MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Dilma, a foice e o boné


Dilma, a foice e o boné.

Em 1990, Dilma Rousseff(PDT) era Diretora-Geral da Câmara dos Vereadores de Porto Alegre, na cota do então vereador Carlos Araújo, um ex-guerrilheiro dos mais violentos, seu ex-marido e pai da sua filha. A poucos metros do seu gabinete, o cabo Valdeci de Abreu Lopes era degolado com uma foice ao tentar conter os distúrbios causados pelo MST. Foi o primeiro de muitos assassinatos cometidos por integrantes do "movimento social". Vinte anos depois, agora já petista e candidata à presidência da República na cota de Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff(PT) coloca o boné do MST. Vinte anos depois, o sangue que correu pelo chão da Praça da Matriz, em Porto Alegre, banha os seus pés e tinge as suas mãos, ao apoiar oficialmente um movimento de guerrilha rural que, por sinal, está oficialmente integrado à campanha eleitoral do PT. Um dia, os iguais sempre acabam se unindo. E o que a ideologia une, o tempo não separa.
No vídeo, o fundador do MST, João Pedro Stedile, informa o apoio do movimento à candidata petista, mas continua pregando a guerrilha. Junto a ele, o coordenador da campanha de Dilma no Rio Grande do Sul, o prefeito Ari Vanazzi, de São Leopoldo, além de Olívio Dutra, ex-governador que pendurou a bandeira de Cuba na janela do Piratini, no dia da sua posse.

Postado por O EDITOR às 09:16:00

Veja o vídeo em http://coturnonoturno.blogspot.com/2010/06/dilma-foice-e-o-bone.html