MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Comentário semanal do coronel Gelio Fregapani

Comentário da Semana nº 23, 08 de fevereiro de 2009

Assunto: Guerra pela Amazônia, etc.

AOS MEUS CORRESPONDENTES

Guerra da quarta geração

- O processo de internacionalização da Amazônia avança a olhos vistos.

ONGs financiadas por multinacionais se esforçam para dominar a exploração mineral ou roubo da biodiversidade, mas principalmente para a criação de Nações Indígenas independentes, com a delimitação de áreas que, por coincidência, localizam-se nas fronteiras nacionais e contém reservas de minerais nobres.

Encoberta pela cortina da preservação ambiental, o projeto de cercamento de milhões de quilômetros de riquezas incomensuráveis está sendo implementado no Brasil. Sob a sigla ARPA, o Projeto já viabilizou a entrega de cerca de 16 milhões de hectares da Floresta Amazônica para organizações ambientalistas que servem de fachada aos interesses econômicos norte-americanos

Implementado pela WWF - principal defensora dos interesses de seus patrocinadores, entre eles a Shell e o governo dos EUA - e avalizado pelo secretário de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente (MMA), João Paulo Capobianco, somente o ARPA pretende cercar 50 milhões de hectares amazônicos

Preparação para Guerra Convencional

A presença de tropas de outros continentes em 20 bases ao longo da fronteira e centenas de ONGs estrangeiras na Amazônia é uma realidade

- Tropas holandesas treinam para Guerra na Selva no Suriname, após um acordo entre os governos do Suriname e Holanda, próximo à fronteira com o Brasil . Por que?

- Tropas britânicas passam a treinar para guerra na selva na Guiana Inglesa, fazendo incursões noturnas à vilarejos brasileiros na fronteira. Por que?

- A França inaugura no quartel da Legião Estrangeira, o curso de guerra na selva na Guiana Francesa, e envia regularmente suas tropas para lá. Compreensível, mas compõe um quadro.

- Aumenta o número de ONGs em Roraima, fronteiriço às Guianas. São ONGs francesas, dos EUA, Inglaterra, Canadá e holandesas. Por que?

- O min. da in(Justiça) ordena a retirada dos brasileiros não índios da Raposa-Serra do Sol. Detalhe: área imensa, riquíssima em jazidas minerais estratégicas. Os próprios índios se opõem. O Exército mostra desagrado. Por que?

- A Inglaterra lidera a campanha contra a soja e o álcool brasileiros. É comum cartazes e adesivos "Não queime a Amazônia em seu carro"; "Salve a Amazônia, queime um brasileiro" , ou EuroAmazon, the future!. Por que?

-James Goldsmith e o Grupo Rothschild financiaram a ONG britânica Survival Internacional da WWF, na campanha pela demarcação da Nação Ianomami. Há evidências que a oligarquia britânica está mobilizando o MST. Para que?

O Obama tentará minimizar a falência da sociedade o e desemprego no país dele. Suas alternativas são muito limitadas; para não envolver o planeta numa ampla guerra ou num grande número de guerras menores, (ele vai ser pressionado para isso), a saída é o acesso as riquezas naturais dos outros países como as do Brasil. O nióbio, o manganês. O níquel, o estanho, o alumínio. O ouro e outros das áreas indígenas podem estar dentro desse pacote, bem como o Pré-Sal. (Perceberam o perigo?)

Alguns parlamentares se manifestam. Sindicatos também e em ocasiões especiais os melhores comandantes das Forças Armadas mostram que não ficarão indiferentes.

Uma das táticas adversárias é acusá-los de comunistas. Recordemo-nos que, na década de 50, até generais receberam essa pecha durante a campanha do Clube Militar - "O PETRÓLEO É NOSSO!" e ai está a nossa PETROBRÁS. Alias, há na internet uma proposta de boicote (só a ela) para forçar a baixa do preço da gasolina

Por que não juntar todas as forças que prezam o Brasil e o seu povo para defendê-lo? É verdade que 2012 está vindo e o mundo já está sentindo a sua aproximação, mas é preciso que a gente chegue lá sem divisões entre nós.

Funai falseia a História

BELÉM - O presidente da FUNAI, Márcio Meira, afirmou em nota que a demarcação contínua da reserva indígena Raposa Serra Do Sol não constitui risco ou ameaça à soberania; que a presença indígena influiu para que aquele território fosse reconhecido como brasileiro.

Mentira! A invasão inglesa na Região do "lavrado", incluindo a atual área da Raposa (Questão do Pirara) foi sob o pretexto de que o Brasil tratava mal os índios macuxis e que estes pediam a proteção da Grã-Bretanha. A mesma mentira ouvi de um assessor da Casa Civil, chamado Colar (e de pulserinha), que foi a Roraima em 2007 instar para que as tropas do Exército auxiliassem a retirada dos brasileiros.


Coronel Hiram Reis, após o desembarque em Manaus

A afirmação do presidente do órgão indigenista brasileiro contraria o que disse o coronel do Exército Hiram Reis e Silva, em entrevista ao Portal Amazônia após seu desembarque em Manaus, ao fim da expedição gaúcha "Projeto-Aventura Desafiando o Rio-Mar".- o cel Hiram está a serviço da Pátria. A serviço de quem estará o indigno presid. da indigna Funai?

Lembra da historia do desarmamento?

Antes do Referendo de 23 de Outubro de 2005, circulou pela Internet a notícia de que a razão pela qual a Rede Globo apoiava fervorosamente a Campanha de Desarmamento , seria o fato de que teria se associado a Glock, fabricante austríaca de armas, para dominar o mercado de segurança privada em todo o País. Com o cidadão proibido de ter armas e com a segurança pública falida, a Rede Globo criaria uma gigantesca empresa de segurança particular e a Glock por sua vez, forneceria as armas com exclusividade, e que haveria um político por trás.

Não se garante a veracidade. Poderia ser boato ou invenção dos defensores do não! Bem, acaba de ser inaugurada a Glock do Brasil S.A. em São Paulo, distribuidora oficial das pistolas Glock em solo brasileiro. E agora a surpresa; quem teria dado suporte político para mais essa isto? Um dos mentores do desarmamento brasileiro, o senador antiarmas Renan Calheiros!

Amero - A nova moeda dos EUA (recebido de um correspondente)

Fui pesquisar no Google e deu + de 2 milhões de insersões sobre a nova moeda, fotos, filmes - entrevistas, inclusive do ex-presidente Mexicano Vicente Fox, confirmando num Programa de tv a pergunta de um espectador, etc.

Saudações patrióticas

Na próxima semana trarei novas informações

GF