MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

ISRAEL-PALESTINA: Guerra pela legitimidade

Análise de Jerrold Kessel e Pierre Klochendler

Jerusalém, 06/01/2009, (IPS) - A reafirmação do direito à defesa própria e da legitimidade da ação militar são os componentes centrais da segunda fase do ataque de Israel contra o Movimento de Resistência Islâmica (Hamas) no território palestino de Gaza.

A legitimidade que Israel se atribui deriva das metas da operação militar Chumbo Fundido, a mais intensa contra a Palestina nos últimos 40 anos. Com esta crescente confiança, combinada com a decisão do Hamas de não renovar o cessar-fogo de seis meses na noite de Natal, todo o gabinete israelense deu luz verde ao bombardeio aéreo que se concretizaria três dias depois, e inclusive à grande incursão por terra do final de semana.

O gabinete de segurança se reuniu secretamente sexta-feira em Telavive, convocado pelo primeiro-ministro, Ehud Olmert, e pelos ministros da Defesa, Ehud Barak, e das Relações Exteriores, Tzipi Livni. As deliberações foram além do início do sabat judeu. Devido às circunstâncias, os ministros judeus estavam dispostos a transgredir as normas sobre o descanso no sábado, mas Olmert os convenceu de partirem às 16 horas “para evitar suspeitas sobre algo iminente”.

Estes secretários já haviam deixado seu voto estabelecido para o momento. Todos apoiavam a operação por terra. As únicas abstenções foram de ministros que desejavam agregar uma terceira fase à guerra com a missão de desalojar o Hamás do poder em Gaza. A guerra continua gozando de amplo apoio público. Além disso, funcionários do governo israelense insistem em dizer que a operação é vista com legitima inclusive na região e no resto do mundo.

Leia texto completo em http://mwglobal.org/ipsbrasil.net/nota.php?idnews=4407.