MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Um equívoco intencional no Ministério da Defesa

Siga-me no Twitter: 

https://twitter.com/fmaier50

 
 
Enviada em: domingo, 10 de maio de 2015 11:00
Assunto: Re: Um equívoco intencional no Ministério da Defesa
Perfeito, General Álvaro. Ontem, Putin em flagrante demonstração de força e poder, fez um desfile de tropa e de equipamentos de fazer inveja a qualquer dos países que assistiram e a presid+anta designou um representante do Brasil, para também homenagear os vencedores e foi - nada mais, nada menos - que o comunistinha de plantão e ministro da defeca, o Jacu Wagner.
Na compra de Material Bélico feito à Rússia, a presid+anta havia designado além dos generais interessados, um subtenente Músico, marido da ideli Salvatti, simplesmente por que o 'virtuose' fala russo fluentemente. Logo esse seria o indicado, por que o Jacu entende mais de outra área, Carnaval chapado e assistente privilegiado de beijo lésbico, no Camarote de Gilberto Gil, o 2222...
Ps. No dia 06, no CMRJ ele recebeu o que merecia, um pontapé no traseiro e vaia para se mandar do desfile.
Selva! Zum zaravalho!
Monteiro - Cel Ref EB
Salvador-BA


Um equívoco intencional no Ministério da Defesa

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Alvaro de Souza Pinheiro
O USA Department of Defense reportou, em 5 de maio, que o Presidente Barack Obama nomeou dois novos Chairman and Vice Chairman of the Joint Chiefs of Staff: Marine Corps Gen. Joseph F. Dunford Jr e Force Gen. Paul J. Selva.
Estas funções, na maioria dos países do mundo, são identificadas como COMANDANTE E SUBCOMANDANTE DAS FORÇAS ARMADAS. 
O Brasil é o único País, no Mundo Ocidental que, na estrutura do seu Ministério da Defesa, não possui estas duas RELEVANTES posições. 
Aqueles que, dentre nós, acompanhamos, ainda na Ativa, a criação do nosso Ministério da Defesa (Governo FHC), verificamos que esta falta não era por um mero equívoco burocrático, mas, sim, absolutamente intencional.  
Nesse ato,  já naquela época, evidenciou-se que longe de implementar a Capacitação Operacional das nossas Forças Armadas, o objetivo era  retirar o poder político (tradicionalmente reconhecido em nossa História como Poder Moderador) das nossas FFAA. 
Com isso, ficamos, desde o início desse Ministério, sem as duas figuras mais importantes de qualquer estrutura eficiente e eficaz de Segurança e Defesa. O Cmt das FFAA (secundado por seu Sub) é o mais relevante assessor do Chefe de Estado/Governo, para os assuntos dessa natureza, em qualquer parte do mundo. 
O pior reflexo dessa inexistência, é que a sociedade brasileira, de uma maneira geral, pensa que o Cmt das FFAA é o Ministro, função que aqui, ele pode até se arvorar a exercer, mas que jamais exercerá; até porque, refletindo sobre todos aqueles que ocuparam esse cargo, nenhum deles soube/sabe qual é a diferença de uma Bda para um GC, ou o que seja rasância e flanqueamento de uma metralhadora.
Alguns deles, inclusive (talvez estimulados por assessores carreiristas de plantão), tiveram a ousadia (tremenda cara-de-pau) de comparecer a cerimônias militares trajando os nossos uniformes (não raro, o nosso sagrado Camuflado com Boina), e se apresentando  com  as insignias de Gen Ex, e com Bastão de Comando. ABSOLUTAMENTE PATÉTICO!!! 
Mas, o pior dessa inexistência é que o fato de o Ministro eminentemente político (não raro, um péssimo político, como atualmente, em que a condição sine qua non é ser lulo-petista-bolivariano-marxista-leninista), num momento de crise, não está aparelhado para a tomada de decisões que, em crises/conflitos em qualquer País do mundo ocidental, são tomadas pelo verdadeiro Cmt Operacional das FFAA. 
Hoje, temos aí a Chefia do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, tão "prestigiada" que, recentemente, o atual Ministro criou uma tal Secretaria Geral (que ainda não justificou a que veio) diretamente subordinada a ele,  e que, hierarquicamente (na estrutura do Ministério), está acima do CEMCFA.
Procurem saber quem é, e o que faz o (a) tal Secretário(a) Geral ... LAMENTÁVEL!!! 
Um forte abraço, BRASIL ACIMA DE TUDO!

Alvaro de Souza Pinheiro é General de Brigada, reformado.

 

Leia as últimas postagens de Félix Maier: