MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

terça-feira, 22 de julho de 2014

A vida luxuosa dos líderes do Hamas

O Hamas não é exatamente a organização terrorista favorita dos egípcios considerando-se os ataques terroristas do Hamas contra soldados egípcios e o seu envolvimento no golpe da Irmandade Muçulmana no Egito.
Isto pode ser visto nesses trechos da programação televisiva no quais os âncoras egípcios acusam os líderes do Hamas de levar uma vida luxuosa, com jantares em restaurantes e uma vida fácil à beira de piscinas com suas quatro esposas enquanto a luta se desenrola.
Eles denunciam também que os esquadrões que lançam foguetes operam dentro de áreas civis e estão atraindo uma nova “Nakba” para o seu povo [N.do.T: nakba: expressão árabe que significa “catástrofe” ou “desastre”].
Diz o apresentador egípcio Ahmad Musa ao ser exibida uma foto de Khaled Mashal (1) exercitando-se numa academia:
“Veja como o Khaled faz a jihad lá no Catar.”
Aparece uma foto do Khaled Mashal saboreando uma bela refeição, e então diz o apresentador:
“Esta é a jihad versão Khaled. Ei, Khaled, a Jihad está é em Gaza...”
É exibida uma foto do Khaled Mashal assistindo TV, o apresentador diz:
“Ou, é claro, ele está assistindo o canal de TV deles [do Hamas]. Está é a Jihad do Khaled Mashal e dos seus camaradas, eis os honrados e grandiosos jihadistas. Enquanto fazem esse tipo de Jihad, eles abandonam seu povo para ser morto. Se você for um homem de verdade, você tem de voltar para Gaza assim que acordar amanhã de manhã.”
Imagem de Isamil Haniya (2) sentado próximo a uma moça loura:
“A jihad dele é assim, Allah seja louvado... Esta é a grande jihad feita por Isamil Haniya e seus irmãos no Hamas.”
É óbvio que Khaled Mashal não irá para Gaza.
Por que vocês, nas Brigadas Al-Qassam (3), [escondem-se] entre os civis? Por que vocês usam os lares palestinos? Vocês deveriam manter seus esconderijos bem longe das casas das pessoas. Vocês sabem muito bem que quando vocês lançam um míssil de uma casa, um [outro] míssil irá cair dentro daquela mesma casa em um minuto. Vocês estão trazendo outra nakba sobre o seu povo.
Outro programa foi até bem mais explícito sobre o estilo de vida luxuoso no Hamas.
Mazher Shahin, apresentador de talk-show:
Nós não estamos dispostos a sacrificar nem mesmo um único cílio de um civil ou de um soldado egípcio em prol do Hamas e de todas as pessoas que fazem o jihad enquanto vivem abastadamente em todos os tipos de banquetes na beira de uma piscina...”
Eles incentivam o povo a entrar na luta, no terrorismo e na violência sob o pretexto de “Jihad”, enquanto eles mesmos estão sentados num hotel, na beira de uma piscina, ou numa praia de nudismo, comendo todo o tipo de comida, casando-se com quatro esposas e dirigindo um carro luxuoso de último modelo. O que é isso?! Que tipo de homens vocês são?
Vocês sabem onde fica a fronteira entre Israel e a Palestina. Se houver algum homem de verdade entre vocês, eu me disponho a levá-los no meu carro particular e às minhas custas até a fronteira de Gaza. Eu deixo vocês lá e direi: “Vai. Que Deus possa estar contigo. Gaza está lá. A Jihad lhe espera. Vá lá e mostra para todos nós que você é um homem de verdade.”
Enquanto isso as sugestões mais “moderadas” vindas da Arábia Saudita propõem que o Hamas desfilie-se da Irmandade Muçulmana.

Notas:
1 – Khaled Mashal: chefe do sírio do Hamas. É considerado o líder de mais alto escalão. Declara ser o responsável por diversos ataques suicidas palestinos.
2 – Isamil Haniya: líder do Hamas na Faixa de Gaza. Primeiro ministro de facto da Autoridade Nacional Palestina (foi demitido por Mahmoud Abbas em consequência da disputa Hamas-Fatah, no entanto continuou exercendo o cargo). É sua a frase: “Superando as privações, nós iremos estabelecer o equilíbrio do terror. Desde as nossas ruínas nós iremos destruir Tel Aviv.”
3 – Brigadas Al-Qassam: braço armado do Hamas.


Publicado na The Frontpage Magazine.
Tradução: Francis LauerEnviar comentários para flauer@zoho.com.

Ainda:

Egípcios esperam que Israel destrua o Hamas

Quem são os palestinos mortos?

ONU: a maioria das vítimas de Gaza não deram importância aos avisos 

Dupla covardia: o uso de civis palestinos para atacar civis em Israel

Mundo condena Israel por proteger seu povo