MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Chico Mendes: A farra das indenizações continua


Diário Oficial traz anistia de Chico Mendes

Agência Brasil

Publicação: 11/02/2009 09:31 Atualização: 11/02/2009 09:55

O Diário Oficial da União desta quarta-feira (11/02) traz publicada a anistia política do ambientalista Chico Mendes.

A decisão do Ministério da Justiça é de dezembro de 2008, mas só agora é oficial, vinte anos depois da morte do seringueiro.

A Portaria n.º 182 prevê ainda o pagamento de uma indenização no valor de R$ 337,8 mil a Ilzamar Gadelha Bezerra Mendes, viúva de Chico Mendes.

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.br/html/sessao_18/2009/02/11/noticia_interna,id_sessao=18&id_noticia=77544/noticia_interna.shtml

Biografia de Chico Mendes:

"...
Com o surgimento do Partido dos Trabalhadores, Chico transforma-se num de seus fundadores e dirigentes no Acre, participando de comícios na região juntamente com Lula. Ainda em 1980, Chico Mendes é enquadrado na Lei de Segurança Nacional, a pedido dos fazendeiros da região que procuravam envolvê-lo com o assassinato de um capataz de fazenda, que poderia estar envolvido no assassinato de Wilson Pinheiro, presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Brasiléia.

No ano seguinte, Chico Mendes assume a direção do Sindicato de Xapuri, do qual foi presidente até o momento de sua morte. Nesse mesmo ano, Chico é acusado de incitar posseiros à violência. Sendo julgado no Tribunal Militar de Manaus, consegue livrar-se da prisão preventiva.

Nas eleições de novembro de 1982, Chico Mendes candidata-se a deputado estadual pelo PT, não conseguindo eleger-se. Dois anos mais tarde, é levado novamente a julgamento, sendo absolvido por falta de provas.
..."

Fonte: http://biografias.netsaber.com.br/ver_biografia_c_3859.html


Obs.: Como aquela freira americana, Dorothy Stang, Chico Mendes era, antes de tudo, um arruaceiro, um incitador de invasão de terras - como convém a um bom petista velho de guerra. Por essa militância, o "Che Guevara da era ambiental" respondeu na Justiça, sendo acusado de co-autoria em um assassinato. Imagina se todo cidadão que ficou preso preventivamente exigisse indenização na Justiça... Enfim, é a farra do País dos Petralhas, que se autoconcedem indenizações muitas vezes milionárias (F. Maier).