MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

domingo, 11 de janeiro de 2009

Cesare Battisti, o terrorista queridinho do PT


Revista Época - 09/01/2009 - 21:56
Atualizado em 09/01/2009 - 23:27

"Se for para a Itália, serei morto"

Em entrevista a ÉPOCA, Cesare Battisti, ex-militante de esquerda acusado de quatro assassinatos, afirma que será alvo de vingança se voltar ao seu país. A decisão está nas mãos do ministro da Justiça, Tarso Genro

matheus leitão

SEM SAÍDA

Battisti cercado por policiais ao chegar a Brasília, em 2007 [foto]. Ele está numa cela do presídio da Papuda, na capitalO mundo político de Brasília ainda não voltou de férias, mas já se sabe que, quando voltar, há uma traiçoeira pedra no caminho do governo Lula, mais especificamente no do ministro da Justiça, Tarso Genro, e que poderá acabar no Supremo Tribunal Federal (STF). A pedra se chama Cesare Battisti, um ex-militante da extrema esquerda italiana, preso na Papuda, presídio em Brasília. O caso de Battisti, condenado à revelia por quatro assassinatos na Itália, arrasta-se por três décadas em tribunais pelo mundo. Dividiu opiniões de mentes ilustres pela efervescência ideológica do planeta quando os crimes foram cometidos: a década de 70, auge da disputa entre comunistas e defensores do capitalismo. Caberá ao Brasil dar o veredicto mais importante sobre o caso nas próximas semanas, o de extraditá-lo para as terras italianas, onde ele passará o resto da vida atrás das grades, ou o de conceder asilo aqui, onde ele deixará a cadeia e viverá em liberdade.

Leia mais em http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI21001-15223,00-SE+FOR+PARA+A+ITALIA+SEREI+MORTO.html