conquista gratuita do paraíso na terra, na falácia do “tudo pelo social”, no devaneio da ascensão por decreto, na troca de consciências por bolsas e esmolas e por muitas outras ilusões que apenas iluminam o caminho para o fracasso coletivo.

Orgulho-me muito de ser brasileiro e, por isso mesmo, guardo a firme esperança de que estejamos aprendendo com os erros que temos cometido e que sairemos desta crise, finalmente, livres dos mercadores de ilusões, dos espertos e dos mentirosos.

Emergiremos do caos conscientes de que só o caminho da verdade, do trabalho, da honestidade, da moral, dos bons costumes e do respeito à lei e ao direito é que nos levará ao futuro que queremos e merecemos, mas que, por obra da nossa imaturidade política e dos desacertos daí decorrentes, a cada dia parece mais distante.

Que a Semana da Pátria seja, para todos os brasileiros, motivo de meditação e oportunidade para um exame de consciência na busca da parcela de culpa pelas penas que já começamos a pagar e que, na justa medida, cabe a cada um nós, para que no porvir não tenhamos que lamentar, mais uma vez, a entrega do poder a quem não merece qualquer consideração!

Viva o Brasil!

Vivam os brasileiros!

Gen Bda Paulo Chagas