MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

O livro da gestão Lula

Suely Caldas*

Reunir mais de 3 mil prefeitos em Brasília e com eles acertar estratégias e ações contra a crise econômica é iniciativa positiva. A capilaridade da administração municipal de um país com mais de 5,5 mil municípios precisa ser usada para discutir questões comuns e dirigidas a objetivos coletivos. Mas não foi isso o que se viu em Brasília. A manipulação política em favor da candidatura da ministra Dilma Rousseff apequenou o encontro, anulou seu objetivo e foi mais um episódio, entre tantos recentes, a destruir a imagem de retidão, seriedade e respeito que distinguia e dignificava a ministra dentro do governo Lula.

A fotomontagem do presidente ao lado de Dilma e um espaço ao meio para o prefeito foi grotesca. Um ano e meio antes das eleições, a precoce candidata terá santinhos distribuídos Brasil afora, onde seu nome e figura são desconhecidos, ao lado e com a bênção do padrinho, conhecido e popular. Uns pontinhos a mais nas futuras pesquisas? Este é o objetivo. Os dois podem até inundar o País com santinhos, mas quando a campanha eleitoral começar em 2010. Agora não, a lei proíbe. E qual o problema de cometer uma ilegalidadezinha?

Leia texto completo em http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090215/not_imp324052,0.php

***

CUSTO COM DIÁRIAS CRESCEU 53%, ALÉM DA INFLAÇÃO

Na Presidência, despesas aumentam 224% em seis anos – O Globo

Os gastos do Executivo com diárias e locomoção no governo Lula cresceram 53%, um pouco acima da inflação do período, 41,8%. Mas também neste caso as despesas da Presidência da República - incluindo os órgãos vinculados - tiveram um aumento bem maior no mesmo período, chegando a 224%. Elas passaram de R$18,1 milhões para R$58,7 milhões em seis anos, enquanto os gastos totais do Executivo com os dois itens cresceram de R$700 milhões para R$1,073 bilhão.
No caso das diárias com servidores civis, os gastos do Executivo passaram de R$334,9 milhões em 2002 para R$470 milhões em 2008, um aumento de 37,8%. No mesmo período, a Presidência da República e seus órgãos vinculados elevaram os gastos com diárias de R$6,9 milhões para R$18,2 milhões, aumento de 163%.

Já as despesas de locomoção passaram de R$365,3 milhões para R$605,9 milhões, um aumento de 65,8%, enquanto os gastos da Presidência e seus órgãos vinculados passaram de R$11,2 milhões para R$40,5 milhões, com crescimento de 261%.

Os gastos maiores na Presidência são explicados, em grande parte, pela intensa agenda de viagens que faz o presidente Lula, que implica também em deslocamentos de dezenas de servidores das áreas de apoio e segurança, além de assessores.

GOVERNO BATE RECORDE DE CONTRATAÇÃO DE SERVIDORES TEMPORÁRIOS

Dados do Ministério do Planejamento mostram que o governo federal bateu o recorde de contratações temporárias em 2008. De acordo com relatório da Secretaria de Recursos Humanos, mais de 17,5 mil servidores foram contratados entre janeiro e novembro por tempo determinado para trabalhar no serviço público federal. O número chega a ser superior ao total de servidores concursados admitidos no mesmo período. Desde 2003, no início do governo Lula, as contratações temporárias já superam 82 mil. Entre as áreas de atuação dos chamados "servidores tampão" estão o ensino em universidades e serviços especializados de engenharia e de tecnologia da informação. Diego Casagrande

Fonte: http://movimentoordemvigilia.blogspot.com/2009/02/o-livro-da-gestao-lula.html