MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

domingo, 22 de fevereiro de 2009

Guantánamo respeita regras. E agora, Obama?


21/02/2009

Folha de S. Paulo

Guantánamo respeita regras, diz estudo pedido por Obama

DA REDAÇÃO

Um estudo conduzido por um almirante americano a mando do presidente Barack Obama concluiu que a prisão de Guantánamo respeita as Convenções de Genebra de proteção dos direitos dos prisioneiros de guerra.

O levantamento, requisitado como parte do plano de fechar a prisão na base militar em Cuba, tem sua entrega prevista na Casa Branca neste final de semana.

A despeito de ter apontado que o centro de detenção criado pelo governo de George W. Bush para abrigar detentos da "guerra ao terror" respeita as normas internacionais, o almirante Patrick Walsh, autor do estudo, recomendou a adoção de medidas para aumentar o contato humano entre os detentos.

Segundo autoridades familiarizadas com o estudo citadas pelo "New York Times", a meta é permitir maior diálogo entre os presos e os estimular a participar de atividades em grupo.

Além da prática de tortura em interrogatórios -que o governo Bush chamava de "técnicas duras" e que Obama baniu-, a prisão de Guantánamo é alvo de críticas pelo fato de confinar os presos até 23 horas diárias em cubículos de cimento ou em gaiolas a céu aberto.

A conclusão do relatório gerou críticas. Segundo o "Times", ela deve colocar Obama, pela primeira vez, na posição de defensor da prisão que prometeu fechar até 2010. "A revisão sobre Guantánamo aparenta não ser mais que o acobertamento das práticas de tratamento abusivo e detenção ilegal do governo Bush", disse a União Americana de defesa das Liberdades Civis (ACLU).