MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Ninguém comenta sobre a obra dos militares

Honras fúnebres aos militares brasileiros mortos no Haiti


Claudio Humberto

21/01/2010

Ninguém comenta sobre os militares

Tenho 60 anos de idade. Para um brasileiro representa uma enorme história política. Fico estupefato pela ingenuidade, falta de honestidade intelectual ou, pior, venalidade da imprensa de nosso País. Em meio a tanta corrupção - e nunca vi assim - ninguém com coragem, independência e honestidade de propósitos, para rememorar que os piores "ditadores temporários", os Presidentes com formação militar, eleitos pelo Congresso Nacional, não ficaram milionários, nem tiveram a benção de ter filhos inteligentíssimos nos negócios de alta tecnologia de comunicação. Onde está a fortuna do inesquecível Castello Branco? E a dinheirama roubada pela família do Orlando Geisel? E a fortuna depositada em paraísos fiscais, do valente João Figueiredo? Não vão achar. Sabem por que? Tinham espírito público, respeito e amor pela Pátria. Eu, de minha parte, não fui guerrilheiro, nem terrorista, sempre falei o que quis, de quem quis, e hoje pago aposentadorias gordas para quem se achava no direito - em meu nome, veja só! - para roubar e matar. Enfim, fui somente um BOM cidadão! Sou pessoa de identidade e endereço conhecido, e não tenho medo de calhordas. Tenho medo é de deixar para meus descendentes um país pior do que recebi, com todas as mazelas que possa ter tido. Viva Honduras!

Walner Barros Spencer
Nísia Floresta - RN


Os militares foram sérios, sim!

Prezado Walner Spencer, você falou tudo que eu sempre penso e falo para os mais jovens, e fiz questão de dizer isso bem claro para meus filhos quando adolescentes. Os militares no poder, deram um show de honestidade com a coisa pública, realmente não compraram fazendas, mansões, não mandaram dinheiro para o exterior, e isso já dava para que essa mídia maldita, pelo menos, lembrasse deles com respeito. Hoje fazem filmes sobre guerrilheiros, esses pilantras que recebem o "bolsa perseguição" muitos que nem foram perseguidos, pois nem eram vistos por viverem nas sombras e nos esgotos, por isso não podiam ser levados a sério. Quem lutou com as armas da palavra sempre foi ouvido e respeitado. Mas, essa mídia investigadora poderia procurar pelos bens que aqueles honrados cidadão brasileiros militares, que estiveram nos vários escalões do governo, deixaram para seu filhos, e mostrar isso para a sociedade. Será difícil, caro Valner, achar um político no Brasil atual, desses que estão ai todos assanhados por cargos eletivos, com algum percentual da dignidade de um Ernesto Geisel. Felizmente as Forças Armadas ainda priorizam o respeito à disciplina, à dignidade e ao patrimônio público. Isso ainda dá esperança. Um abraço.

Paulo Corrêa de Araújo
Vila Velha - ES


Presidente militares não enriqueceram

Existe uma bronca, postada pelo Sr. Walner Barros, no dia 06.12.2009, às 00:04, que vem de encontro aos meus pensamentos. Tenho 53 anos, e vivi minha adolescência em plena ditadura. Me lembro de todos os Presidentes Militares, e não ouço ninguém dizer que estão ricos, não ouço ninguém dizer que a corrupção era de 10% do que é hoje, não ouço ninguém dizer que a grande maioria dos políticos roubava descaradamente como acontece hoje, não ouço ninguém dizer que os Presidentes faziam todo tipo de merda e não acontecia nada, não ouço ninguém dizer que os filhos, sobrinhos, tios, qualquer parente dos Presidentes faziam falcatruas ou atos desonestos impunemente. Vem minha pergunta, será que é tão ruim assim? Em toda a minha adolescência eu fui a festas, fazia bagunça na escola, andava à noite pelas ruas procurando festas prá tentar penetrar, no bom sentido, e nunca, nunca, nunca mesmo um soldado do Exército, Marinha ou Aeronáutica sequer olhou para mim, e eu andava pelas ruas a pé, à noite, na Baixada Fluminense. Volta a pergunta, será que é tão ruim assim? Não digo Ditadura, mas um regime de exceção com tolerância zero com qualquer tipo de crime, só para voltarmos a nos acostumar com a honestidade... Será que seria tão ruim assim? Pior do que está não seria, disso eu tenho certeza.

Carlos Ramos
Campinas - SP


Placas no Brasil

O governo Militar, dito "dita branda", teve por vários anos crescimento de 10% ao ano, por este motivo vez várias hidrelétricas e a mais conhecida é a de Itaipú, que o PT tentou de várias formas prejudicar. Pessoas com a idade de Silvio Massarini (60) sabem muito bem disto, ponte Rio/Niteroi , BRs. por todo o Brasil e a mais conhecida é a Belém-Brasília, Embratel, Vale do Rio Doce, e tantas outras realizações naquele período, de lá para cá, fizeram alguma obra no Brasil? Não fizeram nada, apenas saborearam os quitutes deixados, esqueci, fizeram sim, várias placas em todas estas obras do Governo Militar, como a de Brasilia que tem uma placa do sr. Luiz Inácio no Aeroporto, dando a entender que foi Ele quem fez o aeroporto, tem uma também lá em Itaipú, este governo é uma piada de mau gosto e o tempo vai passar, ainda bem.

Mario Borges
Goiânia - GO