MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Terroristas do MST tocam fogo em área florestal da Aracruz

Terroristas do MST tocam fogo em área florestal da Aracruz à margem da BR 290 no Rio Grande do Sul

Vitor Vieira - Jornalista
http://www.videversus.com.br/

O delegado Cleandro André Jarczweski, responsável pela investigação das causas do incêndio na área de plantio da Aracruz em Butiá, esteve na manhã desta terça-feira no local, às margens da BR-290, no Rio Grande do Sul. Segundo o delegado, o principal indício de que o fogo possa ter origem criminosa é o fato de ter começado simultaneamente em três locais diferentes. Além disso, havia chovido nos últimos dias.

Isso impossibilita a hipótese de que o fogo tenha surgido espontaneamente, segundo Jarczweski. O Instituto-Geral de Perícias inicia ainda hoje a análise do local. Também está sendo ouvido o supervisor de vigilância da Aracruz, que foi o primeiro a chegar ao local do incêndio. O fogo não chegou à vegetação, restringindo-se às toras que estavam prontas e empilhadas para serem transportadas à fábrica de celulose em Guaíba. O editor de Videversus passava de carro pelo local. Até o mais notório dos patetas, só de olhar, confirmaria que se tratava de um incêndio criminoso, porque que as fileiras de toras empilhadas distanciavam-se bastante uma das outras, e o fogo era uniforme em cada uma deles, como se tivesse recebido um banho de gasolina. No Rio Grande do Sul, só há um notório inimigo da Aracruz, que já promoveu vários atentados contra a companhia. Trata-se do grupo terrorista MST e de seu braço internacional, a Via Campesina. É só procurar entre os terroristas integrantes dessas duas organizações para a Polícia Civil chegar aos responsáveis pelo crime. Foi a primeira operação terrorista de grande vulto realizada pelos terroristas do MST e da Via Campesina, de forma ostensiva.

Fonte: videVERSUS