MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

O Talibã volta com força total


Talebans sequestram 30 policiais e incendeiam 10 caminhões da Otan

da Folha Online

04/02/2009 - 10h24

Os terroristas do Taleban sequestraram 30 policiais no vale de Swat, noroeste do Paquistão, onde o Exército combate os radicais islamitas ligados à rede terrorista Al Qaeda, anunciou nesta terça-feira o chefe de polícia local, Dilawar Khan. Os talebans incendiaram ainda dez caminhões utilizados para o transporte de mantimentos e equipamentos das tropas da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) no Afeganistão.

O Taleban foi deposto do poder no Afeganistão pela coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, em 2001. Desde então, o grupo encontra refúgio nas vilas remotas do vizinho Paquistão, onde a insurgência se fortaleceu e o número de atentados terroristas e confrontos aumentou significativamente.

Nesta terça-feira (3), centenas de talebans cercaram um posto policial em Shomozai, um vale himalaio que já foi a atração turística mais visitada do Paquistão. Os policiais foram feitos prisioneiros após uma batalha de 24 horas.

O Exército, que executa uma vasta ofensiva na região, compareceu em ajuda aos policiais e conseguiu romper o cerco ao posto durante a noite de terça-feira. No entanto, os talebans aproveitaram uma pausa nos combates noturnos para invadir o local e sequestraram 30 policiais, antes de explodir o posto com dinamite.

Nas últimas semanas o Exército intensificou os combates contra os talebans paquistaneses do mulá Fazlullah, ligado aos talebans afegãos e Al Qaeda.

O ataque aconteceu na madrugada desta quarta-feira, entre as 2h e 3h (19h e 20h de terça-feira no horário de Brasília). "Um grupo de cerca de 300 membros da insurgência Taleban tomou o controle do posto policial de Shamozai. Capturaram 30 policiais", explicou uma autoridade local, que pediu anonimato.

Segundo a fonte, Muslim Khan, um porta-voz do movimento Tehrik-e-Taleban Paquistão, grupo que reúne os talebans paquistaneses, ligou nesta quarta-feira para a polícia de Swat e assumiu autoria do sequestro. Ele afirmou que o ataque é uma represália às operações que o Exército desenvolve na região.

As forças de segurança paquistanesas aumentaram nos últimos dias a intensidade de sua ofensiva militar em Swat, que sofre uma severa deterioração da segurança desde 2007. O canal de televisão local Geo TV informou que o toque de recolher foi imposto em diversas áreas do vale, onde as forças de segurança atacam refúgios dos talebans.

Os insurgentes tomaram o controle de várias áreas de Swat e se movimentam com facilidade por toda a região, incluindo a capital, Mingora, segundo fontes da inteligência ocidental e analistas.

Rota

As milícias talebans incendiaram nesta terça-feira dez caminhões utilizados para o transporte de mantimentos e equipamentos das tropas da Otan no Afeganistão, informaram as autoridades locais. Não foi confirmado se o ataque aos caminhões está ligado ao sequestro dos policiais.

"Combatentes islamitas espalharam combustível em um posto de caminhões na terça-feira à noite em Landi Kotal, a 10 km da fronteira", afirmou Rahat Gul, funcionário da administração do distrito de Khyber.

Os caminhões estavam voltando do Afeganistão e não foi confirmado que os veículos levavam suprimentos para as tropas. Mais tarde, os insurgentes dispararam foguetes. Oito caminhões foram destruídos e dois ficaram danificados.

Os ataques na passagem de Khyber --principal estrada entre Paquistão e Afeganistão-- contra caminhões paquistaneses com material logístico para as tropas da Otan aumentaram nos últimos meses.

Os ataques ampliaram as dúvidas sobre a habilidade do Paquistão proteger a estrada considerada vital na "guerra ao terror" no Afeganistão, na semana em que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deve autorizar o envio de 20 mil tropas adicionais ao país. Cerca de 75% dos suprimentos das tropas americanas no Afeganistão passam pelo vizinho Paquistão e a segurança das rotas se tornou uma prioridade para os americanos.

As autoridades americanas diminuíram, contudo, a importância dos ataques para o abastecimento de comida e combustível. As forças americanas estocam suprimentos suficientes para ao menos 60 ou 90 dias.