MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964

MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964
Avião voa sobre a orla carioca em 31/03/2014, ostentando faixa com os seguintes dizeres: "PARABÉNS MILITARES - 31/MARÇO/64 - GRAÇAS A VOCÊS O BRASIL NÃO É CUBA". Clique na imagem acima para acessar MEMORIAL 31 DE MARÇO DE 1964 - uma seleção de artigos sobre o tema.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Brasilistão: Terrorista italiano sente-se "em casa", protegido por antigos terroristas


13/01/2009 - 22h02

Blog do Josias:


Tarso concede "refúgio político" a ex-terrorista italiano

da Folha Online

O ministro Tarso Genro (Justiça) concedeu nesta terça (13) refúgio político no Brasil a Cesare Battisti, ex-terrorista de extrema-esquerda preso em março de 2007 pela Polícia Federal no Rio, informa o blog do Josias.

Ex-militante de um grupo chamado PAC (Proletários Armados para o Comunismo), Battisti foi condenado à prisão perpétua na Itália --em 1978 e 1979-- como autor ou coautor de quatro homicídios. Ele nega que tenha cometido os assassinatos.

Alega que não pôde exercer em sua plenitude o direito de defesa. Sustenta que as condenações decorrem de perseguição política do Estado italiano.

Corre no STF um pedido de extradição formulado pelo governo da Itália. Em novembro, o Ministério da Justiça negou pedido de refúgio feito pelo italiano. A decisão de Tarso é resultado de recurso formulado pela defesa de Battisti.

Leia reportagem na íntegra no blog do Josias.

Antigo terrorista e capanga de Carlos Lamarca, Celso Lungaretti exulta com a decisão de Tarso Genro - cfr. em http://cesarelivre.org/node/35

Obs.: Um antigo terrorista, como Tarso Genro, só podia ter tomado essa atitude, para beneficiar um "companheiro de armas". É uma autêntica "ação entre amigos". O Brasilistão, aos poucos, está se tornando o refúgio mais seguro para terroristas do mundo inteiro. O que esperar de um país que tem como ministros antigos terroristas como Tarso Genro, Paulo Vannuchi, Carlos Minc, Franklin Martins, Dilma Rousseff e outros menos paparicados por Lula, o capo de tutti capi? O próximo passo da República Socialista dos Bandidos será arranjar um emprego público para o terrorista (F. Maier).