MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

A VERDADE SOBRE O DECRETO MILITAR BOLIVARIANO DA DILMA

Quem tem olhos para ver, que veja! Não se trata de assombrações à luz do sol e sim de um processo de dominação que progride, lenta e seguramente, para a total esquerdização da América do Sul. Exemplo? vamos a ele: hoje, 10 Set, o OESP assinala a presença do Lula em Buenos Aires (falando abobrinhas, como sempre), vindo de Assunção e, nesta cidade declaração do Marco Aurélio Garcia sobre a abstenção brasileira na OEA, quando se tratava da pendenga entre a Colombia e a Venezuela: o governo brasileiro entende que o problema deve ser resolvido entre os dois países. Como é óbvio, isso não acontecerá e,  segundo o próprio Maduro já sugeriu, será levado à Unasul onde, por razões não menos óbvias, o ganho de causa será da Venezuela. Quem não acredita, espere pelo desenrolar da novela.
OJBR


terça-feira, setembro 08, 2015

EXCLUSIVO: A VERDADE SOBRE O DECRETO MILITAR BOLIVARIANO DA DILMA. OU: AQUILO QUE OS ALEGRES RAPAZES E RAPARIGAS DA GRANDE MÍDIA ESCAMOTEIAM.

O Ministro da Defesa, Jaques Wagner, em dois momentos: acima participando com Gilberto Gil de estranho ritual na Bahia. Abaixo, veste o boné do MST, durante evento encontro com os bate-paus desse aparelho comunista do PT fora-da-lei.

No dia 5 deste mês de setembro publiquei na íntegra o famigerado decreto 8.515da Dilma que submete os militares aos caprichos do Ministro de Defesa, o petista Jaques Wagner. A verdade é que a revelação desse decreto se deu por meio das redes sociais e alguns poucos blogs jornalísticos independentes.

Só agora, passado o 7 de Setembro é que alguns veículos e blogs da grande imprensa brasileira "descobriram" o que já é denominado "Decreto Bolivariano". Sim, porque, a exemplo da Venezuela abre as portas para a bolivarianização das Forças Armadas. Consumada a solerte intenção da bandalha comunista do PT as Forças Armadas do Brasil estarão submissas ao Foro de São Paulo, a organização esquerdista fundada por Lula e Fidel Castro em 1990, destinada a transformar a América do Sul, Central e o Caribe, numa extensão de Cuba.

Outro fato importante que foi objeto de um post especial que publiquei com exclusividade aqui no blog em 10 de dezembro de 2014, refere-se à inauguração da sede da Unasul. Confesso que não vi nenhuma matéria similar na grande imprensa brasileira embora naquele evento inaugural da Unasul tenham sido delineadas ações desse organismo multilateral esquerdista que faz tábula rasa da OEA, especialmente no que tange às Forças Armadas de todos os países latino-americanos atrelados à famigerada Unasul e também no que se relaciona aos processos eleitorais desses países.

Acima o quadro de Lula, durante a inauguração do prédio da Unasul abaixo. Um guarda bolivariano em posição de sentido segura uma lança velando pela imagem do Lula Pixuleco. 

Transcrevo a parte da minha matéria sobre a inauguração da Unasul relativa à ingerência desses organização comunista bolivariana nos âmbitos das Forças Armadas e dos processos eleitorais. Leiam com atenção:
De tudo que aconteceu nesse evento que inaugurou a sede da Unasul, deve-se destacar dois itens que são cruciais para o Foro de São Paulo dar prosseguimento à comunização de todo o continente Sul-Americano. 
O Brasil, pela sua importância geopolítica é a cereja do bolo. Tanto é, vejam só, que a Unasul definiu entre diversas propostas que envolvem providências de ação da entidade duas como mais importantes: a criação de uma Unidade Técnica de Coordenação Eleitoral e acriação da Escola Sul-Americana de Defesa.
Segundo o Blog do Planalto, portanto fonte oficial do Governo do PT, a Unidade Técnica de Coordenação Eleitoral concentraria as atividades de observação de processos eleitorais na América do Sul. O objetivo é criar uma profissionalização das missões da Unasul, estabelecendo um padrão de observação. Dado ao fato de que há sérias denúncias sobre a empresa de voto eletrônico venezuelana Smartmatic, formuladas pelo próprio Congresso norte-americano e amplamente abordadas pelas gande mídia americana, sobram interrogações sobre essa lacônica alusão à interferência da Unsaul no que concerne aos pleitos eleitorais dos países membros. Cumpre notar que o TSE contratou a Smartmatic para operar os pleitos eleitorais no Brasil. O caso da Smartmatic abordei aqui no blog.
Já, a Escola Sul-Americana de Defesa se trata de um centro articulado de altos estudos para formação de civis e militares, com cursos compartilhados e troca de experiências de defesa. 
Como se pode depreender dessas iniciativas da Unasul, a soberania das Nações que integram a essa organização pode sofrer um desgaste já a médio prazo, pela interferência direta dessa entidade bolivariana nos assuntos internos dos países membros, principalmente quando essas iniciativas estejam, como de fato estão, contempladas pelo Foro de São Paulo.
SINTONIA COMUNISTA BOLIVARIANA

Como se pode inferir, o decreto 8.515 de 3 de setembro de 2015 não estava parado nos escaninhos da Casa Civil, como têm aventado alguns veículos de mídia nesta terça-feira. Esse decreto está sintonizado totalmente com o projeto do Foro de São Paulo por meio da Unasul, como demonstrei nos parágrafos acima.
No entanto, todas essas informações que estou fornecendo aos leitores aqui no blog não circularam e não circulam por nenhum veículo da grande mídia nacional que continua ignorando o diabólico Foro de São Paulo que, aliás realizou seu congresso anual recentemente na cidade do México. Da mesma forma nenhum grande veículo de comunicação brasileiro foi além dos press-releases emitidos pelo governo do PT sobre a inauguração da Unasul. E isto é incrível porque os grandes grupos de comunicação como Rede Globo, Folha de S. Paulo Estadão e a própria revista Veja possuem uma grande estrutura que possibilita a ampla cobertura jornalística em qualquer ponto do planeta.
No entanto, é um blog independente como este aqui feito por apenas um jornalista, sem estar alojado num grande portal noticioso é que relaciona o Decreto 8.515 com as deliberações da Unasul que foram, inclusive, postadas no site do Governo Federal.
Passado o 7 de Setembro e depois de serem furados pelas redes sociais e blogs independentes os grandes veículos de mídia agora é que estão fazendo alusão ao Decreto 8.515, que, como demonstrei, faz sentido como o que foi anunciado por ocasião da inauguração da Unasul.
Mesmo assim, as matérias sobre esse decreto que atinge as Forças Armadas subjugando-as aos interesses do Foro de São Paulo/Usnasul, têm abordagem meramente burocrática e, no máximo, repercutem o assunto com alguns senadores e deputados, sem tocar no principal que é o fato do decreto ser uma consequência de uma deliberação de uma organização comunista bolivariana que é a Unasul. Sem falar no fato de que ninguém sabe qual foi a contribuição em dinheiro público brasileiro para a construção da sede da Unsaul no Equador, uma ditadura comunista bolivariana cujo chefete é o tiranete Rafael Correa, que tem, como no Brasil, a totalidade da população contra seu governo tirânico.
TRIVIALIZANDO COISA SÉRIA

Para comprovar tudo que discorri até aqui, cito matéria do site de Veja sobre o Decreto 8.515, talvez a melhor matéria veiculada até agora na grande mídia. Mesmo assim, a reportagem do site de Veja não estabelece a ligação com o que foi deliberado pelo Unasul em relação às Forças Armadas dos países do continente e também no que diz respeito ao processo eleitoral que tem a Smartmatic na parada. Notem que essas ações da Unasul estão integradas e se complementam. Trata-se de um planejamento metódico de curto e médio prazo. A abordagem da matéria de Veja soa ridícula, para dizer o mínimo, quando fala sobre a falta de traquejo da Dilma que não consultou os militares e coisas dos gênero. Ora, só um bobalhão poderá acreditar que comunistas cumpram regras de etiqueta, que observam protocolos e procedimentos afins.
Para comprovar tudo que afirmei neste post leiam duas matérias publicadas sobre o Decreto 8.515 pelo site de Veja. É pura piada, ou no máximo funesto exercício de 'bom mocismo' que serve apenas para edulcorar o veneno vermelho expelido pela camarilha do PT, leia-se, Foro de São Paulo, que os jornalistas da grande mídia fingem que não existe. Aliás, transformaram o Foro de São Paulo num tabu inquebrável até que último resquício de democracia seja sepultado.
Comentários Postado por Aluizio Amorim