MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

sexta-feira, 31 de julho de 2015

UMA ÚNICA SAÍDA

UMA ÚNICA SAÍDA

“CONTRIBUIR PARA A DEFESA DA DEMOCRACIA E DA LIBERDADE, TRADUZINDO UM PAÍS COM PROJEÇÃO DE PODER E SOBERANO, DEVE SER O NOSSO NORTE!

GEN MARCO ANTONIO FELICIO DA SILVA”

                 O jornal britânico “Financial Times”, ao abordar a grave crise moral, política, social e econômica pela qual passa o País, afirma que o Brasil tem sido comparado a um filme de terror sem fim e, ainda, complementa: Incompetência, arrogância e corrupção quebraram a magia do Brasil. O jornal americano “Washington Post” em seu editorial intitulado “Recessão e corrupção: a podridão crescente no Brasil” cita a operação Lava-Jato e atribui a crise enfrentada por Dilma aos escândalos de corrupção na Petrobras.

Sem dúvida, ambos os jornais publicaram o que milhões de brasileiros já sabem: Lula, Dilma e o PT, criminosamente, levaram o País à ruína. A caixa preta das falcatruas da Odebrecht está aberta. Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, companheiro de Lula, negocia delação premiada. Marcelo Odebrecht, preso, se inteligente, mirando-se em Marcos Valério, se ainda possível, negociará, também, a sua delação, pois, como dizem os assaltantes de rua, perdeu!!!!

                Enfrentamos situação de estagflação (inflação alta e recessão), desemprego em alta e queda de renda, desequilíbrio fiscal e falta de confiança dos investidores. Infraestrutura completamente deteriorada. Saúde, Educação e Segurança Pública em situação crítica. A permear tudo isso, corrupção generalizada, patrocinada pelo PT (os dois últimos tesoureiros do partido estão presos) com o apoio do governo e Política Externa de cunho ideológico, prejudicial aos interesses nacionais. 

                Politicamente, temos uma Presidente ilegítima, que já não governa, e um Congresso comandado por acusados de alta corrupção e que faz uma reforma política de acordo com os interesses de deputados e senadores e não a reforma política exigida pela maioria da população. O Vice-Presidente, colocado como se fora um primeiro-ministro, tenta angariar uma base de apoio político ao governo, praticando a mesma velha política danosa de distribuição de cargos em empresas públicas e nos órgãos de governo, criando novos feudos partidários, uma das causas da corrupção que assola o País.

                A oposição, que tem como líderes FHC e Aécio Neves, porta-se como covarde aproveitadora, muito embora diga que perdeu as eleições para uma organização criminosa. Discurso pleno de demagogia, taxando o impeachment como ilegalidade, embora constitucional, sem apresentar qualquer ação efetiva, pois, além do telhado de vidro, não quer o desgaste de assumir o governo do País e tomar medidas impopulares.

                Enquanto isso, os índices econômicos pioram a cada dia, na medida em que a confiança na recuperação do País cai. A queda do valor do superávit primário e a posição negativa das agências de risco, perante a crise, são sintomas extremamente negativos.
                Face ao exposto, tornam-se ridículas as declarações do Ministro da Defesa, menosprezando a crise, classificando-a como de superação de dificuldades ocasionais e do Presidente do STF, este alinhado com o discurso do governo, como originária da crise econômica internacional.

                A luz no fundo do túnel chama-se Sérgio Moro e equipe com a inteligência, competência e ação corajosa para abrir as entranhas cancerosas do País, expondo-as à luz do dia,  extirpando-as, embora ações em contrário e pressões de toda ordem.

                Cabe à população apoiá-lo e, no dia 16 de Agosto próximo, ir para as ruas e mostrar a sua indignação com a destruição do País, exigindo a única saída: punição dos culpados e a queda deste desastrado, ideológico e criminoso governo petista que envergonha a Nação perante o mundo.

              Observação final: Qual a origem do dinheiro recebido pelos valorosos e ardorosos advogados que defendem os acusados da operação Lava-Jato?