MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Revista que estimula turismo sexual na mira da AGU

AGU quer retirar de circulação revista que estimula turismo sexual no Brasil

Agência Brasil

Publicação: 09/01/2009 17:24
Atualização: 09/01/2009 17:48

Por meio da Procuradoria Regional Federal da 2ª Região, a Advocacia-Geral da União (AGU) ajuizou ação em Vara Federal do Rio de Janeiro com o objetivo de tirar de circulação a revista Rio For Parties [Rio para festeiros], publicada pela Editora Solcat Ltda.

Na publicação, os bailes de carnaval são descritos como “festas ao ar livre com atividades de semi-orgia”. As mulheres brasileiras são classificadas em quatro tipos: "Britney Spears", "popozuda", "hippie/raver" e "Balzac".

O primeiro seria o das filhinhas de papai, avessas a cantadas. O segundo o das mulheres intituladas “máquinas de sexo” , com as quais, de acordo com a revista, “ir ao motel é sempre uma boa possibilidade".

As "hippies/ravers" são definidas como garotas “difíceis de beijar”, mas “fáceis de ir para a balada", enquanto a “Balzac" como mulher que, se tratada "como uma dama", retribuirá o companheiro tratando-o "como um rei, talvez não hoje à noite, mas amanhã com certeza".

A contestação judicial foi um pedido da Empresa Brasileira do Turismo (Embratur). A revista utiliza na capa, sem autorização, o selo Brazil Sensational, do Ministério do Turismo, criado para divulgar internacionalmente a imagem do país.

Ao pedir a retirada de circulação da revista, a AGU defende ainda a cobrança de multa diária mínima de R$ 10 mil em caso de descumprimento.

Segundo o procurador federal Marco Di Iulio, responsável pela causa, a publicação viola “um dos fundamentos do próprio Estado Democrático de Direito - a dignidade da pessoa humana, tendo em vista a exposição vexatória do povo brasileiro com o intuito de promover a exploração sexual”.

Fonte: correiobraziliense.com.br/