MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Extra - Frustrado atentado à bomba na embaixada de Israel no Uruguai

Extra - Frustrado atentado à bomba na embaixada de Israel no Uruguai

O pessoal de segurança da embaixada de Israel no Uruguai frustrou um ataque terrorista à embaixada , nesta quinta-feira, segundo relatórios locais e testemunhas.
 
De acordo com relatos iniciais, as forças de segurança encontraram um dispositivo explosivo perto de um edifício que abriga a Embaixada de Israel, e detonou-o com segurança. A imprensa local afirmou que os "fios e cabos" podiam ser vistos saindo da caixa.
 
O chefe de segurança na embaixada em Montevidéu chamou a polícia depois de encontrar o saco.
 
O Ministério do Interior disse que os cães da polícia detectaram o explosivo em um saco de supermercado durante uma verificação de rotina, nesta quinta-feira.
 
A área em torno do dispositivo foi evacuada enquanto  especialistas em explosivos detonavam a bomba.
 
O comunicado do ministério observa que a embaixada está localizada no nono andar de uma torre num complexo de escritórios. 
 
O Ministério das Relações Exteriores se recusou a comentar, dizendo que "não podemos comentar sobre questões de segurança."
 
No início da manhã desta quinta-feira, as autoridades municipais na capital do Uruguai também evacuaram o World Trade Center Montevideo, um complexo de edifícios na cidade, após avistar um saco branco suspeito contendo um dispositivo pequeno.
 
Um mês atrás, tiros foram disparados contra a embaixada de Israel em Atenas; não houve feridos ou danos causados. Segundo relatos, quatro pessoas em duas motocicletas dispararam contra o edifício da embaixada em um subúrbio ao norte de Atenas. 
A polícia grega disse, mais tarde, que um grupo de extrema-esquerda era provavelmente responsável pelo ataque.
 
Dois Kalashnikovs usados no ataque foram usados em um ataque semelhante na residência do embaixador alemão, em dezembro passado, pela extrema-esquerda Grupo Popular, segundo disse uma fonte da polícia em Atenas.
 
Obs.: Texto recebido por e-mail de Osias Wurman, em 8/1/2015, às 15h58 - editor do site Notícias da Rua Judaica - http://www.ruajudaica.com/