MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

sábado, 31 de janeiro de 2009

Humor: A charge da semana


Armas em funeral - II

Amigos leitores,

O corpo do sargento José Mulato de Souza foi velado numa capela do Campo da Esperança, em Brasília, DF, a partir da tarde do dia 30/01/2009.

O caixão foi guardado por uma Guarda Fúnebre do Batalhão da Guarda Presidencial, unidade onde Mulato havia servido, comprovando a alta deferência concedida pelo Exército ao distinto militar que foi o Sgt Mulato.

Além da viúva e dos três filhos (sendo dois militares da PM - um, major pós-graduado, outro, soldado, cursando Direito), um grande número de amigos militares e civis foram ao cemitério dar o último adeus a Mulato. O quarto filho de Mulato não pôde comparecer porque está morando em Portugal e não conseguiu chegar a tempo. Despediram-se, ainda, do falecido um grande número de militares da PM, e oficiais, sargentos e praças do Exército. Estiveram presentes três oficiais-generais, destacando-se o general-de-exército Maynard Marques de Santa Rosa, Chefe do Departamento-Geral do Pessoal. Para quem já esqueceu, lembro que o general Santa Rosa foi covardemente substituído na Secretaria de Estratégia, do Ministério da Defesa, em ato vil de Tarso Genro, por não apoiar o envio de tropas do Exército para expulsar os não-índios da Raposa Serra do Sol. Ou seja, Santa Rosa negou-se a fazer o papel de capitão-do-mato, para caçar brasileiros como eram caçados os antigos escravos fugitivos.

Também esteve presente o coronel Aluísio Madruga de Moura e Souza, que participou da Guerrilha do Araguaia, na fase de Inteligência, anterior aos combates. Madruga é autor de dois livros sobre o episódio: Guerrilha do Araguaia - Revanchismo e Documentário: Desfazendo mitos da luta armada. Como foi dito em postagem anterior, Mulato foi também um herói dessa Guerrilha, recebendo a Medalha do Pacificador com Palma, e muitas vezes comentou com os amigos que pretendia escrever um livro sobre o assunto, o que acabou não ocorrendo. É uma pena. Com sua privilegiada memória, ele certamente teria muito a dizer à sociedade sobre os combates nas selvas de Xambioá, principalmente por vivermos dias tenebrosos, em que as esquerdas espalham muitas mentiras sobre o episódio - que acabam se tornando verdades derradeiras -, denegrindo as ações dos militares do Exército e da Aeronáutica, que impediram que o interior do Brasil fosse tomado pelas "FARB" do PCdoB, uma co-irmã das FARC que infernizam a Colômbia até os dias atuais.

No caminho para o sepultamento, foram prestadas as homenagens de três Salvas Fúnebres, e a Guarda Fúnebre ficou na posição de "apresentar armas!" para a passagem do ataúde.

Na descida do corpo ao túmulo, um corneteiro executou o toque de silêncio.

Ao Sgt Mulato, nossa eterna saudade. A seus familiares e amigos, nossas sinceras condolências.

Que a terra lhe seja leve, Zé Mulato!

Félix Maier

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Armas em funeral - I

Amigos,

Faleceu no Hospital Daher, Lago Sul, Brasília, nesta madrugada (30/01), o Sgt José Mulato de Souza, herói da Guerrilha do Araguaia.

O corpo será levado a uma capela do Campo da Esperança por volta das 13 horas, para velório, e será sepultado à tardinha.

Missão cumprida, o soldado se despede definitivamente. Pena que Mulato não tenha publicado o prometido livro sobre as ações militares de que participou nas selvas do Araguaia. Quem sabe não tenha deixado alguns escritos com a família, para uma publicação póstuma?

Que Deus o acolha em sua infinita bondade.

Minhas sinceras condolências à família do Sgt Mulato.

Félix Maier

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Dilma 2010: Lula amplia alcance do Bolsa Esmola


Quinta-Feira, 29 de Janeiro de 2009

Governo amplia universo de beneficiários do Bolsa-Família

Renda per capita para inclusão no programa passa de R$ 120 para R$ 137

Lisandra Paraguassú

O governo federal decidiu ontem aumentar o limite de renda das famílias que podem ser beneficiadas pelo programa Bolsa-Família. A partir de agora, para ser atendidas, as famílias precisam ter uma renda per capita máxima de R$ 137 mensais. Atualmente, essa renda é de R$ 120. No total, isso significa a inclusão de mais 1,8 milhão de famílias no programa. O Bolsa-Família foi recentemente atacado pelo ministro de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, provocando tensão na Esplanada.

O aumento do limite foi anunciado um dia depois de o governo bloquear cerca de R$ 37 bilhões do Orçamento de 2009, por causa da expectativa de queda na arrecadação. Com base em estudos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o governo concluiu que seria necessário ampliar o número de famílias atendidas para minorar os efeitos da crise econômica entre os mais pobres.

Atualmente, o programa atende 11,1 milhões de famílias. A previsão é de que, com o reajuste do teto de renda, esse número chegue a 12,9 milhões.

O reajuste do teto significa que famílias hoje não consideradas pobres o suficiente poderão ingressar no programa. No caso de uma família de quatro pessoas, por exemplo, o valor da renda mensal necessário para justificar a inclusão no cadastro será de R$ 548. O teto para que uma pessoa seja considerada extremamente pobre também muda, passando R$ 60 para R$ 68,5 - ou seja, renda de R$ 274 mensais para quatro pessoas.

Considerado o valor médio pago por família hoje, de R$ 85, o orçamento do programa poderá crescer em até R$ 1,8 bilhão por ano. No entanto, a maior probabilidade é de que essas novas famílias não sejam todas enquadradas como extremamente pobres, o que pode reduzir esse valor. Este ano, o orçamento do programa, de R$ 12 bilhões, já é 10% maior do que em 2008.

O Bolsa-Família paga para as famílias extremamente pobres um benefício fixo de R$ 62. Além disso, são pagos outros R$ 20 por criança entre 0 e 15 anos, em um limite de três por família, e mais R$ 30 por jovem de 16 e 17 anos, em um máximo de dois. Os valores dos benefícios, já reajustados em junho do ano passado, não serão aumentados agora.

Fonte: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090129/not_imp314671,0.php

Itália quer que STF e não Tarso dê palavra final

Quinta-Feira, 29 de Janeiro de 2009

Itália quer que STF e não Tarso dê palavra final

Sem solução política, governo italiano afirma que vai buscar ?todas as opções? jurídicas para extraditar Battisti

Andrei Netto

O governo da Itália deu sinais de que não acredita mais em solução política para a crise com o Brasil por conta do refúgio concedido ao extremista Cesare Battisti. Mas indicou que empreenderá todo esforço possível, no âmbito do Judiciário, para reverter a decisão do ministro da Justiça, Tarso Genro. Em nota oficial, o Ministério das Relações Exteriores italiano confirmou a ordem para que o advogado que representa o governo do país "percorra todas as opções do ordenamento jurídico do Brasil que possam conduzir ao objetivo de obter a extradição de Battisti".

Entenda a polêmica do caso Cesare Battisti

Ontem, o embaixador da Itália no Brasil, Michele Valensise, reuniu-se pela primeira vez com o ministro das Relações Exteriores, Franco Frattini, para prestar esclarecimentos sobre as conversações diplomáticas bilaterais. Valensise foi chamado de volta ao país "para consultas" na terça-feira, em um sinal claro da turbulência nas relações entre os dois países.

Em Roma, ontem, o embaixador se encontrou no Palácio da Farnesina com a cúpula do Ministério das Relações Exteriores para esclarecer as chances de reversão da decisão de Tarso, que recusou o pedido de extradição de Battisti. Ao término da reunião, Frattini não falou à imprensa.

Mais cedo, em entrevista a uma emissora de rádio italiana, Frattini reforçara a intenção de lutar pela extradição. "O Brasil é um país amigo da Itália e continuará sendo, mas sua atitude neste caso não é aceitável. Iremos até o fim para defender os interesses do governo italiano."

Frattini voltou a descartar, contudo, a possibilidade de que a Itália bloqueie a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na reunião do G8 - o grupo que reúne os sete países mais ricos, mais a Rússia, marcada para julho. A única forma de "boicote" seria o eventual cancelamento de uma visita que o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, faria a São Paulo e Brasília no primeiro semestre. A informação foi divulgada pelo jornal Corriere della Sera, mas não foi confirmada pelo Ministério das Relações Exteriores italiano.

Um dos motivos pelos quais o governo italiano pretende centrar esforços no Supremo Tribunal Federal foi a manifestação taxativa do porta-voz do Palácio do Planalto, Marcelo Baumbach. "O presidente considera que este assunto está encerrado no âmbito do Executivo", disse Baumbach.

A declaração repercutiu na Europa. "A posição do Brasil é inaceitável. É absurdo conceder o status de refugiado a um homem que assassinou um joalheiro e outras três pessoas", argumentou o chefe da oposição, o ex-prefeito de Roma Walter Veltroni. O presidente da Corte Constitucional da Itália, Giovanni Maria Flick, também se pronunciou. "É desconcertante que a Itália possa ser considerada um país onde haja perseguições políticas", protestou. "Não sei se algumas decisões políticas sobre extradições são fruto da falta de conhecimento da Constituição italiana ou puramente escolhas políticas."

Fonte: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090129/not_imp314665,0.php

Humor: Estátua da Liberdade brasileira

Obama nas alturas!


Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2009

OBAMA NAS ALTURAS!

By R.Simonsen

É tempo de festejar a chegada do messias. Com as mãos para o alto, os fervorosos fiéis clamam pela sabedoria do guru que, a plenos pulmões, derrama sobre suas cabeças o mantra pelo qual ficou conhecido: "Eu apenas peço que acreditem." A multidão ovaciona sua divindade pagã, comemora exultante, entra em catarse. Lágrimas de redenção escorrem pelas faces maravilhadas. Gritos de aleluia ressoam pelos quatro cantos. Falta somente a faixa com a inscrição: Santo Subito!

Enfeitiçado pela oratória celestial, o povo eleito tratou logo de estabelecer o marco histórico, antes mesmo da própria consumação pelo voto. O mundo não é mais o mesmo, certo? Esqueçamos a época de guerra, fome, crise e desunião. Isso tudo é passado. Nesta nova era, a História só pode ser dividida entre antes de Obama (a.O.) e depois de Obama (d.O.).
De uma hora pra outra, o planeta foi transformado numa imensa Jerusalém e eu sou um soldado romano tentando açoitar o salvador da humanidade.

Deuses fajutos sempre existiram. Aos montes. O que mais me intriga é o fato de que pessoas que costumam andar sobre as duas pernas, utilizar com certa regularidade seu polegar opositor e até comer direitinho de garfo e faca puderam cair como mansos cordeiros neste conto da carochinha de proporções apocalípticas. Se houve um acontecimento verdadeiramente marcante, caros leitores, foi este. Sinal da vulgaridade contemporânea, acompanhado da promessa de mudança que soa como o "amanhecer mais noite que a noite" de Drummond.

Repare como a quase totalidade dos cérebros que deveriam estar em funcionamento foi subitamente acometida por uma violenta narcolepsia mental, esquecendo-se das tarefas de investigação mais elementares e acatando irrefletidamente qualquer bobajada desferida pelo candidato mais nebuloso que já disputou uma eleição para a presidência norte-americana, sem ao menos pedir suas credenciais. É, para dizer pouco, esquisitíssimo. Mas uma figura como Obama traz ao menos um ponto positivo: afasta para longe qualquer manifestação de preguiça intelectual que os espíritos atentos possam ter para com a política atual e faz com que estes ponham a mão na massa.

Você, meu eventual leitor, foi lesado. Saiba disso. Comprometidos com os ideais liberais até o pescoço, jornalistas e intelectuais, que tinham a obrigação moral de escarafunchar cada ponto da trajetória do aspirante a ser supremo, eximiram-se de suas tarefas e furtaram do grande público uma série de informações absolutamente imprescindíveis (e eu repito: imprescindíveis) para a compreensão correta do presente estado de coisas. A rigor, não temos nenhuma garantia de que um candidato é o que diz ser. Sem uma análise profunda de sua imagem publicitária, de seu programa de governo em relação à situação objetiva, das correntes de pensamento que se refletem neste plano, e dos grupos políticos, econômicos e culturais que o apóiam, não há a mínima possibilidade de estabelecer qualquer grau de confiabilidade entre o candidato e seu eleitorado.

Obama mente tanto, mas tanto, que fico como um mosquito numa praia de nudismo: não sei por onde começar. Me diga uma coisa: você sabia que ele atuou vivamente na campanha do ditador queniano Raila Odinga, o mesmo que exterminou centenas de cristãos, queimando-os vivos? Você tem conhecimento de que o sujeito que pagou os estudos de Obama em Harvard atende pelo nome de Donald Warden, é mentor do grupo terrorista Panteras Negras e autor de um livro que diz que o governo americano planeja assassinar todos os negros? Sabia que Barack foi membro de um partido socialista? E de suas relações com o agitador islâmico Louis Farrakhan, inimigo confesso dos EUA, você já ouviu falar? E das com o notório terrorista William Ayers, verdadeiro autor do seu livro de memórias? Quem aqui já ouviu falar sobre seu consumo de maconha e cocaína? Você sabe se ele é mesmo muçulmano, como seus parentes dizem que é?

Fonte: http://anatollipovistliet.blogspot.com/

Os 10 alimentos que combatem o envelhecimento precoce

Autoria desconhecida

Conheça os 10 alimentos que ajudam a combater o envelhecimento precoce:

· 1. Maçã
· 2. Aveia
· 3. Alho
· 4. Soja
· 5. Azeite de oliva extra
· 6. Tomate
· 7. Castanha-do-pará
· 8. Iogurte
· 9. Semente de linhaça
· 10. Uva

1. MAÇÃ

Estudos científicos têm demonstrado que o consumo regular de maçãs ajuda a retardar o envelhecimento pele, protegendo-a dos raios solares. A fruta é em fibras e vitamina c, reduz risco de câncer e torna o sistema imunológico mais jovem, pois possui flavonóides e polifenóis. Uma pesquisa da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, garante que, para prevenir o câncer, uma maçã pequena e com casca tem o mesmo poder de arrasar os temidos radicais livres que 30 copos de suco de laranja (63 calorias em cem gramas).

A maçã é excelente para prevenir e manter a taxa de colesterol em níveis aceitáveis. Esse efeito é devido ao alto teor de pectina, encontrada na casca. Também tem um efeito acentuado para emagrecimento, pois a pectina dificulta a absorção das gorduras, da glicose e elimina o colesterol. O alto teor de potássio contido na polpa da maçã faz eliminar o sódio excedente, eliminando o excesso de água retida no corpo.

2. AVEIA

De todos os cereais, a aveia é uma das mais ricas em fibras. Ela ajuda a diminuir o colesterol ruim, o LDL. A quantidade recomendada: 40 gramas por dia de farelo ou 60 gramas da farinha.

A aveia previne doenças cardiovasculares por seus efeitos sobre o colesterol, a arteriosclerose, o envelhecimento dos tecidos, a hipertensão arterial e por seus efeitos como antiinflamatório. Para os dentes, combate as cáries. Melhora a concentração e o esgotamento mental. É útil em enxaquecas, insônia, hiperatividade e ansiedade.

Indicada para controle de diabetes, como estabilizadora do nível de açúcar no sangue, porque estimula a atividade do pâncreas, e também como fonte de energia para assimilação lenta e de fibras.

3. ALHO

Um estudo realizado na Alemanha, chegou à conclusão de que 1 grama de alho consumido por dia reduz em 80% o volume na placa de aterosclerose nas artérias.

Pesquisas recentes mostram que alguns de seus componentes, como a alicina (substância responsável pelo sabor e odor), inibem uma bactéria que causa a úlcera e que tem sido apontada como precursora do câncer gástrico.

Reduz a pressão arterial e protege o coração ao diminuir a taxa de colesterol ruim e aumentar os níveis do colesterol bom, o HDL. Pesquisas indicam que pode ajudar na prevenção de tumores malignos. Quantidade recomendada: um dente por dia (para diminuir o colesterol e a pressão arterial).

Rico em componentes que ativam o sistema imunológico e combatem vírus, bactérias e fungos que causam infecções, o alho pode agir como coadjuvante no tratamento de resfriados, gripes e aftas, por exemplo. Além disso, graças aos compostos fitoquímicos (alicina e ajoeno), o alimento ajuda a baixar os níveis de açúcar no sangue e tem ação antioxidante importante no controle do câncer.

4. SOJA

A soja é reconhecidamente o alimento que tem maior teor protéico.

Ajuda a reduzir o risco de doenças cardiovasculares, segundo a FDA. Seu consumo regular pode diminuir os níveis de colesterol ruim em mais de 10%. Há indicações de que também ajuda a amenizar os incômodos da menopausa e a prevenir o câncer de mama e de cólon

Quantidade recomendada: 150 gramas de grão de soja por dia, o equivalente a uma xícara de chá (para reduzir o colesterol).

As substancias presentes na soja atuam devido ao fato de que a leguminosa é rica em isoflavonas. É um fitoestrôgenio, pois imita o estrógeno (hormônio sexual feminino). Quando elas entram no organismo da mulher na menopausa, são capturadas pela mesma proteína que carrega o hormônio estrógeno. Essa proteína leva as isoflavonas até o receptor do estrógeno, onde elas irão atuar como o hormônio, fazendo o papel dele no corpo da mulher. Consumida três vezes por semana a partir dos 25 anos, ajuda as mulheres a manterem os níveis de hormônios regulares depois da menopausa.

5. AZEITE DE OLIVA

Evitar todos os óleos vegetais parcialmente hidrogenados reduzirá sua idade verdadeira em 2,7 anos.

Azeites com baixa acidez (de até 0,8%) são chamados de extra virgem e são os de maior qualidade. Para ter essa característica, não podem passar por processos térmicos ou químicos. Sua extração é feita a frio, a temperaturas inferiores a 27ºC, de maneira a conservar melhor aroma e sabor.

Ajuda a prevenir a arteriosclerose e seus riscos; melhora o funcionamento do estômago e do pâncreas; digere-se com maior facilidade do que qualquer outra gordura comestível, não tem colesterol e proporciona a mesma caloria dos outros óleos; acelera as funções metabólicas.

Azeite extra virgem tem muitos antioxidantes anticancerígenos: ômega 3 e esqualeno (que é um composto que previne câncer de cólon).

Extra virgem significa que o nível de acidez é menor que 1%, vindo da primeira prensagem das azeitonas, que foram processadas a frio (processo que preserva os nutrientes e mantém o sabor). Quanto mais escuro, mais o sabor é acentuado.

Auxilia na redução do LDL. Sua ingestão no lugar de margarina ou manteiga pode reduzir em até 40% o risco de doenças do coração e aumenta o HDL.

Quantidade recomendada: 15 mililitros por dia ou uma colher (de sopa rasa). Cada grama de azeite tem 9 calorias. 1 colher de sopa tem 125 calorias.

6. TOMATE

Devemos comer o ano inteiro. Diminui 40% de câncer de esôfago se você comer apenas um tomate por semana. Um tomate cru de tamanho médio contém somente 25 calorias.

Tem licopeno, retarda envelhecimento das células da próstata. O cozimento do tomate facilita a absorção do licopeno pelo corpo, portanto o molho de tomate cozido é melhor do que o tomate cru. Coloque azeite de oliva no tomate, para absorver melhor o licopeno. Se for beber suco de tomate coma alguma nozes antes (gordura), pois facilita a absorção do licopeno.

10 colheres de molho de tomate ingeridas semanalmente podem reduzir em 50% o risco de ocorrência de 11 tipos de câncer. Além de ser uma boa fonte de vitamina C, o tomate é ideal para quem quer perder peso, pois contém poucas calorias. 0 tomate funciona como antitóxico e laxante e ajuda o organismo a combater infecções. Além disso, é um excelente depurador do sangue. Também é rico em sais minerais, tais como: potássio, sódio, fósforo, cálcio, magnésio e ferro.

Nunca compre tomates com manchas escuras, partes podres ou emboloradas. Nem compre os verdes, que amadurecem fora do pé, pois eles têm menos vitaminas que os maduros. Escolha sempre os bem vermelhos, firmes e com a casca lisa. Auxilia na prevenção do câncer de próstata. Quantidade recomendada: uma colher e meia (sopa) de molho de tomate por dia.

7. CASTANHA-DO-PARÁ

Auxilia na prevenção de problemas cardíacos. Também ganhou o selo de redutora de doenças cardiovasculares da FDA. Ao ingerir cinco ou seis nozes antes da refeição, você se sente saciado mais rápido e por mais tempo. As mulheres ficarão 3,4 anos mais jovens e os homens, 4,4 anos.

Ela é fonte de vitamina E selênio, que colaboram para frear a produção de radicais livres, desacelerar o envelhecimento e reduzir o risco de doenças do coração. O mineral, ingerido em doses recomendadas (entre 55 e 70 gramas por dia), previne câncer, atua no equilíbrio do hormônio da glândula tireóide, fortalece a imunidade, reduz a toxidade de metais pesados e age no combate aos radicais livres.

Apenas uma noz é suficiente para suprir as necessidades diárias de Selênio no organismo humano.

A castanha-do-pará, por exemplo, já ficou famosa por seu alto teor de selênio, mineral que atua no equilíbrio da tiróide (evitando oscilações de peso), previne tumores, fortalece o sistema imunológico e protege contra a ação dos radicais livres.

8. IOGURTE

O iogurte semi ou desnatado tem mais cálcio por porção do que qualquer outro laticínio. É também uma importante fonte de proteínas, zinco e vitaminas A e do complexo B.

O valor desse alimento está nos 6 milhões de bactérias probióticas (benéficas à saúde) por mililitro. Além de equilibrar a microflora intestinal, elas auxiliam no trabalho de absorção dos nutrientes, prevenindo infecções causadas por fungos, melhora a imunidade, aumenta a absorção de cálcio pelo organismo, controla o colesterol e reduz o risco de câncer. A sua ingestão é uma fonte de ajuda no crescimento das crianças. Mais ainda: o iogurte atenua as olheiras

Um copo de iogurte por dia já traz todos esses benefícios desde que não tenha corantes, conservantes, espessantes nem adição de açúcar - tudo isso pode atrapalhar a sobrevivência das bactérias no organismo.

A quantidade de cálcio diária ideal para ser ingerida é de 1000 a 1200 mg ao dia após a menopausa. 1 copo de iogurte tem aproximadamente 300 mg de cálcio. Calorias 90.

9. SEMENTE DE LINHAÇA

Diversos estudos indicam que a linhaça é uma das principais fontes de ácidos graxos do tipo ômega 3. Trabalhos científicos já comprovaram que o óleo de linhaça tem 60% de ômega 3, enquanto o óleo de salmão tem metade, ou seja, 30%. Portanto é uma ótima opção para quem não gosta de peixe ou não pode ter acesso a ele e pretende obter a proteção daquele óleo que é fundamental à nossa saúde.

O ômega 3 é protetor contra as doenças cardiovasculares, pressão alta, trombose, desenvolvimento e crescimento das crianças, doenças auto-imunes, diminui o colesterol, ajuda a controlar o açúcar no sangue e inclusive melhora o ressecamento da lágrima. Pode também ativar o metabolismo, auxiliando a combater a obesidade. Aumenta a imunidade devido ao alto poder antioxidante; previne câncer de mama e próstata.

O alimento é extremamente rico em ácidos graxos ômega 3, baixa o colesterol ruim e a taxa de triglicérides devendo ser consumidos de preferência diariamente, no café da manhã. Estudos recentes atribuem à linhaça propriedades que ajudam a controlar os hormônios. Ela amenizaria os efeitos da TPM e os fogachos da menopausa.

Para diminuir o colesterol ruim (LDL), sintomas de TPM e menopausa, consuma diariamente 1 colher (sopa) de semente de linhaça triturada sobre os alimentos.

A semente de linhaça ajuda na prevenção do câncer de mama por neutralizar a ação do estrógeno sobre essa glândula. A semente de linhaça protege e evita a formação de tumores, pois contém 27 componentes anticancerígenos um deles é a LIGNINA (fitoesteróides), substância que imita o estrógeno. Contém 100 vezes mais Lignina que os melhores grãos integrais. Nenhum outro vegetal conhecido até hoje tem esta quantidade de lignina. Estes benefícios estão relacionados ao fato da lignina ser a precursora dos hormônios enterodiol e enterolactona e estes exercerem atividade sobre o nível de estrogênio.

10. UVA

Tem muitas fibras e tem resveratrol, flavonóide da casca da uva, deixa sistema imunológico e mas artérias mais jovens, reduzindo câncer, derrame, perda da memória e doenças cardíacas. O resveratrol também vem sendo relacionado com a inibição da carcinogênese.

Com propriedades laxativas e diuréticas, as uvas estimulam as funções do fígado, deixando você bem-disposta e com a pele mais bonita. Tem mais: além de serem boa fonte de vitamina C, ferro e potássio, elas contêm pectina (fibra) e bioflavonóides, que evitam o envelhecimento precoce.

A uva vermelha ou preta, presente no suco, ajuda a aumentar o colesterol bom e evita o acúmulo de gordura nas artérias, prevenindo doenças do coração.

Tanto a casca quanto a semente da uva, utilizadas na fabricação do vinho, possuem substâncias antioxidantes, conhecidas como polifenóis, poderosos aliados no combate aos radicais livres.

Obs.: Texto circulando pela Web (F. Maier).

Mulher cacique invasora no Fórum Sexual Mundial


29/01/2009 - 01h01

Uma Cacique Valente

Por Rachel Añón, especial para a IPS/TerraViva

Alegre e agitada, a cacique Tanoné Kariri-Xocó, 50, vende seus artesanatos feitos com penas, sementes e capim-dourado em um stand do Fórum Social Mundial com um sorriso nos lábios. Sem parar um minuto, ela contou luta que trava para proteger sua aldeia nos arredores de Brasília, onde vive desde 1986 com mais 30 pessoas de três etnias Tuxa, Folio e Cariri. O alvo é governo do Distrito Federal que quer retirá-los da área. É neste momento que ela muda o tom de voz e mostra toda sua braveza e coragem para “matar e morrer” se for necessário para ficar no seu chão.

Qual o motivo da sua vinda ao FSM?

Vim acompanhando um grupo que sabe que minha luta na capital do Brasil. Quero falar com as autoridades para resolver nosso caso.

O que você espera daqui?

Fiquei curiosa porque se é um fórum mundial com certeza vão conhecer nossa história e quero saber onde estão os Direitos Humanos para nos proteger. Se eu sou gente, então sou humana e eu exijo meus direitos.

Quais é o problema da aldeia?

Eu estou protegendo área verde, reflorestando com nossas raízes, com as plantas tradicionais da nossa tribo e ele (O governador do Distrito Federal) está querendo destruir para construir uma cidade digital, dizendo que vão manter uma área verde. Tudo isso é mentira.

O que te deixa triste?

É saber que um órgão tão respeitado como o Ibama deve estar sendo comprado por muito dinheiro, porque por pouco só prostituta. Do meu conhecimento, ele foi criado para proteger a natureza e o cerrado que é rico de remédios.

Como se tornou cacique?

Porque no meio de tantos homens que havia lá nenhum tinha coragem de jogar o problema na Justiça. Brigavam um com os outros, mas nada de fazer um documento e levar para ser julgado, como a Raposa Serra do Sol. E eu estou disposta a ir até o Supremo Federal, pois não aceito José Arruda e Paulo Otavio me chamar de invasora de terra pública. Eu sou criadora dos meus filhos e cuido dos meus netos.

E os processos?

Temos seis impugnações na Justiça pra que o Ibama não soltasse a licença para ser vendido o território. Nós não vamos sair de lá, nem que o sangue dê no meio da canela. Se tiver que matar ou morrer, eu estou disposta a matar a morrer, mas não saio de lá.

Do que vive sua aldeia?

Vivemos da roça, das frutas. Fazemos nossos artesanatos com as sementes que plantamos e saímos pelas feiras pelo mundo. Este é o nosso emprego e o nosso salário está nossa mão. Onde vou carrego comigo.


Crédito da imagem: Rachel Añón

(Envolverde/IPS/TerraViva)

© Copyright Envolverde - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita Envolverde.

Fonte: http://envolverde.ig.com.br/?materia=55926

Obs.: O FSM, que ocorre em Belém, PA, está sendo chamado de "Fórum Sexual Mundial", devido ao fato de o governo petista ter disponibilizado 600.000 camisinhas para a companheirada farrear. A "aldeia nos arredores de Brasília" a que se refere o articulista cara-de-pau acima fica, na verdade, no Setor Noroeste de Brasília, colado ao Plano Piloto, local nobre e extremamente valioso. Nessa localidade, o governo do DF pretende construir um novo bairro, projeto que está sendo atrasado devido à reivindicação dos índios, que corre na Justiça. Há cerca de 30 anos, indígenas invadiram a área e hoje mentem, dizendo que não podem sair porque lá estão enterrados os seus "ancestrais de tempos imemoriais". Essa safadeza, como sempre ocorre com casos semelhantes, tem o apoio integral da Funai. Os cerca de 30 indígenas da área aceitam sair em paz se o governo pagar uma indenização de R$ 70.000.000,00! Deixando pra trás os ossos dos antepassados que nunca existiram... (F. Maier).

Brasilistão: Assembleismo sem fim


29/01/2009 - 01h01

Fórum Social discute modelos de segurança

Por Mariana Desidério, do Pnud

O Fórum Social Mundial de Belém abriga nesta quinta-feira (29/01) um encontro preparativo para a realização da 1ª CONSEG (Conferência Nacional de Segurança Pública - http://www.conseg.gov.br/) do Brasil. A conferência nacional vai reunir em Brasília, de 27 a 31 de agosto de 2009, diversos setores da sociedade a fim de decidir diretrizes para a política de segurança pública no país.O evento do fórum faz parte das conferências locais que Estados, municípios e a sociedade devem organizar para elaborar propostas a serem levadas à CONSEG. Nessas conferências locais também podem ser eleitos representantes para participar da deliberação na Conferência Nacional.

Leia mais em http://envolverde.ig.com.br/?materia=55924


Obs.: O que o governo petista mais sabe fazer é organizar conferências por todo o País, de modo que a companheirada possa participar da festança com o dinheiro público. Quantos planos nacionais de segurança pública Lula já não nos apresentou? E deu no quê? Alguém ainda se lembra do Pronasci, de meados do ano de 2007? O tal Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania? (F. Maier)

Nova Ortografia: A frase da semana...


"JAMAIS TREMA EM CIMA DA LINGUIÇA".

ANVFEB: Nota do CComSEx

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS VETERANOS DA FORÇA EXPEDICIONÁRIA BRASILEIRA (ANVFEB)

Em razão de recentes matérias divulgadas por órgãos de imprensa e de mensagens veiculadas na rede mundial de computadores a respeito da situação da Associação Nacional dos Veteranos da Força Expedicionária Brasileira (ANVFEB), o Centro de Comunicação Social do Exército informa que, fruto de entendimentos entre a Diretoria da Associação e o Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx), ex DEP, foram adotadas as seguintes medidas de apoio:

a. Por parte do DECEx (ex-DEP)

Criação de uma segunda sede da ANVFEB no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL) para onde será transferido o acervo histórico.

b. Por parte da ANVFEB

Aguardar a aprovação, do Ministério da Justiça, de pequenas alterações em seu Estatuto, transformando-a em uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), de acordo com a Lei 9.790, de 1999, o que permitirá o apoio financeiro por órgãos públicos.

O MMCL, localizado na Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, dispõe de um espaço para exposição e apoio técnico de museólogos e restauradores.

Conta também com uma sala à disposição dos integrantes da ANVFEB, onde poderão receber visitantes e acompanhar as comitivas em visita. O Museu incorporará a designação de “Casa da FEB”, dada à atual sede da ANVFEB, na Rua das Marrecas, no centro do Rio de Janeiro.
As obras no MMCL, com recursos oriundos do Ministério da Defesa, estão em andamento.
Com a mudança do acervo para o MMCL, a sede da ANVFEB, na Rua das Marrecas, continuará disponível para abrigar a Diretoria e destinar o restante do espaço liberado para locação, gerando recursos próprios.

Gen Div ADHEMAR DA COSTA MACHADO FILHO

Chefe do CCOMSEX

Nova geração de armamentos

A grilagem internacional feita em nome dos índios


A “GRILAGEM” INTERNACIONAL FEITA EM NOME DOS ÍNDIOS

Publicado por Thiago Silvestre
em 3 de março, 2008

Nilder Costa, editor de um portal na internet sobre desenvolvimento, integração e infra-estrutura, o "Alerta em Rede".

Para Nilder Costa, na Amazônia, os territórios não são conquistados no sentido militar clássico, mas pela neutralização de seu desenvolvimento socioeconômico e de seu povoamento, para, em uma fase posterior, serem eventualmente declarados como territórios sem "soberania efetiva".

Foi o que aconteceu com a região do Pirara, a leste do estado de Roraima. Hoje, a área compõe o sul da Guiana, mas foi parte do território brasileiro até o início do século XX. A "Questão do Pirara" surgiu ainda no século XIX, quando a Inglaterra fomentou uma disputa fronteiriça com o Brasil, alegando que os índios que viviam na região reclamavam a proteção inglesa. O Brasil cedeu, e retirou do Pirara suas representações civis e o destacamento militar, reconhecendo provisoriamente a neutralidade do território indígena.

Em 1842, no entanto, a Inglaterra colocou marcos fronteiriços na região, usurpando terras brasileiras para sua colônia, a Guiana. Finalmente, em 1904, o governo brasileiro aceitou o laudo arbitral da Itália, cujo parecer foi favorável à Inglaterra. O resultado da "grilagem" praticada sob o pretexto da proteção aos índios foi a perda de 19.630 km² do território nacional.

Hoje, algo semelhante vem acontecendo com a área da Raposa-Serra do Sol, em Roraima. Em 2005, sob pressão de Ongs indigenistas patrocinadas com dinheiro internacional, o então ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, assinou uma portaria autorizando e o presidente Lula decretou a retirada de toda a população não-índia desta região da extremidade norte de Roraima.

Diante da resistência do governo estadual e dos agricultores da Raposa-Serra do Sol, que são contra a retirada, a Ong CIR (Conselho Indigenista de Roraima) encaminhou à ONU na primeira quinzena de janeiro deste ano um documento pedindo que "sejam adotadas medidas específicas para proteger a integridade das comunidades indígenas da Raposa-Serra do Sol e o seu direito à terra".

Para quem conhece a história e o desfecho da "Questão do Pirara", como Nilder Costa, a legitimidade aparente destas reivindicações pode não acabar bem.

- Penso que, do ponto de vista geopolítico e histórico, a enorme pressão de fora para a criação da reserva indígena Raposa-Serra do Sol pode ser considerada uma espécie de continuação do caso Pirara, por conter os mesmos ingredientes e motivações. Instalada de fato a reserva, não tenho dúvidas que o processo passaria para a fase seguinte, que seria a obtenção da plena "autonomia" indígena sobre o território e sobre o sub-solo da reserva.

Desinformação para despovoar

Para o historiador Said Barbosa Dib, a visão anti-civilizatória que permeia os discursos indigenistas é um claro instrumento ideológico que procura passar a idéia de que se deve despovoar a Amazônia. Segundo Said, este interesse pela Amazônia ficou evidente e ampliou as ameaças à soberania nacional depois do Projeto Radam, que foi um processo de documentação do relevo brasileiro feito na década de 1970 com base em imagens de radar.

- Este interesse tornou-se agressivo com o advento dos satélites, que constataram as potencialidades da região, que hoje é considerada a última e mais rica fronteira econômica do planeta. Logo, a Amazônia virou assunto na imprensa internacional. Nos últimos anos a região está no noticiário dos jornais e televisões do mundo inteiro. Há muito, um noticiário falso e mal intencionado vem projetando no mundo uma imagem distorcida e irreal da Amazônia, onde viveriam homens que destroem a natureza, matam índios e ofendem o ecossistema da maior reserva biótica do mundo.

A esta campanha de desinformação, diz Said, juntam-se entidades brasileiras quase sempre formadas com isenção fiscal concedida pelo governo e financiadas com dinheiro estrangeiro para falarem mal do Brasil.

- Uma campanha espúria cujo objetivo principal é claramente evitar o povoamento efetivo da Amazônia por brasileiros, deixando a região vazia, sem o incômodo de futuras resistências da sociedade civil brasileira às investidas estrangeiras.

As fragilidades estão por toda parte. Nas duas universidades públicas de Roraima, um estado com problemas fronteiriços tão flamejantes, ainda não existe nenhum grupo de pesquisa especificamente voltado para o estudo desta questão.

Quem tem contato um pouco mais profundo com Roraima relata que lá, muitas vezes, ainda se fala, de brincadeira, que "o Brasil" é mais desenvolvido do que lá. Mas a bandeira do estado não deixa dúvidas: o verde representando a mata; o amarelo, a riqueza mineral; o branco, a paz; o azul, o céu de Roraima. Qualquer semelhança não é mera coincidência. A diferença fica por conta de uma linha vermelha que atravessa a parte de baixo da bandeira. Representa a linha do Equador, que corta o sul do estado. A linha imaginária está ali demarcando o Brasil do hemisfério norte, mas Brasil.

Fonte: http://www.revistameioambiente.com.br/2008/03/03/a-grilagem-internacional-feita-em-nome-dos-indios/

Índios pedem veto a controle sobre ingresso nas reservas


Folha de S. Paulo

São Paulo, terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Índios pedem veto a controle sobre ingresso nas reservas

Decreto exige que as ONGs submetam seus projetos ao Ministério da Justiça

Indigenistas dizem que não participaram do preparo do texto; Tuma Jr. afirma que o debate incluiu a Funai e que a região precisa de "porteiro"

FERNANDA ODILLA
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Índios e missionários pedem o arquivamento do decreto que restringe a entrada e o trabalho em terras indígenas. Prometem protestar contra as novas regras do Ministério da Justiça e denunciar que foram excluídos da discussão do texto durante o Fórum Social Mundial, que começa hoje em Belém (PA).

Encaminhado no início de dezembro à Casa Civil, o decreto obriga ONGs, religiosos, pesquisadores, ambientalistas e educadores a submeterem seus projetos em área indígena à análise prévia do Ministério da Justiça. O texto ficou 45 dias à espera da assinatura do presidente Lula. Há duas semanas, voltou para a equipe do ministro Tarso Genro, que não pretende alterar o documento.

A pressão de índios e indigenistas, porém, surtiu efeito. A Casa Civil devolveu o decreto ao Ministério da Justiça e diz que haverá uma consulta pública para debater as regras.

Pelo decreto, para entrar ou trabalhar em território indígena será preciso explicar o objetivo do projeto, seus custos e financiadores e apresentar estudo de impacto sociocultural. Se a reserva estiver na faixa de fronteira ou na Amazônia Legal, será preciso autorização do Ministério da Defesa e do Conselho de Defesa Nacional.

"Queremos colocar porteiro, porque porta a Amazônia já tem", diz o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Jr., um dos responsáveis pelo decreto, que pretende controlar a atuação de ONGs e de estrangeiros em áreas indígenas: as ONGs precisam se cadastrar no Ministério da Justiça e o pesquisador estrangeiro necessita de visto específico de trabalho.

Os indigenistas criticam o decreto e alegam que sua discussão ignorou até mesmo a Comissão Nacional de Política Indigenista, que faz parte do Ministério da Justiça. "Só tivemos conhecimento do decreto mais de dez dias depois de ele ter sido encaminhado à Casa Civil. Foi preciso exigir uma cópia para ler o texto", diz Saulo Feitosa, secretário-adjunto do Conselho Indigenista Missionário e membro da CNPI.

"Nem na época da ditadura houve esse tipo de controle. Tutela é coisa do passado", diz Feitosa, convencido que o governo cedeu às pressões de militares e do agronegócio.

Outro lado

Tuma Jr. defende o texto: "A natureza do problema exige um decreto urgente. Mas se a Casa Civil entender que é necessário uma consulta pública, que se faça logo". Ele nega que índios e indigenistas não participaram do debate e diz que a Funai e a Associação Brasileira de ONGs participaram da confecção do decreto. A Funai diz, porém, que só cedeu técnicos à pasta.

"É uma questão de soberania. A desculpa para internacionalizar a Amazônia é dizer que não há controle. Quando propomos regras, reclamam que é ditadura", lamenta ele.

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc2701200911.htm

Produtos da China aterrorizam o mundo!

PRODUTOS DA CHINA aterrorizam o mundo!‏

REPASSANDO. É IMPORTANTE LER ATÉ O FIM ONDE SE ENCONTRAM REFERÊNCIAS DE CÓDIGOS DE BARRA DE PAÍSES.

Está sendo anunciado na mídia a punição com PENA DE MORTE para chineses envolvidos na falsificação de leite produzido na China.

Isto está ocorrendo também com outros alimentos produzidos naquele país.

Leia com atenção, a matéria abaixo (de origem portuguesa) e se previna, antes que seja tarde demais.


ALERTA sobre Produtos Chineses

1. O que é realmente o leite envenenado de que se ouve falar?

É o leite em pó, misturado com Melamina. A Melamina é um quí­mico industrial usado na produção de plásticos. Também é utilizada em materiais de decoração. "US resistant board". A Melamina é usada na produção industrial e não pode ser ingerida.

2. Porque é que adicionam Melamina no leite em pó?

O mais importante nutriente do leite é a proteí­na, e a Melamina tem a mesma proteí­na que contém Nitrogénio. Ao adicionar-se Melamina ao leite, reduz-se a quantidade de leite e este fica mais barato. Assim diminuem os custos de produção e aumentam o lucro. A foto abaixo mostra a Melamina que é semelhante ao leite. É inodora, pelo que não pode ser detectada.


3. Quando se descobriu a sua adição na alimentação?

Em 2007, nos Estados Unidos, cães e gatos começaram a morrer subitamente, e descobriram que a comida para animais fabricada na China continha Melamina. No iní­cio de 2008, na China, houve um aumento anormal de casos de crianças com pedras nos rins. Em Agosto de 2008, o leite em pó chinês Sanlu acusou Melamina. Em Setembro de 2008, o governo da Nova Zelândia solicitou à China que verificasse este problema. A 21 de Setembro de 2008, muitos produtos alimentares acusaram Melamina, em Taiwan.

4. O que acontece quando a Melamina é digerida?

A Melamina permanece nos rins, formando pedras que bloqueiam o seu funcionamento.
A dor instala-se, a pessoa não consegue urinar e os rins incham. Embora as pedras nos rins possam ser eliminadas cirurgicamente, a Melamina pode causar danos irreversí­veis nos rins. Pode levar à perda da função renal e implicar diálise diária ou levar à morte por uremia.


O que é a diálise?

É "uma "lavagem ao sangue". É filtragem de todo o sangue por uma máquina, voltando depois ao corpo. O processo de diálise demora quatro horas e é necessário fazê-la de 3 em 3 dias para o resto da vida. A imagem mostra um centro de diálise.

Outro centro de diálise

É necessário um orifí­cio no braço para inserir o catéter.


Porque é que é mais grave nos bebés?

Porque os rins são muito mais pequenos e os bebés bebem muito leite em pó.

Bebé fazendo diálise


Actualmente estão cerca de 13.000 crianças hospitalizadas na China.

Não interessa quanta Melamina é ingerida, o importante é que NÃO seja ingerida.

5. Quais os alimentos a evitar?

Lacticí­nios ou alimentos que contenham Melanina devem ser evitados. Lembre-se, alimentos com natas ou leite devem ser evitados.

Clique no quadro para aumentar as imagens

6. Que empresas estão a ser afectadas?

Abaixo as empresas afectadas com Melamina.

Clique no quadro para aumentar as imagens

7. O que fazer?

Evite os produtos acima durante seis meses, pelo menos. Se tem um snack bar, café ou restaurante, não venda lacticí­nios por enquanto. Se tem crianças, mude para leite materno ou encontre outros substitutos.

Finalmente, divulgue esta informação, para que as pessoas conheçam os riscos de envenenamento por Melamina no leite.

O mundo está apreensivo com os produtos fabricados no mercado negro chinês.

Como se diferenciam os produtos chineses dos feitos noutros países?

Os primeiros 3 dígitos do código de barras indicam o paí­s onde foram feitos.

Todos os códigos de barras que se iniciem por 690, 691, 692 até 695 são Made in China, e os que começam por 471 são Made in Taiwan.


Actualmente, os fabricantes chineses sabem que os consumidores estão a evitar os produtos "made in China", pelo que estão a esconder de onde vêm os produtos. Contudo, pode utilizar a referência dos códigos de barras.

Lembre-se, se os 3 primeiros dígitos são entre o 690 e o 695, o produto foi feito na China.

00 ~ 13 EUA e CANADÁ
30 ~ 37 FRANÇA
40 ~ 44 ALEMANHA
49 ~ JAPÃO
50 ~ REINO UNIDO
57 ~ DINAMARCA
64 ~ FINLÂNDIA
76 ~ SUIÇA E LIECHENSTEN
628 ~ ARÁBIA SAUDITA
629 ~ EMIRADOS ÁRABES UNIDOS
740 ~ 745 - AMÉRICA CENTRAL
Todos os códigos 480 são produtos feitos nas Filipinas.

Obs.: Texto e imagens recebidos de um amigo (F. Maier).

Sim! Nós também podemos!

CARTA DE JANEIRO

Sim! Nós também podemos!

Podemos transformar o Brasil em uma Federação de verdade e acabar com a roubalheira, bandalheira, desrespeito, pobreza, injustiças, desemprego, miséria, bandidagem, baixos salários, péssima educação e saúde, e tudo mais que nos coloca à margem do Primeiro Mundo, embora tenhamos riquezas maravilhosas, maiores do que no Primeiro Mundo, que aliás, está de olho por aqui...

O inimaginável e tido como impossível aconteceu nos Estados Unidos, um negro, desconhecido até dois anos atrás, sem nenhuma ligação com qualquer rico clã, e ainda com um nome muçulmano, chegou aclamado à Presidência daquela nação.

Se lá puderam, e porque não aqui? Podemos transformar o Brasil em uma federação de verdade, com autonomia tributária, legislativa, administrativa e judiciária dos estados e muita autonomia aos municípios - conheça o projeto federalista em www.federalista.org.br - e abrir os caminhos para que os problemas sejam resolvidos, pois a causa maior, que é o modelo centralizado de País que temos, será resolvida.

Cada estado, cada município e cada individuo terá a oportunidade de ir atrás de sua própria felicidade, resolver seus próprios problemas e ter seus próprios sucessos, de acordo com seu trabalho e mérito, sem mais as ingerências do Governo Federal na vida de todos. E sem mais as extorsões praticadas na sua renda todos os dias, do pacote de leite ao automóvel, enfim, tudo!

COMO FAZER ISSO NO BRASIL? COMO TRANSFORMAR? COMO ELIMINAR A CAUSA?

Temos que registrar o Partido Federalista no TSE e para isso são necessárias 500 mil assinaturas de apoio até julho de 2009. Assine o seu apoio e ajude a captar mais! As instruções estão em http://www.partidofederalista.org.br/assinaturasdeapoio/programa_multiplic.htm

Mas sem dinheiro? Nem pensar, não tem como! Nem com milagre... Veja a notícia abaixo, Obama, que representou o espírito das mudanças que o povo daquele pais desejava, recebeu a ajuda de mais de três milhões de pequenos doadores. Isso mesmo, três milhões! Será que o americano, que tantos brasileiros xingam e falam de sua frieza emocional é melhor do que nós? Depende sempre das atitudes. Se tivermos atitudes como eles tiveram – e não quero aqui adentrar a discussões sobre política, ideologia, etc, pois não vem ao caso neste tema que trata da atitude individual que se tornou em atitude social – conseguiremos mais do que apenas levar ao poder federalistas que se propuseram a formar uma nova frente política. Transformaremos – você e eu - o Brasil em uma Grande Nação! Não é pouco, concorda?

E, portanto, se você quer realmente mudar, tem que se mexer! Quando a sujeira invade a sua casa, o que você faz? Deixa quieto ou arregaça as mangas e vai limpá-la? O Brasil está cheio de sujeira, e o Brasil é a nossa casa. Podemos limpá-la! A lição das mudanças está clara. Sim, nós podemos, mas temos que agir objetivamente. Xingar apenas e ter inveja de outros países não adianta nada.

Então, não espere mais! Se você gostou das propostas, mesmo que não concorde com uma coisa ou outra – afinal não somos perfeitos e ninguém o é – e percebeu que a autonomia e a descentralização dos poderes – o foco central da proposta do Partido Federalista - é o caminho da eficiência e da redenção nacional ( e da sua, da nossa como povo), então haja, faça a sua parte. Colha algumas assinaturas e faça uma doação ou mais, contribua mensalmente ao Partido Federalista, simplesmente depositando qualquer quantia que você puder.

Banco HSBC – Agência 0125 – conta corrente nº 00116-95

CNPJ – 03782629000129 (necessário para transferências via DOC)

Publicaremos balancetes trimestrais demonstrando como os recursos estão sendo utilizados. As lideranças nacionais precisam viajar pelo País, precisam usar o telefone, tem custos com a sede em São Paulo, materiais promocionais dentre outros. Não recebemos verbas de governos, de sindicatos, de igrejas, de ONGs. Somos pessoas comuns que resolveram agir. Empenhamos nossas vidas nesse projeto, mas sem recursos, não será possível avançar, depois de 17 anos de maturação do Movimento Federalista que agora se transforma no Movimento Constitucional Federalista, com a criação do Partido Federalista.

Você faz parte da História do Brasil, a nova História de um Brasil do Século 21, mas resta saber de qual História você pretende participar, se, pela omissão, ver o atraso tomar conta do futuro, ou fazer um novo futuro, brilhante, abrindo as portas para a liberdade que todos terão para construir uma vida realmente melhor, com seus próprios méritos, resultando assim, na soma dos sucessos individuais de cada brasileiro, em uma próspera Nação. Você decide. Aproveite enquanto você pode fazer isso. Mesmo que decida nunca mais decidir.

Para os decidiriam agir: Chegou a hora! Vamos registrar o Partido Federalista este ano, até agosto! Juntos, nós podemos!

Vamos em frente!

Saudações Federalistas

Thomas Korontai

Presidente Nacional

Partido Federalista


***

Obama arrecadou US$ 500 milhões apenas pela internet, diz equipe

sexta-feira, 21 de novembro de 2008 - 20:40

Colaboração para a Folha Online

O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, arrecadou meio bilhão de dólares em doações pela internet durante os 21 meses de campanha, segundo reportagem do jornal "The Washington Post", publicada nesta quinta-feira.

Em entrevista exclusiva ao jornal, membros da Triple O, equipe de operações on-line de Obama, divulgaram o balanço final dos números da campanha.

Ao todo, 3 milhões de doadores fizeram 6,5 milhões de pessoas, que chegaram a US$ 500 milhões. Dos 6,5 milhões de depósitos feitos, a maioria teve valor de US$ 100 ou menos. A média foi de US$ 80 e a maioria dos colaboradores fez mais que uma doação.

"Você pode enxergar o dinheiro arrecadado pela internet da mesma forma que enxerga as multidões que foram aos comícios", afirmou Joe Rospars, 27, diretor do departamento de novas mídias de Obama ao "WP". "Nós constantemente ficávamos surpresos com o número de pessoas que apareceram para vê-lo". Segundo o diretor, as expectativas da equipe em relação à participação dos eleitores foram superadas.

Obama também arrecadou milhões de dólares através de doadores tradicionais, mas a maior parte dos US$ 600 milhões foram repassados via internet. No mês de setembro, em que o democrata registrou recorde de arrecadação, dos US$ 150 milhões doados, US$ 100 milhões foram repassados por internautas.

Chris Hughes, 24, uma das integrantes mais novas da Triple O, disse ao "WP" que a campanha foi uma lição. "Aprendemos que a internet tem um imenso potencial para mostrar a pessoas que nunca haviam se envolvido com política que este é um assunto que pode impactar nas suas vidas. A premissa fundamental era permitir que o processo político ficasse nas mãos das pessoas. Esse era o valor do início da campanha, e foi o valor do final da campanha e ele não vai desaparecer", afirmou.

Números

A lista de e-mails de Obama contém mais de 13 milhões de endereços. Ao longo da campanha, assessores enviaram mais de 7 mil mensagens diferentes, muitas delas remetidas a doadores específicos (pessoas que doaram menos de US$ 200, ou que repassaram valores superiores a US$ 1000), num total de mais de US$ 1 bilhão de mensagens.

Um milhão de pessoas assinaram para receber e-mails da campanha de Obama. Por mês, cerca de 20 mensagens eram enviadas para cada pessoa. Os programas eram divididos por Estado, regiões, CEP e escolas. Somente na comunidade on-line MyBarackObama.com , 2 milhões de perfis foram criados. Com a ajuda da internet, 200 mil eventos foram organizados, cerca de 400 mil textos foram postados em blogs e mais de 35 mil grupos voluntários foram criados.

Nas páginas de arrecadação do MyBarackObama.com, 70 mil pessoas repassaram cerca de US$ 30 milhões. Além de usar sua página de campanha, Obama tem 15 comunidades em outros sites, incluindo o BlackPlanet, MySpace e Facebook. Neste último, 3,2 milhões de pessoas aderiram à comunidade, um grupo chamado Estudantes por Barack Obama, criada em julho de 2007.


© 2008 Partido Federalista – permitida retransmissão, desde que mantidas as características originais ou créditos. http://www.federalista.org.br/

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

O máximo da hipocrisia e do deboche


Terça-feira, Janeiro 27, 2009

O MÁXIMO DA HIPOCRISIA E DO DEBOCHE

Aluizio Amorim
Depois do PT lançar aquela nota antissemita esculachando com Israel, Lula o chefão petralha, tem a cara-de-pau de visitar uma exposição em memória às vítimas do Holocausto. E com aquele sorriso de deboche que lhe é peculiar, coloca o Quipá na cabeça.Tudo isso depois que o partido do qual é dono desancar os judeus e comparar o revide defensivo de Israel contra o terror como a prática do Holocausto.

E o que causa mais espanto é esse insólito congraçamento com FHC e Serra. Fossem Lula e seus petralhas gente decente e limpa, que realmente respeitasse as instituições democráticas, nada contra.

Ocorre que o PT não é um partido político na acepção da palavra. É um bando que deseja apoderar-se do poder e não disputá-lo. Guardem estas palavras que escrevo agora. Deixem a campanha eleitoral presidencial começar e vocês verão do que os petralhas são capazes.

Quando eu afirmo que isto aqui é o lixo ocidental há quem considere exagero. Mas é. É um lixo e os políticos são hipócritas, mentirosos, safados e oportunistas.

Lula e a esquerda sebosa apóiam os terroristas e não merecem colocar os pés nessa exposição em memória das vítimas do Holocausto, cujos descendentes continuam sendo implacavelmente perseguidos, agora pela súcia esquerdopata da qual fazem parte Lula e a ex-terrorista Dilma Rousseff.

Lamento, leitores. Mas eu fico extremamente revoltado quando vejo tamanho deboche.

A foto é de Ricardo Stuckert e está no site G1.

Fonte: http://aluizioamorim.blogspot.com/2009/01/o-maximo-da-hipocrisia-e-do-deboche.html

Brasilistão: Quilombolas contra base de foguete em Alcântara


Folha de S. Paulo - 28/01/2009

Novo impasse atrapalha base de foguete

Comunidade quilombola impede pesquisadores de fazerem levantamento socioambiental em Alcântara, no Maranhão

Disputa territorial acabou, mas empresa não consegue realizar estudo de impacto, o que pode atrasar voo de foguete previsto para 2010

RAFAEL GARCIA
DA REPORTAGEM LOCAL

JOÃO CARLOS MAGALHÃES
DA AGÊNCIA FOLHA, EM BELÉM

Mesmo após a última disputa territorial entre quilombolas e o Programa Espacial brasileiro ter sido resolvida, a construção de uma nova base para lançar foguetes em Alcântara (MA) está gerando conflito. Segundo a ACS (Alcântara-Cyclone Space) -empresa binacional brasileira e ucraniana que vai se instalar no local- comunidades da região impedem a realização de um estudo de impacto ambiental e um levantamento socioeconômico da região.

O impasse, diz a empresa, atrasa o cronograma de seu primeiro lançamento, programado para 2010. Desde outubro do ano passado, a ACS abdicou áreas pleiteadas pelos quilombolas das comunidades de Mamuna e Baracatatiua, dando fim a uma disputa de seis anos.

Agora, a binacional ficará no Centro de Lançamento de Alcântara, da Aeronáutica, vizinho à área. Para começar suas construções, porém, a ACS precisa entregar ao Ibama um estudo de impacto com dados de vários pontos da região, o que requer a entrada de funcionários em território quilombola.

"Para fazer esse estudo, temos de pegar materiais além do nosso sítio, mas eles [quilombolas] não deixam", disse à Folha Gustavo Tourinho, assessor de imprensa da ACS. "E, para deitar um único tijolo lá, precisamos do estudo."

O que perturbou o aparente acordo atingido após a ACS abdicar áreas das comunidades é que, apesar de o Incra já ter dado início à demarcação das terras, a vitória quilombola é parcial. Segundo a antropóloga Maristela de Paula Andrade, da Universidade Federal do Maranhão, comunidades têm receio em deixar a ACS entrar na área, temendo perder mais terras.

"Esse recuo da empresa se deveu à resistência dos trabalhadores, porque os engenheiros simplesmente entraram com as máquinas dentro do povoado, começaram a fazer perfuração e derrubaram mata sem autorização", diz. "Existe uma história recente muito complicada, e essa empresa [ACS] tem um significado político. Houve várias tentativas de expropriar essas famílias, e eles estão resistindo há cinco ou seis presidentes da República."

Em agosto último, uma barricada chegou a ser feita, conta Benedito Carvalho, representante do Movimento dos Atingidos pela Base de Alcântara. Houve tensão, mas não conflito. "Agora, não há a possibilidade de sairmos de lá", diz. Carvalho está em Belém agora para o Fórum Social Mundial, que começou ontem e terá eventos sobre a causa quilombola.

Para Carvalho, o problema é que parte dos descendentes já foram expulsos das terras na década de 1980, à época da criação da base. E, segundo ele, o governo federal não cumpriu promessas como incentivo à agricultura familiar e assistência médica. "Se eles não cumpriram aquilo, porque a gente vai acreditar agora?"

Obama fala para o mundo islâmico


Jornal O Globo - 28/01/2009

Novo tom para o mundo islâmico

Em entrevista a canal árabe, Obama diz que EUA não são seus inimigos e estende a mão ao Irã

DUBAI

Para sua primeira entrevista desde que assumiu a Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama escolheu a emissora árabe Al Arabiya, enviando uma clara mensagem de mudança de tom em relação a seu antecessor. Ele afirmou que seu governo vai estender a mão em amizade ao mundo islâmico, mas que vai caçar organizações terroristas que assassinam civis. Numa linguagem conciliatória, Obama disse ainda que os americanos não são inimigos dos muçulmanos, que israelenses e palestinos deveriam retomar as negociações de paz e que está disposto a dialogar com o Irã se o país "afrouxar o pulso".

Na entrevista, gravada em Washington na segunda-feira e transmitida ontem, Obama procurou ressaltar que usaria a linguagem do respeito e que estava disposto a ouvir em vez de ditar regras.

- Tenho muçulmanos em minha família. Eu vivi em países muçulmanos - disse Obama ao correspondente Hisham Melhem. - Meu trabalho é comunicar ao mundo islâmico que os EUA não são seus inimigos.

A entrevista ocorreu no momento em que seu enviado para Oriente Médio, George Mitchell, chegava ao Egito, numa viagem de oito dias que inclui Israel, Cisjordânia, Jordânia, Arábia Saudita, França e Reino Unido. Obama disse que seu governo quer começar ouvindo palestinos e israelenses, mas que estes devem estar prontos a fazer escolhas difíceis. Ele defendeu um Estado palestino contínuo, mas não especificou datas. E apesar da diferença de tom em relação ao governo Bush, ressaltou que a segurança de Israel continua sendo uma prioridade.

- Acho que é possível ver um Estado palestino, não vou fixar datas, mas que seja contínuo, que permita liberdade de movimento, o comércio com outros países, a criação de negócios para que as pessoas tenham uma vida melhor - afirmou o presidente americano. - Disse (a Mitchell) para começar ouvindo, porque frequentemente os EUA começam ditando (regras).

Ele destacou que o conflito não pode ser discutido sem levar em conta "o que acontece com Síria ou Irã ou Líbano ou Afeganistão e Paquistão".

- É importante estarmos dispostos a conversar com o Irã, para expressar muito claramente onde estão nossas diferenças, mas também onde estão potenciais chances de progresso. Se países como Irã estão dispostos a afrouxar o pulso, eles encontrarão nossa mão estendida.

Na entrevista, Obama adotou um tom diferente de George W. Bush, que usava termos como islamofascismo e cruzadas, que causaram tensão entre muçulmanos.

- Meu trabalho é comunicar que os EUA têm interesse no bem-estar do mundo islâmico, que a linguagem que usamos deve ser a linguagem do respeito. A linguagem conta. Não podemos generalizar uma fé em consequência da violência feita em nome dela.

Ele afirmou que o país vai caçar os terroristas, mas que farão isso dentro da lei. E reafirmou a disposição de retirar as tropas americanas do Iraque e de fechar a prisão da base de Guantánamo, em Cuba.

- Nós às vezes cometemos erros. Não somos perfeitos. Mas, se olharem, os EUA não nasceram como uma potência colonial. No fim das contas, as pessoas me julgarão não por minhas palavras, mas por minhas ações e pelas ações de meu governo.

Hamas elogia 'declarações positivas' de Obama

Se o objetivo era adotar um tom conciliador, Obama parece ter tido relativo sucesso. Após acusá-lo de seguir as políticas do antecessor, o movimento palestino Hamas suavizou suas observações.

- Nos últimos dias tem havido várias declarações, algumas muito positivas, e houve a escolha de Mitchell. Acho que houve aspectos positivos que devemos frisar - ressaltou Ahmed Youssef, integrante do Hamas.

A escolha da Al Arabiya não parece ser ao acaso.

- Os EUA veem a Al Arabiya como um canal árabe amigável, enquanto consideram a Al Jazeera mais confrontadora - disse Lawrence Pintak, diretor do Centro de Treinamento de Jornalismo da Universidade Americana, no Cairo.

Já Hady Amr, diretor do Brookings Doha Center, centro de estudos no Qatar, descreveu a decisão de Obama de dar a primeira entrevista como presidente para uma emissora árabe como impressionante, uma tentativa de "reparar as relações com o mundo islâmico".

Embora árabes tenham fortes esperanças em Obama, alguns analistas dizem que falta dizer como pretende chegar a soluções para os palestinos e o Iraque.

- Temos que baixar nossas expectativas, de que ele tenha uma varinha de condão para resolver nossos problemas - disse o saudita Mustafa Alani.

Humor: Pausa para o cafezinho...

VERDADE, HONRA, VERGONHA

Maria Lucia Victor Barbosa (*)

28/01/2009

Nosso relativismo moral vem de longe. É obra cumulativa de séculos. A acachapante aprovação nacional de Lula da Silva, sem contar com sua eleição e reeleição, demonstra que já chegamos aos píncaros das conseqüências históricas com requintes de caos. E diante do que se passa na atualidade, lembremos de Gregório de Matos e Guerra (1636-1696) advogado e poeta, alcunhado Boca do Inferno ou Boca de Brasa. Em Epílogos, ele retrata a paisagem moral de Salvador, Bahia, nossa capital na época colonial. Mudando a palavra cidade para país, teremos a paisagem moral atual em alguns dos versos do poeta:

“Que falta neste pais? Verdade.
Que mais por sua desonra? Honra.
Falta mais que se lhe ponha? Vergonha”.

“O demo a viver se exponha,
Por mais que a fama o exalte,
Num país onde falta
Verdade, honra, vergonha”.


Nunca nos faltou tanto verdade, honra, vergonha. Convivemos alegremente com “mensaleiros”, sanguessugas, transportadores de dólares em cuecas e até os reelegemos. Somos antiamericanistas doentes, mas volta e meia vamos aos Estados Unidos para fazer turismo, comprar, estudar, trabalhar, cuidar da saúde, além dos milhões de brasileiros que partem em busca da América, América e lá permanecem clandestinos, mas ganhando o que jamais ganhariam aqui. Odiamos os judeus porque preferimos o Hamas dos Palestinos. Como bons latino-americanos somos de esquerda e por isso idolatramos Fidel Castro, não importando ser ele um ditador implacável que nunca respeitou os direitos humanos. Se Lula da Silva, o grande pai de seu povo, põe o Brasil de joelhos diante de Hugo Chávez, Evo Morales, Rafael Correa, Fernando Lugo, Cristina Kirchner, nos inclinamos também perante as lideranças populistas que infestam a América Latina sempre imersa em sua mentalidade do atraso, em suas mazelas, em seus fracassos. A corrupção faz parte de nossa história e aprovamos governos corruptos ao dizer que se estivéssemos lá faríamos as mesmas coisas. Afinal, somos espertos, malandros e nossa satisfação em passar os outros para trás não tem limites. Indiferentes ou ignorando o que ocorre no Congresso Nacional ou no âmbito da Justiça seguimos cantando o samba de Zeca Pagodinho que nosso presidente da República tanto aprecia: “Deixa a vida me levar”. Futebol, carnaval e Big Brother são nosso alimento espiritual. Acreditamos que o MST é um movimento social pacífico que não esbulha proprietários rurais destruindo maquinário, roubando gado, pilhando, queimando sedes de fazendas. Do mesmo modo admiramos as sanguinárias Farcs, idealizadas como heróicas e defensoras do povo colombiano.

No momento dois fatos empolgam os noticiários. O primeiro diz respeito ao caso do terrorista Cesare Battisti, que a Itália quer de volta, mas que já foi perdoado por nosso ministro da Justiça com o acordo de Lula da Silva. Não devolveremos Battisti de jeito nenhum, o criminoso é nosso. Também estamos de braços abertos para receber os terroristas de Guantánamo. Aplausos para a Justiça brasileira, pois aqui o crime compensa. Do jeito que a coisa vai, pode ser que Lula da Silva crie o Ministério do Terrorismo e convide Osama Bin Laden para ministro. Seria mais uma vez delirantemente aplaudido pelo povo e seu prestígio subiria como atestado em pesquisa.

O segundo fato é relativo ao Fórum Social Mundial, que ocorre em Belém do Pará. O governo investiu milhões na festividade, inclusive, em camisinhas. Tudo pago com o dinheiro do contribuinte, ou seja, estamos financiando a esbórnia que atrai pessoas de todo o Brasil e do exterior. Presentes ao festival estarão Lula da Silva, ministros, assessores, figuras como João Pedro Stédile, além dos caudilhos Hugo Chávez, Evo Morales, Rafael Correa, Fernando Lugo, que fazem Lula sonhar com outro mandato possível. Lula não irá ao Fórum Econômico Mundial em Davos. Ficará em Belém dançando o Carimbó.

Aliás, não faltarão ao carnavalesco evento, além das camisinhas, muita cachaça e folia. Naturalmente, os participantes se posicionarão contra o capitalismo que os sustenta, contra a liberdade que permite a festividade, contra a riqueza que almejam para si. Dizem que no globalizado Fórum será dada oportunidade aos participantes, se os eflúvios etílicos permitirem, de perceberem que os problemas que assolam o mundo derivam da competição pelo poder e do acúmulo de bens materiais. Ou seja, tudo que eles mesmos fazem ou almejam. Em suas utopias delirantes as esquerdas clamarão pela volta do socialismo, nem que seja o do século XXI. E enquanto a crise avança sobre o planeta, em Belém do Pará se dançará o Carimbó, pois o tal outro mundo possível nunca foi definido nesses fóruns onde acontece de tudo, menos idéias.

Sem dúvida, esse "Fórum Socialista" faz recordar as proféticas palavras de Ortega y Gasset em A Rebelião das Massas: “A vida toda se contrairá. A atual abundância de possibilidades se converterá em efetiva míngua, escassez, em impotência angustiante, em verdadeira decadência. Porque a rebelião das massas é a mesma coisa que Rathenau chamava de ‘a invasão vertical dos bárbaros”.

No Brasil essa invasão começou faz tempo, mas diante dela nos quedamos indiferentes porque nos falta verdade, honra e vergonha ou, talvez, porque sejamos nós os bárbaros.

(*) Maria Lucia Victor Barbosa é socióloga.

mlucia@sercomtel.com.br

O caso Cesare Battisti e o senador Eduardo Suplicy

Foto: Ucho Haddad

Amigo,

Entendo que o sen. Suplicy é um caso. Clínico, naturalmente.

Condição que, nas especiais circunstâncias que o cercam, o condena a ser também um paradigma do 'Idiota Útil', exemplo escarrado de candidato a eventualmente receber uma bala na nuca.

Seu comportamento evidencia bondade. Dispõem deste tipo peculiar de sensibilidade à dor, sofrimento ou carência alheios, eliciando o impulso de socorro. Acredito mesmo que é capaz de, literalmente, dar a própria camisa a um necessitado. É, por minha ótica, um valor humano superlativo que lhe move minha simpatia.

Mas, pari passu, carrega aquele particular tipo de ingenuidade que associo à patologia, porque bloqueia fatalmente a percepção da ambiência emocional havida em qualquer contato social - a percepção intuitiva do que se passa nos bastidores ocultos do discurso e intenções manifestos.

Tout court, cegueira emocional. Um fenômeno que, não trabalhado psicoterapeuticamente, representa absoluta condenação ao fracasso existencial, inclusive porque o torna vítima inerme à manipulação cínica da canalha que o cerca.

Representa uma tal facilidade de indução a compromissos com conceitos negativos - valores espúrios, sofismas engolidos sem análise apenas para garantir a não-rejeição - que irá, gradual mas seguramente, conduzí-lo a crescentes níveis de corrupção anímica.

Suplicy é - era? - uma bela alma, um coração generoso, a quem uma falha na capacidade perceptual transformou em vítima e instrumento, cego e abúlico, da insídia comunista. Mais um de seus infinitos crimes contra a consciência.

Este pobre homem incorpora à perfeição o primeiro dos três clássicos perfis caracterológicos passíveis de adição à escatologia marxista - o IMBECIL, escravizado a seu inimigo por disfunção perceptual, culpas mágicas e dependência emocional - burrice patológica.

Tal como o segundo destes perfis - o 'DOENTE', neurótico motivado a destruição do Bem por frustração e inveja corrosiva - tem reais possibilidades de superação em trabalho psicoterapêutico. Algo de que, ademais, fogem como o diabo da cruz.

Quanto ao terceiro tipo - o CANALHA, modelo imperante nas elites comunistas - só é suscetível a um único, e somente um, remédio: qualquer dos procedimentos que abreviem sumária e completamente sua estadia no planeta.

Suplicy é um pobre coitado, alvo de derrisão e desprezo por aqueles mesmos que o usam impiedosamente, e merecedor de nossa compaixão. Mas, enquanto instrumento - consciente ou não - do Mal Manifesto, nunca, de nossa tolerância.

M.

P.S. - Dados significativos:

- não existe comunista após psicoterapia eficaz - e - comunismo e sanidade psico-emocional são antíteses absolutas.

***

SENADOR SUPLICY FOI O AUTOR DO BOATO MENTIROSO

Filosoficamente falando, ser corno não é nenhum demérito, pois a ação raramente tem a participação do chifrado. A coisa toma ares patológico, quando o corno inicialmente acostuma, depois passa a gostar e por fim vicia.

O senador Eduardo Suplicy (PT/SP), não se emenda, além de ser um dos defensores e freqüentador visitante da cela do terrorista italiano Cesare Battisti é também autor da divulgação da versão que o presidente Lula atendera um pedido da primeira dama francesa, para transformá-lo em refugiado político.

Suplicy nunca revelou a fonte dessa informação inquietante, embora por ter descendência familiar italiana, quando procurado pela imprensa da Itália, deu quantas entrevistas conseguiu contando essa versão, que foi assimilada como verdadeira, pois a fonte era um senador da republica brasileira, do partido do Presidente Lula.

Agora a primeira Dama desmente a versão e educadamente não chama o Suplicy de mentiroso, embora ele o seja. Essa questão toda além de ter causado incidentes diplomáticos com o governo italiano, a participação do senador pai de Supla e ex de Marta Relaxa e Goza, causa agora embaraços diplomáticos também com a França.

O senador Eduardo Suplicy esquece que esses revolucionários estrangeiros são uns ingratos. Da última vez que o senador acolheu um individuo desses em sua casa, o traidor, pôs-lhe um par de chifres, que o petista ainda ostenta. É verdade que como conseqüência benéfica o senador livrou-se da extinta dona Marta.

O chato é que depois que se é corno, deve-se ter cuidado para não agregar mais nenhuma qualidade negativa, pois a principal já é muito carregada de preconceito. Por isso, lamentamos que o senador, tenha enriquecido o seu currículo paralelo, passando agora a ser um corno mentiroso.

Obs. Texto recebido de Márcio del Cistia (F. Maier).

O polêmico Projeto Jari: Depoimento de uma testemunha ocular


Uns três ou quatro anos antes do seu sonho de implantar um grande projeto na margem paraense do rio Jari acabar -- o Projeto Jari --, tive a oportunidade de conhecer o multimilionário armador norte-americano Daniel K. Ludwig.

Foi lá pelos idos de 1979/80, quando fui designado para "dar uma opinião" sobre, na época, o tão combatido e controvertido projeto. Eu servia no I Comar, em Belém. Fui num C-47; mas antes de pousar, fiquei sobrevoando uma enorme região numa densa floresta equatorial, que estava sendo desmatada, e sendo reflorestada com mudas de uma espécie vegetal, a gmelina arborea, vindas da Ásia, mas antes aclimatadas na costa atlântica da África. Projetava-se a plantação de árvores para produção de celulose e papel, com corte previsto para uns oito anos, tempo bem menor do que acontecia em outras áreas do planeta de climas temperados, que era de 40 a 50 anos.

Sobrevoei também a moderna cidade criada pelo velho Ludwig, uma incrível cidade, Monte Dourado, equipada com escolas, hospitais, eletricidade, saneamento básico, coisa nunca vista na região. Monte Dourado era a sede do projeto. Construiu-se 600km de estradas principais, e muitas e muitas outras vicinais. Havia a previsão de uma ferrovia com 220 kms, três campos de pouso, além de um grande plantio de arroz, de produção perene, sem interrupções sazonais; pecuária de alta qualidade... Se eu for escrever tudo o que eu vi e aprendi sobre o projeto, daria um romance...

Mas o que eu queria agora dizer, quase trinta anos depois, é alguma coisa sobre aquele homem riquíssimo, de uns 70 anos de idade -- por isso ele tinha muita pressa, me dizia -- com negócios no mundo inteiro; que chegava de seus escritórios em Nova York utilizando-se de simples aviões de carreira da VARIG até Belém, viajando sozinho, e dali num teco -- teco até o Jarí. Onde ele havia conseguido tanta coragem, eu lhe perguntava, para investir uma soma fabulosa, mais de 600 milhões de dólares, numa região talhada com perfeição para demagogia, pois ali se reuniam ao mesmo tempo um enorme latifúndio e capital estrangeiro, um verdadeiro "tacacá no tucupi", com muita pimenta...

Naquela época era a maior moda ser contra o projeto. Era o imperialismo americano chegando à Amazônia, diziam os burros nacionalistas estremados. Lógico que ele, como homem de negócios, visava lucros.

O resultado foi que acabou sendo criada uma mentira, uma ficção, uma lenda envolvendo o governa estadual e o federal, que terminou emperrando aquele grande empreendimento, algo a meu ver, como disse no meu relatório, muito útil para a região, região muito pobre que tinha problemas reais até de sobra para serem resolvidos. Mas preferiram optar pelo desmatamento criminoso, como acontece até hoje em grande parte da Amazônia.

Ludwig retirou-se do projeto, lá deixando muito dinheiro enterrado, decepção, e uma imensa sensação de derrota, para um homem que sempre foi um vitorioso na vida.

Qualquer semelhança com os vinte anos dos militares no "Projeto Brasil", não é mera coincidência...

Coronel Maciel

Obs.: Texto publicado no site Reservaer - 27/01/2009

Conheça o Blog PIRACEMA - Nadando contra a corrente

Caros amigos,

Recentemente, criei um Blog - PIRACEMA - Nadando contra a corrente -, onde estou postando, aos poucos, textos escritos por mim desde o ano 2000.

Confira em

http://felixmaier.blogspot.com/

Atenciosamente,

Félix Maier

Sarney, o Boi-Bumbá do Senado



Tribuna da Imprensa - 27/01/2009

O Boi-Bumbá do Senado

SEBASTÃO NERY, jornalista

No Maranhão, para nascer, maternidade Marly Sarney. Para morar, vilas Sarney, Kiola Sarney ou Roseana Sarney. Para estudar, escolas José Sarney, Marly Sarney, Roseana Sarney, Fernando Sarney, Sarney Neto.

Para pesquisar, pegue um táxi no Posto de Saúde Marly Sarney e vá até a Biblioteca José Sarney, que fica na maior Universidade particular do Maranhão, que o povo jura que pertence também a José Sarney. Para saber notícias, leia “O Estado do Maranhão”, ligue a TV Mirante ou as rádios Mirante AM e Mirante FM, todas de José Sarney.

Se estiver no interior, ligue uma das 13 repetidoras da TV Mirante ou uma das 35 emissoras de rádio, também todas do mesmo José Sarney. Para saber das contas públicas, vá ao Tribunal de Contas Roseana Sarney (recém-batizado com esse nome, apesar da proibição legal, o que no Maranhão não tem valor nenhum).

Para entrar ou sair da cidade, atravesse a ponte José Sarney, pegue a avenida José Sarney ou vá à rodoviária Kiola Sarney. Lá, se quiser, pegue um ônibus caindo aos pedaços, ande algumas horas pelas “maravilhosas” rodovias maranhenses e chegue ao município José Sarney.

Não gostou de nada disso? Quer reclamar? Vá ao Fórum José Sarney, procure a sala de imprensa Marly Sarney ou a sala da Defensoria Pública Kiola Sarney.

Desde Calígula, quem sabe Nero, nunca se viu gente tão abusada. E Sarney acha pouco. Agora, quer ser o Boi-Bumbá do Senado.

MST completa 25 anos de olho na Presidência


A Verdade Sufocada - 28/01/2009

MST completa 25 anos de olho na Presidência

Imagem: Olho de Sauron da trilogia mais lida do mundo. O senhor dos Anéis

Por Vasconcelo Quadros - JB Online

BRASÍLIA - Dono de uma invejável base social – um universo de dois milhões e meio de pessoas distribuídas em assentamentos rurais e acampamentos de beira de estrada em todo o país – o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) chega aos 25 anos empenhado em ajudar a eleger em 2010 um governante de esquerda que restabeleça a bandeira do socialismo e se comprometa com um projeto de reforma agrária de massa.

Como fez há um quarto de século ao romper os vínculos com a Igreja Católica e com os sindicatos para se tornar autônomo, o movimento agora quer se distanciar de seus dois mais velhos parceiros, o PT e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas está de olho na passarela por onde desfilam os presidenciáveis e numa eventual polarização entre o PSDB, com o nome do governador de São Paulo, José Serra, e o PT, com a ministra Dilma Roussef.

Leia mais em http://www.averdadesufocada.com/index.php?option=com_content&task=view&id=1638&Itemid=34

Efetivo de Pessoal da União

Reflexão sobre o Efetivo de Pessoal da União – Fonte MF

Ricardo Bergamini - Prof. de Economia

Base: Dezembro de 2008

Com base nos números conhecidos no mês de Dezembro de 2008, comparando com dezembro de 2002, houve aumento do efetivo da ordem 316.809 servidores: Legislativo - 4.739; Judiciário -13.455; Executivo Militar - 174.330 recrutas; Executivo Civil - 111.346 e Ex-territórios e DF de 12.939.

Quantitativos dos Servidores da União

*Variação: Dezembro de 2008 em relação a Dezembro de 2002

Órgão
DEZ/02
DEZ/08
Variação*

Legislativo
30.847
35.586
4.739

Câmara dos Deputados
19.481
20.692
1.211

Senado Federal
7.673
10.949
3.276

Tribunal de Contas da União
3.693
3.945
252

Judiciário
102.809
116.264
13.455

Justiça do Trabalho
46.133
53.079
6.946

Justiça Federal
23.770
29.794
6.024

Justiça Eleitoral
21.887
21.014
(873)

Justiça DF e Ex-Territórios
5.377
5.876
499

Superior Tribunal de Justiça
2.965
3.175
210

Supremo Tribunal Federal
1.258
1.757
499

Justiça Militar
1.419
1.569
150

Executivo
1.649.413
1.935.089
285.676

Defesa
687.560
868.620
181.060

Educação
263.360
301.568
38.208

Saúde
192.656
233.606
40.950

Previdência
92.850
94.923
2.073

Transporte
87.455
78.201
(9.254)

Fazenda
85.557
70.201
(15.356)

Agricultura
47.942
46.801
(1.141)

Justiça
19.969
43.762
23.793

Comunicações
39.926
34.645
(5.281)

Planejamento Orçamento e Gestão
28.477
31.657
3.180

Presidência da República
9.280
21.255
11.975

Trabalho
19.426
18.568
(858)

Integração Nacional
15.632
15.271
(361)

Ciência e Tecnologia
11.956
13.025
1.069

Desenvolvimento Agrário
11.068
12.400
1.332

Meio Ambiente
10.663
12.145
1.482

Ministério Público da União
7.391
10.487
3.096

Relações Exteriores
4.837
6.712
1.875

Minas e Energia
5.242
6.069
827

Cidades
0
5.084
5.084

Cultura
4.074
4.578
504

Indústria e Comércio
3.482
3.996
514

Esporte Turismo
610
0
(610)

Desenvolvimento Social e Combate a Fome
0
633
633

Turismo
0
626
626

Esporte
0
256
256

Ex-Territórios e DF
180.808
193.747
12.939

Total
1.963.877
2.280.686
316.809


Arquivos oficiais do governo estão disponíveis aos leitores.

Ricardo Bergamini

ricoberga@terra.com.brrbfln@terra.com.br

http://ricardobergamini.orgfree.com/

http://www.blogdabolha.com.br/