MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Os perigos que rondam esta eleição

Dilminha Bang Bang


Leiam as plausíveis e prováveis consequências do RADICALISMO PETISTA DURANTE E LOGO APÓS AS ELEIÇÕES DE DOMINGO e saiba como se precaver de possíveis agressões e aborrecimentos, nas zonas eleitorais e nas ruas, principalmente após a vitória de JOSÉ SERRA.

Previsões do Prof. Geraldo Almendra.

NÃO DEIXEM DE VOTAR POR CAUSA DO "FERIADÃO" - O BRASIL CONTA COM O SEU SENSO DE RESPONSABILIDADE E PATRIOTISMO

Saudações

Francisco Vianna


***

Os perigos que rondam esta eleição

Geraldo Almendra

Se você ama seu país, e não quer que esta COR VERMELHA seja INTRODUZIDA na sua bandeira, mande essa mensagem para o máximo de amigos que puder e peça para que eles façam o mesmo. Recomende que ninguém quebre essa corrente de proteção às nossas liberdades individuais.

ESTRATÉGIA FASCISTA PARA EVITAR A VITÓRIA DE JOSÉ SERRA E O QUE NÓS PODEMOS E DEVEMOS FAZER
ATENÇÃO!

Nos dias que antecedem o segundo e decisivo turno das eleições presidenciais no Brasil, a sociedade vai testemunhar a multiplicação das camisas vermelhas de estrela única fazendo um assédio moral explícito e criminoso contra os eleitores que estão levando o candidato Serra a uma inesquecível e extraordinária vitória sobre a representante do mais sórdido político de nossa história.

No dia da eleição, grupos fascistas estarão próximos e dentro dos locais de votação portando máquinas fotográficas camufladas em celulares para intimidar e “cadastrar” os eleitores.
A já previsível derrota do PT tirou da gaveta o plano D, que prevê atos explícitos de assédio moral e, em alguns casos, também físico (agressões e ações de intimidação psicológica) para que a diferença real a favor de Serra seja eliminada.

O grotesco escândalo da Casa Civil, envolvendo diretamente a candidata do presidente e um dos seus lacaios está precipitando o desespero da visão do desabamento do castelo de cartas da administração pública mais corrupta de nossa história.

Nas favelas e nos guetos residenciais da pobreza em todo o país os “donos” do narcotráfico, seguindo as ordens dos comuno-fascistas, deixarão bem claro para os moradores em qual candidato votar e a orientação para que conquistem votos adicionais.

Estratégia de defesa para os eleitores de Serra:
- não aceitem provocações;
- usem roupas neutras para não correrem o risco de serem agredidos;
- se possível não levem crianças para os locais de votação;
- levem câmeras fotográficas e registrem os desvios de conduta dos lacaios dos fascistas;
- se perguntarem em quem vai votar, diga Lula e votem no seu verdadeiro candidato, o Serra, pois dentro da sala de votação ninguém poderá controlar seu voto e,
- se perguntarem em que votou diga Lula e aguardem a hora de comemorar no seio de sua família a libertação do país das mãos de um covil de bandidos;
- o mais importante: depois do voto saia das ruas e peça para todos os seus familiares fazerem o mesmo e deixe as forças policiais, militares e as Forças Armadas fazerem o seu papel de preservar a ordem no país depois da INESQUECÍVEL DERROTA DO PT.

É absolutamente previsível que, no momento em que os resultados das urnas começarem a mostrar a vitória de José Serra, o país será convulsionado, pela ‘maré vermelha’, com uma baderna generalizada liderada pelos fascistas lacaios da gangue dos quarenta, que irão ordenar às suas “tropas de choque” estacionadas em todo o país a tomada das ruas de asfalto, de pedra ou de terra.

Essa gente não aceitará a escolha democrática de José Serra por mais da metade da sociedade sem tentar – custe o que custar – tocar fogo no pavio da desordem social generalizada.
As tentativas de agressões a José Serra por militantes que abraçam Lula em fotos distribuídas na Internet já nos sinalizam o que poderá acontecer. As agressões já prometidas pelo fascismo petista durante as últimas aparições de Serra ou de seus aliados nas ruas de São Paulo, também reforçam a previsão de baderna.

NÃO VAMOS ACEITAR TAIS CONFRONTOS QUE NÃO SERVEM A NADA A NÃO SER AOS INTERESSES ESPÚRIOS DOS QUE ODEIAM A DEMOCRACIA E O CAPITALISMO PROCUTIVO DE MERCADO, E DEIXEMOS A ‘ONDA VERMELHA’ CHORAR NAS RUAS SEM NINGUÉM PARA SER AGREDIDO OU ASSASSINADO.

O inevitável vai acabar acontecendo. O país será tomado de uma onda de alegria e agradecimentos a Cristo por Ele ter-nos livrado das mãos de quem o desafiou. Será a ONDA AZUL, construtiva e saneadora.

Depois que as tentativas de baderna forem controladas pelas forças policiais, civis e militares, e pelas Forças Armadas, durante as muitas missas, Deus receberá os nossos sinceros agradecimentos pela libertação do maior país católico do mundo das mãos do demônio do fascismo, um regime de ateus que já deixou registrado, na história dos genocídios, milhões de vítimas por onde passou.

Ao final de cada missa, o Hino Nacional deverá ser cantado com nossa mão direita sobre o coração (e não enfiada em cuecas ou calcinhas cheias de dinheiro roubado dos contribuintes).

Com o levantamento dos tapetes da sujeira lulopetista, acumulada durante oito anos da gestão do Foro de São Paulo, uma nova Justiça – que não será refém de bandidos – cuidará de apurar e punir todos aqueles que tentaram conspurcar a democracia no país e dará aos que se deixaram iludir e votaram no fascismo petista, o conhecimento necessário para avaliarem bem a desgraça da qual se livraram.
Os únicos que continuarão habitando o submundo da corrupção e da destruição da democracia serão os canalhas ‘esclarecidos’, ateus e sem pátria, pois sua procura sempre será o paraíso do ilícito em vida, no qual as suas “virgens” são os milhares de cidadãos vítimas da miséria educacional e cultural.

A lição será aprendida. Nunca mais a sociedade aceitará os estelionatos eleitorais dos messias da leviandade, da mentira, da falsidade, da corrupção, do assistencialismo espúrio e comprador de votos, da manipulação dos ‘sem-consciência crítica’ e do suborno descarado dos ‘canalhas esclarecidos’, que apostam na transformação do Brasil numa Cuba continental.
Viva o Brasil!

Vamos dar uma salva de palmas, assim que as urnas definirem nossa nova esperança de um país livre do covil de bandidos, ao excelentíssimo presidente da República, José Serra, que, ao tomar posse, nos mostrará a verdadeira dimensão de um estadista, para possamos esquecer para sempre a figura desprezível – e de todos os seus lacaios – de quem enganou a sociedade desde que foi parido pela serpente do mal no pântano fedorento do submundo comuno-sindical.

Geraldo Almendra

26/outubro/2010